🔒Filtro Bola Presa #78

🔒Filtro Bola Presa #78

A NBA acaba de passar pelo “trade deadline”, a data limite para trocas na temporada. Diversos times fizeram mudanças drásticas e não faltam discussões sobre quais times saíram vencedores das trocas, quais saíram perdedores, quem são as novas potências da Liga e as chances de título das principais equipes. Mas aqui no Filtro Bola Presa não é lugar para análise: nessa semana separamos as mais divertidas histórias dos bastidores dessas trocas, além de recordes, histórias de camaradagem, polêmicas, anedotas e, claro, mascotes!

Protegido: 🔒Podcast Especial #32 – A origem dos nomes das franquias da NBA

Bem amigos ASSINANTES do Bola Presa, mais um podcast no ar!

Nesta edição falamos de Força Nominal. Quer dizer, quase isso. Contamos a história por trás dos nomes dos 30 times da NBA, explicamos suas referências, elegemos os piores e dizemos quais nomes perdedores deveriam ter superado os oficiais. Vocês verão que o Brooklyn Nets poderia ter sido uma piada de mau gosto, que todos adoram animais mitológicos vindos de um jogo de RPG e que até nomes óbvios como Houston Rockets e Detroit Pistons não são tão óbvios assim.

🔒O processo agora tem pressa

🔒O processo agora tem pressa

Quando Sam Hinkie assumiu como General Manager do Sixers em 2013, a ideia era que o time fosse campeão “custe o que custar”. Em geral, quando donos de time dizem que querem ser campeões a qualquer custo, estão na prática abrindo a carteira, dando carta branca para seus General Managers torrarem dinheiro em contratos grandes e gordos, assegurando as maiores estrelas com salários impressionantes. É algo fácil para os donos milionários e um discurso que agrada aos fãs, permitindo que sonhem com os maiores nomes do basquete em seus times do coração. Mas aí Hinkie chegou e, ao invés de tentar contratar grandes nomes, pegou o único jogador All-Star do time, Jrue Holiday, e mandou para o Pelicans em troca de uma escolha de draft. Na temporada seguinte, draftou Michael Carter-Williams, eleito calouro do ano. E aí Hinkie o trocou por mais uma escolha de draft.

Podcast Bola Presa #197 – Muitas trocas, nenhuma monocelha

Podcast Bola Presa #197 – Muitas trocas, nenhuma monocelha

Bem amigos do Bola Presa, mais um podcast no ar!

Esta quinta-feira foi o último dia para trocas nesta temporada da NBA e, como de costume, muita gente trocou de lugar. Temos Tobias Harris no Philadelphia 76ers, Nikola Mirotic no Milwaukee Bucks, Marc Gasol no Toronto Raptors, Markelle Fultz no Orlando Magic e muito mais. Teve também Anthony Davis não mudando de time, o que é mais notícia que tudo isso junto. Falamos de tudo isso num gigante podcast especial. Se quiser ver todas as trocas que rolaram nos últimos dias, use este link.

No Both Teams Played Hard respondemos perguntas sobre mascotes de pelúcia, primeiros namoros, bicicletas ergométricas, cabelo penteado, buyouts na NBA e trash talk na pelada.

Você pode ouvir este episódio no player abaixo, no Spotify, no seu agregador de podcasts favorito ou BAIXAR O ARQUIVO AQUI!

Neste Episódio:
Carinha do Jabá – 2:08
Basquete – 5:45
Both Teams Played Hard – 1:21:16


NA TELINHA

Existe uma outra maneira de não só ouvir o podcast, mas de VER COMO ELE É FEITO. Estamos transmitindo ao vivo no YouTube a nossa gravação. O conteúdo é o mesmo, mas os mais apressados e curiosos em ver nossa cara podem acompanhar o nascimento do podcast enquanto ele acontece.

Fazemos a transmissão ao vivo toda quinta-feira à noite no nosso canal no YouTube. Também daremos os links pelo Twitter, Instagram e para quem nos segue no app Fanclic.

🔒Filtro Bola Presa #77

🔒Filtro Bola Presa #77

Eu sei que hoje vocês só querem saber de trocas, trocas e mais trocas, mas temos a obrigação de falar do IRRELEVANTE também. Enquanto o futuro da NBA é desenhado em trocas ou não-trocas de Anthony Davis e Kristaps Porzingis, o lado B da liga segue firme e forte com suas trapalhadas, recordes forçados e mascotes caçando animais silvestres.