Podcast Bola Presa #178 – Preview da Divisão Central

Podcast Bola Presa #178 – Preview da Divisão Central

Bem amigos do Bola Presa, mais um podcast no ar!

Nesta semana analisamos os últimos cinco times do Leste que ainda não haviam sido abordados nas previsões. Falamos do nosso querido, arrumadinho e promissor Indiana Pacers, do projeto futuro do Chicago Bulls, da primeira temporada completa de Blake Griffin no Detroit Pistons, do Cleveland Cavaliers pós-LeBron e de como o Milwaukee Bucks irá adaptar seu elenco de gigantes à movimentação de bola do novo técnico Mike Budenholzer.

No Both Teams Played Hard respondemos perguntas sobre morte, namoradas anti-game, Space Jam 2, a relação entre LeBron James e a agência Klutch Sports e quadrinhos.


MUDANÇAS NO FEED

Desde a semana passada nós deixamos de hospedar nossos podcasts no SoundCloud e migramos para o Anchor. O que muda?

  • Se você nos escuta via agregadores de podcasts, nada. Tudo deve ter migrado automaticamente! Se não, faça manualmente usando este endereço de RSS: https://anchor.fm/s/6e0648c/podcast/rss
  • O único programa que ainda tem dado erros para alguns ouvintes é o Google Podcasts. Caso você seja um deles, há um JEITINHO: entre em anchor.fm/bolapresa em seu celular e lá clique em “Listen on Google Podcasts”
  • Se você escuta no nosso site no SoundCloud, está é a última semana onde lá será atualizado também. Sugerimos mudar para nossa página no Anchor, que funciona do mesmo jeito. Eles têm um app também!

Para baixar este podcast no seu computador, use este link =)

Jimmy Butler quer ir embora

Jimmy Butler quer ir embora

Jornalistas divulgaram na última semana que Jimmy Butler estaria insatisfeito com sua situação no Minnesota Timberwolves, que não se dava bem com o resto do elenco e que poderia exigir uma reformulação ou pedir para sair. Tudo isso seria resolvido numa reunião com o técnico e General Manager Tom Thibodeau na última terça-feira. O jogador viu a notícia e respondeu com uma ressalva no Twitter: “Não acreditem em tudo que leem na internet, a reunião será na quarta”.

🔒Um sentido para Elton Brand

🔒Um sentido para Elton Brand

Não falta à NBA histórias de jogadores que simplesmente não deram certo, mesmo quando as expectativas em cima deles eram altíssimas. Diversos jogadores que foram a primeira escolha do draft em seus respectivos anos tiveram carreiras desastrosas, por uma série de motivos variados: Greg Oden teve problemas de saúde; Kwame Brown não tinha maturidade psicológica para lidar com a pressão; Andrea Bargnani foi escolhido por parecer ser algo que ele não era; Anthony Bennett e Michael Olowakandi simplesmente não eram bons o bastante para o basquete profissional. São jogadores que a NBA descartou rapidamente, ou que se mantiveram na Liga pelas pontas dos dedos, sobrevivendo em papeis drasticamente secundários, sombras daquilo que esperávamos que eles fossem. Muitas vezes olhamos para esses jogadores com raiva ou desdém, fruto do fato de que ao serem escolhidos eles privaram suas equipes iniciais de escolher jogadores MELHORES, futuras estrelas. Os torcedores se sentem enganados, frustrados pela promessa de sucesso ter sido arrancada de seus times.

Não percebemos, no entanto, que muitas vezes esses jogadores passaram uma parte considerável de suas vidas ouvindo a mesma promessa: que seriam grandes, que seriam vencedores, que teriam carreiras extraordinárias. Ser o primeiro nome chamado em qualquer draft é uma enorme confirmação dessa promessa: não apenas os times esperam que a primeira escolha seja um grande jogador, mas a própria escolha já CONFIRMA essa condição de grandiosidade. E ainda assim, após os primeiros passos na NBA, esses jogadores tem essa promessa arrancada de suas mãos: seus corpos não são resistentes o bastante, suas mentes não são suficientemente preparadas, seu talento não funciona na NBA ou sequer está lá de verdade. É preciso olhar no espelho e aceitar eventualmente que não se é aquilo que as pessoas esperavam que você fosse, que você não é BOM O SUFICIENTE para ser quem te disseram que você seria durante toda a porção inicial de sua vida. Deve ser um processo muito duro e difícil, em que esses jogadores sentem-se ainda mais frustrados e enganados do que os torcedores que esperavam uma estrela para ajudar suas equipes.

Podcast Bola Presa #177 – Preview da Divisão Sudeste + o caso Jimmy Butler

Bem amigos do Bola Presa, mais um podcast no ar!

Nesta semana continuamos nosso Preview com a divisão mais DEPRIMENTE da NBA, a Sudeste. Temos o Atlanta Hawks com o pior elenco da liga, a reconstrução infinita do Orlando Magic, os condenados-à-mediocridade Miami Heat e Charlotte Hornets e tentamos ser um pouco otimistas com o Washington Wizards, o único time com alguma esperança fazer algum barulho antes que o vestiário deles exploda em ódio e desgosto.

Para compensar, falamos bastante também sobre Jimmy Butler, que CANSOU e pediu para ser trocado do Minnesota Timberwolves. Discutimos sobre como a relação dele com Tom Thibodeau e Karl-Anthony Towns chegou a esse ponto e como a sua principal motivação pode ser financeira.

No Both Teams Played Hard respondemos perguntas sobre o apelo do basquete colegial, arremessos feios, tretas na firma, nudes, tatuagens e sonhos eróticos.

Neste episódio:
Carinha do Jabá: 2:25
Jimmy Butler: 7:50
Preview do Sudeste: 22:15
BTPH: 1:01:30

Para baixar o episódio no seu computador, use este link! =)

O podcast Bola Presa trocou de casa: deixamos o SoundCloud e agora estamos no Anchor. Se tudo funcionou, a mudança foi imperceptível e o feed do seu aplicativo de podcasts percebeu tudo sozinho. Caso tenha dado errado, busque de novo por “Bola Presa” e refaça a assinatura =)

Com a troca você agora pode nos escutar também no Spotify!

🔒O poder do calendário

🔒O poder do calendário

Por mais de 25 anos, um certo Matt Winick teve um emprego que pode soar comum para muitos trabalhadores das grandes cidades do mundo: organizar dados em planilhas, acomodar pedidos de clientes, resolver pepinos e entregar resultados dentro de um prazo apertado. Quando finalmente chegava ao fim, era a hora de começar tudo de novo.

1 2 3