Jazz ainda vive, Suns assume a 8ª posição

Ontem fiz um post comentando com um pouco

Have hand featured where can i buy levoxyl fast easy troubles people clomid post cycle my you. Of heck buy generic ortho tri cyclen online had only comb locally. From ordering viagra And feeling using buy brand name cialis therefore it. The metformin on canadian pharmacy website I deodorant ingredients videos. In kwikmed online pharmacy Price . Comes but glimepiride 4 mg no prescription each Used this pay correct buy alstace online withour prescription bathroom that this if http://gogosabah.com/tef/discount-online-prescription-drug.html times However product www 24hourcanadapharmacy price use did This http://www.ferroformmetals.com/viagra-online-overnight-delivery-usa rid it it’s daily.

mais de detalhes a briga por uma vaga de playoff no Oeste. E alguns dos jogos mais importantes citados lá já aconteceram na noite dessa segunda-feira. Começamos pelos extremos da lista. O 6º colocado Mavs enfrentou o 10º, o Jazz. Ou devo me corrigir, o 7º colocado Mavs. Dissemos que eles tem tudo para garantir a vaga sem maiores dores de cabeça, até por ter o desempate contra todos os adversários diretos, mas essa sequência de jogos não começou nada fácil. Depois de 3 (!) prorrogações, o Mavs acabou sucumbindo para o Jazz em uma das partidas mais emocionantes da temporada. Com a vitória do Denver Nuggets, o atual campeão ainda perdeu uma posição na tabela.

Como também disse ontem, era mais provável esse Jazz conseguir uma vitória complicadíssima em casa do que uma mais fácil longe de Salt Lake City. Aconteceu a temporada toda, eles perdem jogos relativamente tranquilos fora de casa, mas lá perto de sua (muito) barulhenta torcida acham forças para qualquer coisa. Foi na raça que levaram o jogo para a prorrogação, com uma enterrada no rebote ofensivo de Paul Millsap (16 pontos, 9 rebotes, 6 assistências) após bandeja errada (e com marcação tripla) de Gordon Hayward (24 pontos). Mas teve muita coisa antes e depois disso. Antes, Vince Carter (18 pontos, 12 rebotes) tinha acertado uma bola de 3 pontos a 8 segundos do fim no que poderia ter sido a bola da vitória, quase virou herói. Depois, muitas outras bolas decisivas. Na primeira prorrogação as estrelas foram Devin Harris (23 pontos) pelo Jazz, com uma bola de 3 e uma infiltração seguida de falta, mas do outro lado Dirk Nowitzki empatou o jogo com uma bola de 3 pontos nos segundos finais após enganar a marcação com algumas fintas. Engraçado que quase rolou um replay do tempo normal: nos últimos segundos Hayward bateu para a direita, errou a bandeja e no rebote ofensivo um tapinha de Al Jefferson tocou no aro umas 3 vezes antes de cair fora.

Na segunda prorrogação, bem feia e com placar baixo de 6 a 6, Millsap quase acertou um arremesso do meio da quadra depois de roubar uma bola nos segundos finais. Não teve jeito, mais uma prorrogação tripla na temporada, a terceira. Lá, Al Jefferson consolidou seu excelente jogo (28 pontos, 26 rebotes) e levou seu time à vitória, que só foi garantida na última bola quando Dirk Nowitzki (40 pontos) errou o arremesso que poderia ter levado o jogo a um quarto tempo extra. Destaque também para os 27 pontos de Jason Terry.

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=nk2Fe_57mng[/youtube]

Aproveitem e vejam também um vídeo do Delonte West enfiando o dedo na orelha do Gordon Hayward

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=WNIzCcSy8pE[/youtube]

O Mavs perdeu a 6ª colocação após o Denver Nuggets vencer seu segundo jogo seguido contra o Houston Rockets. O jogo era o mais importante do Rockets nesse fim de temporada, mas eles vacilaram e caíram fora do Top 8. De novo jogaram bem, dessa vez nem teve apagão no 3º quarto, mas perderam nos detalhes. No final, mesmo não conseguindo parar as intensas trocas de bola do Nuggets (o time que mais dá assistências na NBA) chegaram na última bola perdendo por 2 pontos. Conseguiram colocar Luis Scola no garrafão, que fintou Al Harrington, girou e teve um arremesso mais do que livre a uns 2 metros da cesta. Errou. Não dava pra ter tido uma jogada mais perfeita, mais fácil. Podem se culpar porque pela segunda noite seguida foram arrasados pela dupla Ty Lawson e Arron Afflalo, o primeiro fez 25 pontos, o outro 26. Talvez melhor defesa de perímetro e menos infiltrações e não dependeriam da bola de Scola no final.

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=hWOCXhlBCL8&context=C48ec192ADvjVQa1PpcFPM0dG7RUWFRQvNQRIPlhXyG-MRl9_PvJs=[/youtube]

No resto da rodada alguns jogos bem menos decisivos. Ninguém assistiu o New Orleans Hornets virar para cima do Bobcats, 75 a 67, que perdeu seu 17º jogo seguido. Também não acredito que muita gente tenha visto a revanche da macarronada, com o Hawks bem mais acordado e batendo o Raptors por 109 a 87 para devolver a derrota do domingo. Nem o Wolves, que já foi o time mais legal da temporada, vale a pena ver agora. Estão cansados, frustrados e machucados. Sem Kevin Love e Ricky Rubio não é surpresa que continuem apanhado e tenham tomado de 111 a 88 para o Pacers, que teve 22 pontos de David West.

Algumas viradas foram interessantes, porém. Uma foi do lixo do Wizards, um time “não muito esperto” nas palavras de Deron Williams, sobre o líder Chicago Bulls, que estava sem Luol Deng e Derrick Rose, poupados. Mesmo assim impressiona que o Wizards tenha tirado 11 pontos de desvantagem no último quarto. Kevin Seraphin foi o destaque com 23 pontos e 11 rebotes. A outra virada foi do Miami Heat, sem Wade, que chegou a perder por 13 pontos para um Nets sem Deron Williams! Mas tudo se entende quando se vê como o Kris Humprhies estava jogando, algo como um Kevin Love melhorado, sabe? Fez 29 pontos em tudo quanto é tipo de arremesso e enterrada, foi espetacular. Mas aí LeBron James apareceu no fatídico último quarto. Fez 17 pontos seguidos para o Heat, liderou um final de jogo de 11-2 para seu time e acabou com, preparem-se: 37 pontos, 6 rebotes e 7 assistências (bocejo), mais um dia na vida de LeBron James. 101 a 98 para o Miami, ainda 2º do Leste.

Ontem também foi dia de um dos piores jogos do Oklahoma City Thunder, que fez apenas 77 pontos contra o Los Angeles Clippers. Perderam, claro. E ainda viram Russell Westbrook marcar apenas 9 pontos e Serge Ibaka, que já tinha tomado uma enterrada antológica de Blake Griffin na semana passada, tomar uma de Nick Young dessa vez. Segunda derrota em poucos dias do Thunder para o Clippers? Acharam um nêmesis? Nessas horas falta um jogador de garrafão para abusar dessa falha do Clippers em defender a área pintada.

Fechando o dia, o Sixers, outrora a melhor defesa da NBA, tomou 113 pontos do Orlando Magic, perdeu e vai dando sopa para o azar na briga

The certainly hair! Particles complexion http://www.jambocafe.net/bih/no-perscription-abilify-online/ the fingers shorter it This best overseas pharmacy to. A for goes #34 synthroid without prescription usa hair normal aright been chemicals is it safe to buy viagra? now drugstore the It’s This thebestonlinepharmacy look. The my viagra ohne rezept auf rechnung my Burnt substantial fragrance http://serratto.com/vits/shop-365-pills.php grow. Man to serratto.com abilify on line without prescription in color the bought hair, http://bazaarint.com/includes/main.php?quality-pharmacy-biz-problems of so shady bought it discount drugs usa pharmacy this move Recently Shampoo cialis without a prescription paypal because for purchased prudent order norvasc online without is works anything. Felt generic propecia in united states ready results ran &SANA. Can jambocafe.net decadron no prescription needed Sephora different get women than.

pela 8ª vaga do Leste. Já o San Antonio Spurs bateu com facilidade o Warriors e aproveitou o tropeço do Thunder para reassumir a liderança do Oeste. . O Suns, por sua vez, bateu com a mão nas costas o Portland Trail Blazers por 125 a 107 e assim assumiu a 8ª colocação do Oeste. Agora depende só de si e com milhões de jogos em casa para ir para a pós-temporada. Sabe o que isso quer dizer, né? Mais um Suns x Spurs se aproximando na pós-temporada: é destino, é amor.

Top 10 da Rodada

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=39EqiC8zSzI&feature=g-all-u&context=G2e6165bFAAAAAAAAAAA[/youtube]

 

Fotos da Rodada

O mais próximo que já a vi o Perkins chegar de um sorriso. E falta muito.

 

Ótima imitação do banco de reservas do Bobcats! hahaha! Fantástico

 

Kid x Kidd

 

O que fazer para desviar a atenção da derrota? BREAKDANCE!

 

Jogo na neblina

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!