Categoria: Especiais // POR:

🔒O passado e o futuro dos contratos da NBA

Em 1994, o Milwaukee Bucks ganhou o sorteio do Draft e levou a chance de ouro de selecionar na primeira posição o ala Glenn Robinson. O jovem vinha de uma temporada histórica pela Purdue University onde teve média de 30.3 pontos por partida, recorde até hoje nunca superado por um jogador da primeira divisão da NCAA. Era consenso que ele seria um grande pontuador e uma estrela nata entre os profissionais. Mas ao contrári...

Leia mais

Categoria: Especiais // POR:

🔒 O que aprender com a seleção da Espanha de basquete

Quando a Espanha foi campeã da Copa do Mundo de Basquete Masculino em 2006, o mundo começou a perceber que havia algo de especial ali. Na final, os espanhóis deram uma surra na seleção da Grécia, que havia eliminado os Estados Unidos nas semi-finais. Pouco tempo depois, nas Olimpíadas de 2008, os Estados Unidos já estavam preparados para a Espanha: o famoso "Time da Redenção" conseguiu levar LeBron James, Kobe Bryant, Dwyane Wade e Carmelo Anthony e precisou de toda...

Leia mais

Categoria: Especiais // POR:

🔒 Clube do Livro – Hoop Dreams

O "Clube do Livro" é nosso novo espaço bimestral para discutir com os assinantes do Bola Presa obras relacionadas ao basquete e ao mundo da NBA. Para a inauguração, escolhemos não apenas um dos melhores documentários sobre basquete, mas também um dos melhores documentários de qualquer gênero em todos os tempos. "Hoop Dreams" (que recebeu no Brasil o título de "Basquete Blues"), de 1994, é dirigido por Steve James e conta a história de dois adolescent...

Leia mais

Categoria: Especiais // POR:

🔒Sem final feliz

Parecia uma história feliz, dessas que viram filme, palestra motivacional e lição administrativa para todas as franquias da NBA: Paul George forçou a mão para ser trocado, ameaçou não renovar com qualquer equipe que não fosse o Los Angeles Lakers e, após a aposta corajosa do Oklahoma City Thunder, se encantou com a cidade, com os jogadores e decidiu ficar por lá mesmo. A moral da história é que pode ser possível apostar numa troca por um jogador em último ano de contrato, mesmo co...

Leia mais

Categoria: Especiais // POR:

🔒A defesa por zona do Toronto Raptors

Nos últimos 3 anos de NBA, apenas 10 times utilizaram uma defesa por zona por mais de 100 posses de bola. Apesar de ser um modelo defensivo permitido pela Liga desde 2001, muitos times optam por não utilizá-lo, e os que o fazem escolhem marcar em zona apenas em algumas posses de bola, não durante um jogo inteiro. A equipe que mais utiliza esse tipo de marcação, o Brooklyn Nets, só usou esse recurso em cerca de 10% das posses de bola defendidas nessa temporada, por e...

Leia mais