Preview 2012/13 – Boston Celtics

Começamos hoje o longo e tenebroso mês de preview da temporada. Iniciamos mais cedo dessa vez porque precisamos falar de 30 times entre hoje e o esperado dia 30 de Outubro, quando teremos a rodada inicial da Temporada 12/13 da NBA.

Nesse ano vamos repetir uma ideia de uns vários anos atrás. Ao invés de só comentar as contratações e fazer previsões, vamos brincar de extremos: O que acontecerá se der tudo certo para tal time, qual é seu teto? E o que acontecerá se der tudo errado, onde é o fundo do poço? Em outras palavras, como seria um ano de filme pornô, onde qualquer entrega de pizza vira a trepa do século? E como seria um ano de novela mexicana, onde tudo dá errado e qualquer pessoa pode ser o seu irmão perdido em busca de vingança?

Começamos com o sempre tradicional, querido e verde Boston Celtics.

 

Boston Celtics

 

 

 

 

 

O Boston Celtics fez uma das melhores offseasons da Conferência Leste. Conseguiu manter o que deu certo no último ano, como a ascensão de Avery Bradley, o sempre eficiente Brandon Bass e Kevin Garnett, agora jogando muito mesmo de pivô, onde deve continuar. E ao mesmo tempo se livrou de algumas coisas que não davam mais resultado, como Ray Allen (sofrendo com contusões e de péssimo relacionamento com Rajon Rondo), banco de reservas fraco e jogadores velhos e sem capacidade física para correr o jogo todo. Para resolver isso vieram jogadores mais jovens, como Courtney LeeJeff Green e Chris Wilcox, bons novatos como Jared Sullinger e um vovô ainda em forma, Jason Terry.

Todos tem muito o que acrescentar. Courtney Lee não é só defesa como sua fama indica, ele é especialista em bolas de 3 da zona morta, algo que eles precisavam repor com a saída de Ray Allen e que é essencial no esquema tático da equipe. Os pick-and-pops de Rondo e Garnett não tem o mesmo impacto sem uma terceira ameaça esperando a bola no cantinho. Já  Jeff Green é um coringa: Joga no garrafão, na ala, faz pontos, defende qualquer posição. Não é gênio em nada, mas essencial em um time que busca profundidade no elenco. E vocês lembram daqueles angustiantes minutos que o Celtics parecia jogar com 3 volantes para segurar o placar? Agora eles terão Jason Terry para fazer cestas de desafogo.

Em teoria todos os citados formariam o banco de reservas do time, agora bem mais versátil e atlético do que o do ano passado, mas com a contusão de Avery Bradley, que só deve voltar em Dezembro, alguém vai entrar no bolo. Meu palpite é que seja Courtney Lee, já que ele tem características mais parecidas com as de Bradley, como boa defesa e controle de bola. Mas existe uma chance de Paul Pierce ser deslocado para a posição 2 e assim Jeff Green ganharia a vaga no time principal. Acho difícil porque vejo Green como um criador de jogadas para quando Rondo estiver no banco, já que o time ainda sofre com falta de armadores reservas e um aprendiz de point-forward poderia quebrar um galho. Mas a verdade é que é difícil prever essas coisas sequer antes dos treinamentos começarem. Importante mesmo é que agora Doc Rivers tem algo que não tinha na temporada passada: opções.

PS: Não coloquei o Darko Milicic na tabela acima porque da última vez que eu vi ele ainda não tinha assinado oficialmente com o Celtics. Mas comento: Acho uma boa contratação, especialmente se for pelo salário mínimo de veterano como comentam, mas um bocado repetitiva. Eles já não tem o Jason Collins como pivô defensivo que não sabe atacar? Já não tem o Fab Melo que é um projeto de pivô defensivo que não sabe atacar? Mas tudo bem, um cara para ajudar com tocos e rebotes não irá atrapalhar.

 

Temporada Filme Pornô

Doc Rivers é um excelente técnico, um dos que mais evoluiu nos últimos 5 anos, e ainda tem enorme poder de motivação sobre seu elenco. Em uma temporada perfeita ele faria todos os jogadores acreditarem que essa é uma chance única na carreira deles, afinal quando Courtney Lee, que penou em times medíocres nos últimos anos, terá outra chance de jogar ao lado de Paul Pierce e Kevin Garnett? Se todos os coadjuvantes jogarem com sangue nos olhos na temporada regular, o Celtics chegará aos Playoffs com mando de quadra e aguardando o Miami Heat apenas na Final do Leste. Conseguir entrosamento não tem sido problema para os times de Rivers, especialmente desde que Rajon Rondo passou a ser um dos melhores armadores da NBA.

E os benefícios não são só esses. Com motivação e entrosamento entre Jeff Green e Chris Wilcox, por exemplo, Kevin Garnett poderá descansar mais e assim não chegar ao Jogo 7 contra o Heat se arrastando como na temporada passada. A temporada filme pornô do Celtics, além de muito sexo, teria mais um Jogo 6, em casa, para a consagração. Mas dessa vez, ao invés de LeBron James pisar em cima deles como baratas, eles veriam Jeff Green o marcando bem, Jason Terry acertando arremessos decisivos no último quarto e o conjunto de Bass, Garnett, Sullinger e Wilcox obrigando o Heat a jogar com mais jogadores de garrafão do que gostariam. Aliás todos esses juntos podem fazer o Celtics alcançar um equilíbrio interessante: Continuar com um jogo leve, sem pivôs durões que não arremessam, mas ao mesmo tempo aumentar a quantidade de rebotes por jogo. Na temporada passada o Celtics foi um dos piores times da NBA no quesito e especialmente Sullinger e Jeff Green podem ajudar nisso.

Mas mesmo em caso de vitória sobre o Miami Heat (os verdinhos são os únicos do Leste com capacidade para isso, acho) eu não sei se o Boston Celtics entraria em uma final contra Spurs, Lakers ou Thunder como favorito, mas certamente teria condição de vencer. Apesar de talvez ser o mais fraco de todos os favoritos, é um favorito e pode derrotar qualquer um. Ainda mais em um mundo onde a aluna mais gostosa topa fazer sexo com o professor em troca de nota!

 

Temporada Drama Mexicano

O drama mexicano do Celtics pode estar mais para séries médicas americanas: muito hospital, exames, atrizes feias e diálogos forçados com termos médicos. Irgh! Apesar do time estar um pouco mais jovem, isso não quer dizer que eles estão mais distantes dos riscos de contusão. Jeff Green perdeu toda temporada passada por um problema cardíaco, sabe-se lá em que condições físicas e técnicas ele vai voltar e quanto tempo precisará até voltar a atuar bem. E por falar em problemas do coração, o Celtics é líder na estatística avançada de Jogadores-que-já-passaram-por-procedimentos-cardíacos. São 2,  Green e Chris Wilcox. Haja drama!

Avery Bradley deve voltar em Dezembro, mas sua defesa pode fazer falta e derrotas importantes podem acontecer até que ele esteja 100%.  E ele divide funções com Paul Pierce, que teve costas e joelho machucados durante a última pós-temporada. E ainda tem Rajon Rondo, que embora não tenha um histórico grave de contusões, é um risco por não ter um reserva a altura. Se acontecer alguma coisa com ele, quem cria jogadas no Celtics? Ano passado ele perdeu uns jogos e o Celtics penou muito para se manter em alto nível. Por fim, lembram que eles conseguiram o excelente Jared Sullinger no Draft? Nem o novato se salva em novela mexicana: Sullinger só sobrou até o fim da 1ª rodada porque tava todo mundo se borrando de medo dos seus problemas nas costas.

Se alguma parte disso tudo acontece veremos em quadra Jason Collins mostrando sua aula de como ficar na NBA por mais de 10 anos mesmo sem saber fazer cestas, Fab Melo e suas 14 faltas por minuto e Brandon Bass como primeira opção ofensiva de um time. Aí adeus descanso para Kevin Garnett, adeus boa posição na temporada regular e adeus pernas firmes nos Playoffs. Repeteco da última temporada e com chance de cair antes de pegar o Miami Heat. Talento esse time ainda tem de sobra (e com reforços), mas não seria a primeira vez que limitações físicas os parariam antes de alcançar o que poderiam.

 

Melhores jogadas do Celtics na temporada 2011-12

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=_p7NTUFgmbU[/youtube]

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!