Filtro Bola Presa_#2

O Filtro Bola Presa é um post semanal com notas e curiosidades que não eram importantes o bastante para virar um post inteiro, mas que são interessantes o bastante para valer alguns comentários. Sugestões de boas histórias e links encontrados em outros sites podem ser enviados para bolapresa@gmail.com e entrarão no Filtro da semana que vem.

 

– O TrueHoop fez um post muito legal com uma lista das jogadas mais únicas da NBA. Aquelas que são marca registrada de um jogador e que poucos (ou nenhum outro) conseguem fazer do mesmo jeito. A primeira da lista é uma das minha jogadas favoritas, o push shot do Derrick Rose. Como o nome diz, ele realmente empurra a bola pra cima. Pode até lembrar, mas não é como aquele arremesso do Nash na corrida porque é com uma mão, e não é como a bandejinha marota do Tony Parker porque ele sai (muito) do chão. E mais impressionante é ele parar para fazer esse arremesso depois de correr a quadra toda em velocidade Bolt. Falo honestamente e sem querer fazer tipo que alguns dias eu paro, lembro que o Derrick Rose está machucado e fico triste por algumas horas.

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=ZkS8DA0ecp4&list=PLE35443B4FAC6FB7D&index=2&feature=plpp_video[/youtube]

A lista ainda tem outras jogadas únicas como o arremesso do Chris Paul após um salto para o lado, o empurrão com a bola do Tony Parker, o gancho supostamente errado de Al Jefferson e o meu favorito: Scoop shot do Luis Scola. Vale a pena conferir o link e assistir todas as jogadas. Sentiram falta de alguma?

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=A1gJKU7pltA&list=PLE35443B4FAC6FB7D&index=8&feature=plpp_video[/youtube]

 

– O LA Lakers pode ser o time que mais gasta dinheiro na NBA, isso é fato, mas pelo menos é também o que gasta melhor. Segundo esse estudo das BusinessWeek o Lakers foi a franquia da NBA mais bem colocada num ranking de salário por vitórias nos últimos 5 anos. Ou seja, pela quantidade de vitórias (e 2 títulos) conquistados nas 5 temporadas anteriores o Lakers teve o melhor custo/benefício da liga. Somando todos os esportes dos EUA o time de Kobe Bryant ficou na 5ª posição, atrás do Rays e Rangers da MLB e RedWings e Penguins da NHL. Os piores da NBA nos últimos 5 anos foram Brooklyn/New Jersey Nets, New York Knicks e o Minnesota Timberwolves. 

 

– Mas se o Lakers liderou a NBA nessa lista, não teve o mesmo sucesso em outra. A ESPN soltou nessa semana uma tradicional lista que enumera as melhores franquias de todos os esportes americanos. O ranking leva em consideração resultados em quadra, organização, experiência de quem vai assistir ao time ao vivo, relação com os torcedores, qualidade da comissão técnica e honestidade e transparência dos donos do time.

Nesse ano o campeão foi o Oklahoma City Thunder, time que cresceu demais nos últimos 3 anos em todas as áreas analisadas pela lista. A NBA ainda emplacou no San Antonio Spurs (3), Indiana Pacers (4) e Memphis Grizzlies (5) no Top 5. O Spurs, aliás, esteve no Top 10 em todas as 10 edições dessa lista e foi considerado o time da década, como mostra o orgulhoso Spurs Brasil.

O tradicional Lakers ficou apenas na 89ª posição após perder pontos relativos à relação time/torcida e comissão técnica. Já o Boston Celtics ficou em 20º e o New York Knicks em uma vergonhosa 113ª posição. Aliás, se a NBA domina o topo da lista, está bastante presente no fim dela também: Washington Wizards (118), Charlotte Bobcats (120) e Sacramento Kings (121) estão no poço da lista com as 122 franquias de todas as ligas dos EUA.

 

– A tal “experiência do fã” é alcançada de diferentes formas. É preciso que seja fácil, relativamente barato e divertido ir ao ginásio. Pensando nisso que o Cleveland Cavaliers anunciou sua lista de noites especiais na temporada: No dia 15 de Abril, último da temporada regular, vários torcedores serão sorteados para entrar na quadra e receber camisetas e tênis recebidos direto dos jogadores. Quem não quer sentir o suor e chulé do Kyrie Irving, não é? Já no dia 27 de Março todos os torcedores com menos de 14 anos vão receber capas de super heróis (sentido pra que?). 28 de Dezembro é dia do Anderson Varejão, a já tradicional noite onde todos recebem perucas do David Luiz. Mas a melhor ideia mesmo foi a do dia 21 de Dezembro, o do fim do mundo. Será a “Mayan Calendar Survivals Night”, a noite dos sobreviventes depois do fim do mundo do calendário Maia. Se nesse dia o Cavs vencer o Pacers com uma bola de 3 do Tristan Thompson no último segundo é só encerrar a humanidade.

 

– O Seattle Times publicou um texto otimista sobre como a parte mais difícil na luta para recuperar o Seattle Supersonics foi alcançada: O investidor Chris Hansen finalmente chegou a um acordo com a prefeitura de Seattle e uma arena de 490 milhões de dólares pode virar realidade nos próximos anos. O investidor tem apoio de todo mundo que quer ver o Sonics de volta (incluindo aí as lendas do time Gary Payton e Shawn Kemp) e a população local já o olha com admiração.

Porém não ficou muito claro o quanto a cidade teria que investir no projeto. Como já dissemos por aqui um tempo atrás, o estado pagar por ginásios esportivos não são exclusividade do Brasil na Copa do Mundo. E o triste do texto é que ele mostra que Seattle teve que entrar no jogo da NBA para recuperar seu time: Precisará gastar horrores com um ginásio novo e desnecessário e agora precisará ser o vilão que irá fazer com outra cidade (possivelmente Sacramento) o que já fizeram com Seattle, deixar alguém órfão de time.

 

Foto da Semana

JaValle McGee postou no seu Twitter que ele pagaria burritos para as 10 primeiras pessoas que encontrassem ele numa lanchonete de Denver. Só um cara apareceu. Ele ganhou um burrito e essa foto tremida.

 

– No The Basketball Jones uma análise das roupas escolhidas por alguns jogadores da NBA que visitaram a New York Fashion Week. Russell Westbrook foi quem mais chamou a atenção, é claro.

– Um cara que sabe criar polêmica: Josh Weill publicou um texto baseado na complexa estatística de Wins Produced dizendo que LeBron James é espetacular, que Kobe Bryant foi mal na última temporada e só vai piorar e que Carmelo Anthony é um “caso clássico de pontuador que não contribui com vitórias”. Ouch!  Wins produced é uma estatística insanamente complicada e distante da nossa realidade  que calcula quanto cada jogador contribuiu para a vitória de uma equipe.

– Vamos fazer uma brincadeira: Estamos no período entre 1997 e 2005, estamos em um jogo com diferença menor do que 5 pontos entre as equipes e faltam menos de 5 minutos para o fim da partida. Você quer uma bola de 3 pontos, para quem vai a redonda? Se você quer alguém acostumado com isso, bola no Reggie Miller. Nesse período ninguém fez mais bolas de 3 pontos: Foram 142 (!) bolas feitas nesse período de tempo só em situações decisivas!  O segundo colocado é Ray Allen com 88, seguido de Billups (76), Van Exel (71) e Paul Pierce (70). Claro que Reggie Miller também arremessava bastante, mas é um número assustador. Abaixo o último jogo da carreira de Reggie Miller, um dos principais nomes da Classe 2012 do Hall da Fama do Basquete

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=xxoaVx7EAvk[/youtube]

 

– Será que você acerta quem é o jogador somente por ver suas estatísticas? O Hardwood Paroxysm brinca de Mystery Statistics Theater comparando jogadores que estão ou estarão no Hall da Fama em um futuro próximo. Você vê as estatísticas de dois deles e tenta adivinhar quem é quem. Engraçado que sempre fica óbvio depois que o nome é revelado… Veja se você acerta ou faz papel de idiota como eu.

Para fechar, mais um vídeo relevante:

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=gEJHrmliVQw&feature=player_embedded[/youtube]

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro, FilmRoom e Prancheta.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro, FilmRoom e Prancheta.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas são feitas no Sparkle, da Hotmart, e todo o conteúdo fica disponível imediatamente lá mesmo na plataforma.