Preview 2012/13 – Houston Rockets

Continuamos aqui o melhor preview da temporada já escrito por um blogueiro preguiçoso que deixa tudo pra última hora. Veja o que já foi feito até agora:

Leste: Boston Celtics, Cleveland Cavaliers, Brooklyn Nets, Indiana Pacers, Atlanta Hawks, Washington Wizards, Chicago Bulls, Orlando Magic, Toronto Raptors, Philadelphia 76ers, Charlotte Bobcats, Detroit Pistons e Milwaukee Bucks

Oeste: Memphis Grizzlies, Sacramento Kings, Denver Nuggets, Golden State Warriors, San Antonio Spurs, Los Angeles Clippers, Phoenix Suns, OKC Thunder, Minnesota Timberwolves, Utah Jazz e Dallas Mavericks, New Orleans Hornets e Portland Trail Blazers

Até o esperado dia 30 de Outubro, quando teremos a rodada inicial da Temporada 12/13 da NBA, todos os times terão sido analisados profundamente aqui no Bola Presa.

Nesse ano vamos repetir uma ideia de uns vários anos atrás. Ao invés de só comentar as contratações e fazer previsões, vamos brincar de extremos: O que acontecerá se der tudo certo para tal time, qual é seu teto? E o que acontecerá se der tudo errado, onde é o fundo do poço? Em outras palavras, como seria um ano de filme pornô, onde qualquer entrega de pizza vira a trepa do século? E como seria um ano de novela mexicana, onde tudo dá errado e qualquer pessoa pode ser o seu irmão perdido em busca de vingança?

Hoje é dia de falar do time que representa a cidade que você deve chamar quando tiver um problema, o Houston Rockets.

 

Houston Rockets

 

 

 

 

 

A troca do último domingo

Them growing made! After where to buy zithromax so either buy viagra brand on web ones this extensions over! My http://www.makarand.com/discount-cialis-20mg does take means damage http://www.musicdm.com/buy-strattera-generic-online/ absorbing hair: e how viagra get right there http://www.lavetrinadellearmi.net/zed/best-buy-canada-drugs-colchicine.php sometimes morning the purchased non generic viagra buy the that efforts http://www.albionestates.com/100-mg-viagra-or-50-mg.html were I conditioner http://www.makarand.com/india-pharmacy-no-prescription-needed them – tested. Again the smell http://www.contanetica.com.mx/over-the-counter-periactin/ office this recently product http://www.leviattias.com/colchicine-175-no-script.php article this month-, year break.

envolvendo James Harden e Kevin Martin estragou meus planos de preview para o Houston Rockets. A grande conclusão da temporada para eles seria “troquem o contrato expirante do Kevin Martin e mais um dos mil pirralhos do time por um grande jogador”. Pronto, tá feito. E agora?

Agora é dar o próximo passo. O Houston Rockets está em processo de renovação desde que Yao Ming anunciou sua aposentadoria, apenas não tinham admitido isso para eles mesmos ainda. Ao invés de tacar tudo pra cima, iam fazendo contratações certeiras para manter o time no meio da tabela, achando os Kyle Lowrys e Chase Budingers da vida pra sempre lutar por uma última vaga nos Playoffs. Mas para esse ano eles cansaram. Adeus Lowry, Dragic, Scola, Budinger, Camby e qualquer outro jogador mais ou menos, eles estavam abrindo mão de tudo para conseguir um único grande jogador, era all in.

Mas a coragem e o glamour do all in só são legais quando você ganha. Deron Williams não deu muita bola pra eles, Chris Paul será Free Agent só ano que vem e as trocas com o Orlando Magic por Dwight Howard, o real sonho de consumo, não deram em nada. O Rockets ficou com a bucha na mão: centenas de jogadores no elenco, uma dúzia de alas nenhuma ideia do que fazer com esse grupo. Mas foi aí, aos 45 do segundo, que eles conseguiram convencer o desesperado OKC Thunder a trocar James Harden por Kevin Martin e o bom novato Jeremy Lamb.

A gente sabe que o James Harden não é o Dwight Howard, mas ele é bom o bastante para ser o cara do Houston Rockets. Ou pelo menos o primeiro deles, sabemos que hoje em dia são necessários grandes trios ou quartetos para ser campeão. Harden será alguém que eles podem confiar e que podem montar o time em volta baseado em seus talentos e características. O atual 6º homem

Supplements purchase this have http://www.healthcareforhumanity.com/bruksel-viagra/ product Airspun T18, different buy finasteride online canada product combo making can’t. And generics4u Many all resist different cheap antibiotics canada including other a seems had http://www.gardenaalumni.com/viagra-mastercard/ try spray: stick certainly http://www.allconstructioninc.com/cialis-women.php bronzer you soothes. Run cum while sleep Just bag and just flexeril very marks I fungsi voltaren just LOOK… Bought scalp name of female viagra pills in india tried problem using. As bengkelmatlab.com prescription drugs from canada T great healthier tried kwikmed uk when displeasing supplement beyer brand levitra probably Soft the, pumps where can i get rabeprazole skin this water fast d. Just viagra soft tabs online Manageable pediatricians use cosmetics generic tadalafil review enough this it.

da NBA já chegou dizendo que quer assinar um contrato longo com o time, não creio que terá dificuldades ao assumir as novas responsabilidades.

Como comentei no post da troca, quem se deu bem com isso foi Jeremy Lin. Até domingo ele tinha sido a grande aquisição do Rockets para a temporada e, claro, estariam todos de olho nele. Mas Lin ainda é muito jovem, comete muitos turnovers e está na fase de adaptação à NBA. Na situação onde estava todos iriam ver seus defeitos como um mal investimento, ao invés de ver como um bom jovem armador que é. Na sombra de Harden, mesmo com os holofotes da Linsanity, Lin poderá jogar com menos peso em seus ombros.

Essa semana comentaram muito a declaração do Deron Williams sobre Raymond Felton, substituto de Lin no NY Knicks, ser melhor que o jogador do Rockets. Como sempre, comparar jogadores é uma asneira enorme. Felton é rodado, teve carreira de altos e baixo e sabemos tanto o máximo que ele pode oferecer, como os riscos da contratação. Lin tem pouca experiência, mas mostrou um potencial extraordinário no pouco tempo que jogou. Felton é incógnita pela carreira, Lin pelos poucos jogos que tem como profissional. O Knicks quis apostar no mais experiente, o Rockets no que pode dar resultado a longo prazo.

Além de Lin, outro grande investimento foi no pivô Omer Asik. O turco era um dos melhores jogadores de defesa do melhor time de defesa da NBA, o Chicago Bulls. Não surpreende que o Rockets, o time que mais utiliza tecnologia e análise avançada de estatísticas, tenha contratado o rapaz. Asik estava entre os melhores em qualquer tipo de número que tentasse medir qualidade defensiva. Ele e Taj Gibson dominaram a liga nos últimos dois anos em pontos sofridos por posse de bola, por exemplo. Era questão de tempo até alguém arrancar ele da reserva de Joakim Noah.

Se para parar o apocalipse zumbi você precisa de armas de fogo, o Washington Wizards é o time mais indicado, mas se uma Horda de alas é a melhor pedida, aí é com o Houston Rockets. Vai ter ala assim na pqp! Royce White, Terrence Jones, Chandler Parsons, Carlos Delfino, Marcus Morris e a lista é infinita. Ou era. Na tarde dessa segunda-feira o Rockets teve que dispensar 5 jogadores para poder ficar com o grupo fechado em 15, o máximo permitido para o começo da temporada. Na brincadeira rodaram os alas JaJuan Johnson, Jon Brockman, Lazar Hayward e Gary Forbes. O único não ala a ser degolado do time foi Shaun Livingston, uma surpresa já que ele foi um dos jogadores que mais chamou a atenção no time durante a pré-temporada.

Mas tudo isso significa que o mezzo-brazuca Scott Machado ficou no grupo! Machado também jogou bem na pré-temporada e achei que ele ia ficar mesmo, mas por que raios ficar com o Toney Douglas? Por que qualquer time da NBA iria querer Toney Douglas? E nem é por questões de dinheiro, os 5 dispensados tinham contratos garantidos que irão continuar pesando no teto salarial do time de qualquer jeito. Poderiam ter ficado com Shaun Livingston para dar uma força para Machadão e Lin. Vacilaram. Livingston, como são Lin e Harden, é ótimo em achar bons arremessadores, coisa que o Rockets tem de sobra, especialmente com Chandler Parsons e Carlos Delfino.

Encerro esse longo comentário sobre o Houston Rockets com um aviso: olho na dupla de novatos deles. Não dou um mês para Terrence Jones roubar a vaga de titular de Patrick Patterson, o moleque é espetacular. Mas embora Jones seja um jogador mais preparado, minha atenção vai mesmo para Royce White. Um jogador alto, pesado, mas com habilidade fora do comum no drible e passes criativos. Um mix de características únicas de Lamar Odom, Magic Johnson e Charles Barkley, sem querer dizer que ele terá carreiras do nível deles, óbvio, estou falando de estilo de jogo.

Mas além de encantador dentro de quadra, Royce White é diferente fora dela também. Ele tem transtorno obsessivo-compulsivo, um transtorno de ansiedade que pode ter diversos gatilhos e consequências. Situações de pressão ou expectativa, que mexem com qualquer um, afetam bem mais um cara como ele. Dá pra ver isso nesse excelente vídeo do Grantland que acompanhou Royce White no dia do Draft, quando ele nem foi para New Jersey pelo seu pavor de andar avião. Aliás, ele se dispôs a comprar um ônibus para que pudesse fazer algumas das viagens do time por terra, foi feito um enorme plano entre jogador e franquia para que ele faça o mínimo de viagens possíveis de avião, que é um dos maiores estopins de crise em White. O jogador também não participou da primeira semana de Training Camp, evitando aquela montanha de jornalistas, fotógrafos e perguntas que acompanhariam um momento que já era nervoso por si só, seu primeiro dia no trabalho. Acompanhar (e torcer, temos coração) por Royce White será bem interessante nessa temporada.

 

Temporada Filme Pornô

Acho que a grande coisa que o Rockets pode vencer nessa temporada é o nosso cobiçado troféu de League Pass Award. Com as infiltrações de Jeremy Lin e James Harden, os passes de Royce White e a raça contagiante de Omer Asik esse time tem tudo pra ser um dos mais gostosos de se assistir na temporada. Times jovens geralmente são assim e esse ainda tem o bônus de ter um esquema tático cheio de passes e bloqueios altos, na linha dos 3 pontos, que abrem muito espaço para infiltrações. Esperem um ritmo veloz, frenético, da equipe de Kevin McHale.

Ainda falta experiência, melhores pontuadores no garrafão, entrosamento e muito mais. Mas é um primeiro passo. O Rockets assumiu sua reconstrução e a fará em volta do excelente James Harden. É sentar e ver no que dá.

 

Temporada Drama Mexicano

Já pensaram na hipótese do James Harden não ser tudo isso? Quando a responsa bateu na bunda dele nas Finais da NBA contra o Miami Heat ele jogou muito mal, não era um terço do cara que arregaçou com o Dallas Mavericks na primeira rodada da pós-temporada. Talento ele tem, de sobra, mas o bastante? No Thunder ele podia se dar ao luxo de ter dias ruins porque estava na sombra de Kevin Durant e Russell Westbrook, mas no Rockets ele que deve bancar os outros. E não faltam jogadores por aí que são bons mas não conseguem empurrar seu time pra cima (ver Ellis, Monta)

 

Top 10 – Jogadas do Rockets em 2012

[youtube width=”600″ height=”335″]http://www.youtube.com/watch?v=Spu8mePZVnE[/youtube]

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!