Resumo 6/5 – Sem pivô, sem problemas

Resumo 6/5 – Sem pivô, sem problemas

Desde que o Cleveland Cavaliers foi campeão em cima do Golden State Warriors em 2016 com dúzias de rebotes ofensivos de Tristan Thompson, manteve-se a crença de que para vencer o Warriors é necessário controlar os rebotes com um time mais alto e mais forte em quadra. Não restam dúvidas de que em 2016 o time sofreu um baque físico considerável, chegando ao ponto de abrir mão de infiltrações por temor das trombadas e dos tocos. O problema é que desde então ninguém conseguiu repetir a dose: o Warriors foi campeão nas duas últimas temporadas porque, mesmo quando abre mão de jogar com seus pivôs, ainda mantém um time alto e atlético em quadra. E quem abre mão de seus pivôs para jogar de igual para igual descobre que o Warriors é também mais rápido e mais mortal nos contra-ataques. Não parece haver saída.