🔒 Nenê contra a invisibilidade

🔒 Nenê contra a invisibilidade

No Jogo 3 contra o Oklahoma City Thunder, Nenê acertou todos os 12 arremessos que tentou em quadra e empatou o recorde de mais arremessos sem errar num jogo dos Playoffs, em vigor desde 1975. Em apenas 25 minutos, Nenê conseguiu 28 pontos e 10 rebotes, além de garantir a vitória num jogo que, de outra maneira, teria sido verdadeiramente complicado para o Rockets. Foi uma atuação verdadeiramente memorável .

🔒 Tentando parar Paul George

🔒 Tentando parar Paul George

Dez segundos para o final do Jogo 1, Pacers perdendo em Cleveland por apenas um ponto mas com a posse de bola. Quem deve tentar o arremesso decisivo? Certamente Paul George, cestinha da equipe, naquele momento com 29 pontos, 5 rebotes e 7 assistências na partida. Por que, então, quem tentou a bola decisiva foi CJ Miles, reserva da equipe, com apenas 5 pontos na partida, num arremesso desequilibrado que deixou Paul George visivelmente frustrado? A resposta simples seria culpabilizar CJ Miles e sua vontade individual de decidir a partida, mas a verdade é que a última jogada foi simplesmente um resumo da defesa que Paul George recebeu do Cavs ao longo do jogo inteiro – uma defesa que o forçou a passar a bola para CJ Miles sem qualquer chance de recebê-la de volta. Vamos dar uma olhada nesse arremesso fatídico:

🔒Filtro Bola Presa #42 (season finale)

🔒Filtro Bola Presa #42 (season finale)

Mais uma temporada chegou ao fim, e com ela os seus causos, seus recordes, os memes e as jogadas infames. Acompanhamos tudo o de nem-tão-importante aqui no Filtro, seção que agora descansa nos Playoffs e na offseason e que irá voltar com tudo na loucura da temporada 2017-18. Agradecemos ao apoio dos nossos assinantes, que no lugar do Filtro terão análises táticas bem bacanas e exclusivas ao longo da pós-temporada.

🔒Como entender (os lances livres de) James Harden

🔒Como entender (os lances livres de) James Harden

James Harden é a realização de um estranho sonho estatístico. Quando Daryl Morey, General Manager do Houston Rockets, introduziu as estatísticas avançadas na equipe em 2007, seu plano era que os pontos do time viessem apenas das maneiras mais simples e eficientes: bolas de três pontos, bandejas e lances livres. Harden está longe de ser um dos melhores arremessadores de três pontos da NBA, mas nenhum outro jogador seria tão capaz de concretizar os desejos de Morey. Quando arremessa uma bola de três pontos, Harden está tentando conseguir uma falta e indiretamente criando espaço para suas infiltrações; quando infiltra, está também tentando cavar uma falta e indiretamente criando espaço para seus arremessos de três pontos. Quando seus arremessos entram, trata-se de mero bônus, uma espécie de “efeito colateral”. O que Harden está sempre fazendo é um “metajogo”, estabelecendo regras mentais para fora das regras explícitas do basquete, entrando na cabeça dos seus adversários para confundi-los, forçá-los a tomar más decisões e se aproveitar delas. Não há jogador que viva mais no erro dos seus adversários do que James Harden – e é por isso que ele tornou-se o maior especialista da NBA em fazer com que os outros errem.

🔒Filtro Bola Presa #41

🔒Filtro Bola Presa #41

A temporada está chegando ao fim e o Filtro está indo junto. Está é a penúltima edição do Filtro nesta temporada, então é hora de relembrar a última semana e mais algumas histórias que ficaram perdidas nas nossas férias. Além disso, claro, é hora de ver quem que vai assumir a liderança do Power Ranking dos Mascotes a uma semana da GRANDE DECISÃO!

1 2 3 4 5 6 22