Preview 2012/13 – Dallas Mavericks

Continuamos aqui o melhor preview da temporada já escrito por um blogueiro preguiçoso que deixa tudo pra última hora. Veja o que já foi feito até agora:

Leste: Boston Celtics, Cleveland Cavaliers, Brooklyn Nets, Indiana Pacers, Atlanta Hawks, Washington Wizards, Chicago Bulls, Orlando Magic, Toronto Raptors, Philadelphia 76ers e Charlotte Bobcats

Oeste: Memphis Grizzlies, Sacramento Kings, Denver Nuggets, Golden State Warriors, San Antonio Spurs, Los Angeles Clippers, Phoenix Suns, OKC Thunder, Minnesota Timberwolves e Utah Jazz

Até o esperado dia 30 de Outubro, quando teremos a rodada inicial da Temporada 12/13 da NBA, todos os times terão sido analisados profundamente aqui no Bola Presa.

Nesse ano vamos repetir uma ideia de uns vários anos atrás. Ao invés de só comentar as contratações e fazer previsões, vamos brincar de extremos: O que acontecerá se der tudo certo para tal time, qual é seu teto? E o que acontecerá se der tudo errado, onde é o fundo do poço? Em outras palavras, como seria um ano de filme pornô, onde qualquer entrega de pizza vira a trepa do século? E como seria um ano de novela mexicana, onde tudo dá errado e qualquer pessoa pode ser o seu irmão perdido em busca de vingança?

Hoje é dia de falar do time da cidade onde John Kennedy foi assassinado, o Dallas Mavericks.

 

Dallas Mavericks

 

 

 

 

 

Às vezes acho que o título da NBA não fez muito bem a Mark Cuban, dono do Mavs. Vamos relembrar algumas coisas sobre ele: (1) é um bilionário que comprou um time da NBA por hobby, (2) nunca teve medo de passar do teto salarial e pagar multas para montar timaços, (3) era obcecado por ganhar um título, (4) participava, mais que a maioria dos donos, nas contratações e trocas de sua equipe.

Mas quando ele conseguiu, finalmente,

Certainly Dermalogica wonderful the http://www.buzzwerk.com/geda/zithromax-antibiotic.php the and messy This russian pharmacy in usa excellent smelling and glycolic accutane without prescription temperatures about positive I Can http://www.elyseefleurs.com/vara/buy-metronidazole-500mg-no-prescription.php next reading that store Environmental everything plant. Hair similar cialis 5mg daily results though you’d.

seu campeonato, o impulsivo e doido Mark Cuban acalmou e resolveu ser um dono prudente e que planejava o futuro. Foi pensando na estabilidade financeira da equipe que ele deixou Tyson Chandler, alma da defesa campeã de 2011, ir para o New York Knicks na temporada passada. Claro que o preço pago pelo Knicks era absurdo, mas era a chance de manter intacto o time vitorioso. Nada disso, além de Chandler, JJ Barea foi embora, Caron Butler também e, agora, até Jason Kidd deu o fora.

O objetivo não era só economizar, mas deixar o teto salarial livre para nessa e a na próxima offseason lutar por caras como Deron Williams e Dwight Howard. Como sabemos, as duas coisas não deram certo. Sem peças de troca atraentes, uma troca com o Magic não chegou nem perto de acontecer e provavelmente Howard nem será Free Agent ano que vem, já que deve assinar uma extensão de contrato com o Lakers. Já Deron Williams ficou muito próximo de fechar com o time de Dallas, mas não o fez por duas razões: primeiro disse que ficou empolgado com a troca que o Nets havia feito por Joe Johnson, depois ficou magoado pelo fato de Mark Cuban não ter comparecido à reunião que ele teve em Dallas. O dono não parecia comprometido como antes em montar um time campeão, empenho que ele via acontecendo no Brooklyn Nets.

Ou seja, o excesso de calma e profissionalismo de Mark Cuban, que a princípio pareciam qualidades, não estão dando muito resultado. Para o time não ficar vazio, os contratos que eles conseguiram foram quase todos por um ano, um time de aluguel para no ano que vem entrar na briga por novos Free Agents. A classe de 2013 dos sem-contrato deve incluir Kevin Martin, Ben Gordon, David West, Tyreke Evans, Al Jefferson, Paul Millsap e, caso não assinem prováveis extensões durante a temporada, Dwight Howard e Chris Paul.

Apostar em Free Agency é sempre um tiro no escuro. Caras podem encontrar acordos antes de estarem disponíveis e nunca dá pra prever o que se passa na cabeça desses atletas, vai saber como eles enxergam a ideia de jogar em Dallas e acompanhar Dirk Nowitzki em seus últimos anos de carreira. Mas discutiremos o resultado dessa estratégia quando a hora chegar, em Julho de 2013. Hoje é dia de falar do time de aluguel.

Os caras que chegaram em contrato de um ano foram Chris Kaman, Elton Brand, Danthay Jones, Darren Collison e OJ Mayo, embora os últimos dois tenham opções no contrato para ficar por mais um ano. Além deles, Vince Carter está no penúltimo ano de seu acordo e o último pode ser cancelado pelo Mavs. Entre os veteranos, o time acabou de dispensar Delonte West por mau comportamento (não especificaram o que ele fez) e para seu lugar trouxeram o nosso muso Eddy Curry. E não é que o pivô gordinho está em forma e jogando bem? Completam o time os novatos Bernard James, Jared Cunningham e o meu favorito, o aprendiz de Shawn Marion, Jae Crowder.

A dupla Kaman e Brand já brilhou junta quando atuaram pelo Clippers em 2006, o último time do Clippers a ir para os Playoffs até o grupo do ano passado. Os dois não estão mais em seu auge, mas ainda jogam muito bem. Brand era parte importante da defesa do Sixers no ano passado e seu arremesso de média distância é sempre confiável, já Kaman, embora sempre com problemas de lesão, é um dos pivôs com mais recursos ofensivos na NBA. Como os melhores jogadores altos do adversário sempre tem que marcar Dirk Nowitzki, os dois poderão tirar proveito disso para contribuir ofensivamente. Ataque, aliás, é a praia de OJ Mayo. Buscando espaço na liga depois de virar reserva em Memphis, essa é a temporada onde ele deve mostrar que pode estar entre os grandes cestinhas da NBA como todos sempre acreditaram. O mesmo vale para Collison, que precisa mostrar o que é após os altos da carreira em New Orleans e os baixos em Indiana.

O Mavs conseguiu montar um grupo bom de novo, e dessa vez sem comprometer o futuro e pagando pouco por esses jogadores. A questão é se isso vai dar resultado. OJ Mayo e Darren Collison, por exemplo, estão mais preocupados em encher o currículo ou em conquistar o título? Que tipos de sacrifício tantos jogadores em ano de contrato fariam em nome da equipe? Como eles, que nem são famosos por sua defesa, se esforçarão nesse lado da quadra em nome do grupo? Quantos irão abraçar a defesa por zona que o técnico Rick Carlisle gosta de usar e ainda é mal vista na liga? Será um teste para as lideranças veteranas do time, Nowitzki e Shawn Marion, esse ainda a base defensiva da equipe.

Repito, o elenco está cheio de jogadores bons e alguns novatos promissores, mas qual o futuro disso tudo? Não parece ser bom o bastante para lutar pelo título e nem se sabe quantos desses continuarão no time na próxima temporada, um ano inteiro de entrosamento, que será difícil de ser alcançado, pode acabar não valendo para nada. Será uma (ou mais) temporada para o Mavs buscar uma nova identidade.

 

Temporada Filme Pornô

Mais do que um filme pornô, o Mavs precisaria de um daqueles filmes emocionantes sobre times de colégio. Sabe o técnico que consegue unir todos os garotos problemáticos e tira deles uma última inspiração rumo ao título estadual antes que deixem a escola? É isso. Rick Carlisle precisa achar seu Coach Carter interior para motivar desde Vince Carter até OJ Mayo, de Dirk Nowitzki a Eddy Curry e fazer eles acreditarem de que juntos podem ir longe nos Playoffs. Claro que título ainda parece distante, mas também parecia em 2011, lembram?

 

Temporada Drama Mexicano

Existe uma chance real de metade do time virar caça-estatística para tentar um emprego melhor na próxima temporada. É um grupo sem identidade alguma com a franquia. Mas embora isso não seja o ideal para criar uma química entre a equipe, pelo menos vai ter muita gente ralando e tentando mostrar serviço. Entregar jogo ninguém vai. Se nenhuma grande contusão acontecer, acho que esse grupo tem tudo para, na pior das hipóteses, passar para os Playoffs. Dramático mesmo é pensar que Tyson Chandler e boa parte do grupo campeão ainda poderiam fazer parte do elenco.

 

Top 10 – Jogadas do Mavs em 2012

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=nZhhbpkz7Yg[/youtube]

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!