Como o Toronto Raptors construiu o elenco campeão da NBA

Como o Toronto Raptors construiu o elenco campeão da NBA

O texto a seguir foi realizado numa parceria com a UOL e está disponível para leitura também no portal como parte de uma iniciativa para apresentar as principais histórias da NBA para o público geral.


 

Por muito tempo o Toronto Raptors foi um reflexo do seu primeiríssimo momento na NBA. Recém-criado em 1995, o time participou do chamado Draft de Expansão, um recrutamento em que as novas franquias da liga poderiam selecionar alguns nomes de outras equipes para formar seu plantel. O Raptors selecionou BJ Armstrong, armador do Chicago Bulls, mas o jogador simplesmente se recusou a se apresentar no Canadá. Restou ao time negociá-lo com o Golden State Warriors por outros atletas.

Resumo da Rodada – Finais da NBA: Jogo 6

Resumo da Rodada – Finais da NBA: Jogo 6

Jogando em casa pela última vez no ginásio atual e dependendo de uma vitória para forçar um decisivo Jogo 7, o Golden State Warriors precisava mostrar desde o primeiro segundo que seria capaz de superar todas as lesões e limitações no momento mais importante da temporada. Mas assim que o jogo começou, Kyle Lowry fez 8 pontos consecutivos antes do Warriors lembrar como é que fazia para colocar a bola dentro da cesta. Até o final do primeiro quarto foram 15 pontos para o armador, incluindo 4 bolas de três pontos das mais variadas modalidades: teve arremesso depois de se movimentar sem a bola, arremesso depois de corta-luz simples e até arremesso em transição no mano-a-mano, todas bolas incrivelmente agressivas que Lowry não costuma tentar logo de cara. O aviso foi dado logo na largada: o elenco de apoio do Toronto Raptors estava pronto para ser campeão. O Warriors não teria que lidar apenas com suas próprias limitações físicas, mas também com um elenco profundo e SEDENTO do outro lado da quadra.

Podcast Bola Presa #215 – Campeão canadense

Podcast Bola Presa #215 – Campeão canadense

Bem amigos do Bola Presa, mais um podcast no ar!

Nesta edição discutimos o título histórico e espetacular do Toronto Raptors de Kawhi Leonard e Kyle Lowry e discutimos os méritos da equipe na improvável jornada. Também falamos do Golden State Warriors e de suas terríveis lesões de Kevin Durant e Klay Thompson que não só custaram essa como a próxima temporada. Também discutimos sobre como a NBA tem tudo para mudar completamente entre esta Final e o início da temporada 2019-20.

Aproveitamos o fim da temporada também para falar das NOVIDADES DO BOLA PRESA: nossos assinantes agora terão acesso ao nosso Clube do Livro e ao Film Room, novos conteúdos fresquinhos para quem quer se aprofundar ainda mais no basquete e no delicioso mundo da NBA.

Ah, e eu e Danilo cumprimos nossa promessa: Warriors perdeu, então executamos nossas funções de maneiras invertidas. Danilo apresenta e lê perguntas, eu faço o carinha do jabá. Foi um desastre delicioso!

Você pode ouvir este episódio no player abaixo, no Spotify, no seu agregador de podcasts favorito ou BAIXAR O ARQUIVO AQUI!

Neste Episódio:
Quem foi campeão da NBA nos 12 anos de Bola Presa? – 1:49
Carinha do Jabá + Novidades do Bola Presa para 19/20- 5:43
Basquete – 19:01
Both Teams Played Hard – 1:16:53


NA TELINHA

Existe uma outra maneira de não só ouvir o podcast, mas de VER COMO ELE É FEITO. Estamos transmitindo ao vivo no YouTube a nossa gravação. O conteúdo é o mesmo, mas os mais apressados e curiosos em ver nossa cara podem acompanhar o nascimento do podcast enquanto ele acontece.

Fazemos a transmissão ao vivo toda quinta-feira à noite no nosso canal no YouTube. Também daremos os links pelo Twitter, e para quem nos segue no app Fanclic.

Resumo da Rodada – Finais da NBA: Jogo 5

Resumo da Rodada – Finais da NBA: Jogo 5

Maior símbolo do Toronto Raptors nesta década e protagonista de todo o processo de reconstrução da equipe nos últimos anos, Kyle Lowry teve nas mãos o arremesso do título. Não só da mera vitória no Jogo 5, mas de todo o campeonato. Mas Draymond Green correu como se sua vida dependesse disso, raspou a unha na bola, desviou sua trajetória e salvou a temporada do Golden State Warriors. E quer saber? Essa deve ser a terceira ou quarta coisa mais comentada hoje, um dia depois de um dos jogos mais memoráveis da história das Finais da NBA.

Resumo da Rodada – Finais da NBA: Jogo 4

Resumo da Rodada – Finais da NBA: Jogo 4

Ainda sem Kevin Durant, o Golden State Warriors teve que se contentar com outros dois retornos importantes para o Jogo 4 das Finais da NBA: Kevon Looney, previamente considerado um desfalque pelo restante da série, e Klay Thompson, fora do Jogo 3 por precaução médica. Ambos permitiram, já de largada, que a defesa do Warriors retornasse ao seu funcionamento tradicional: Looney, mesmo jogado no sacrifício (mas com a garantia médica de que sua lesão não corre risco de se agravar), é capaz de fazer trocas de marcação e defender o perímetro graças à sua boa velocidade lateral; enquanto isso, Klay Thompson consegue incomodar Kawhi Leonard o suficiente para que Draymond Green possa assumir seu cargo habitual de defender na cobertura e realizar as dobras de marcação quando necessário. O resultado foi não apenas um Warriors muito melhor defensivamente do que no jogo anterior, mas também um retorno às escolhas defensivas do início da série: mesmo depois de ver Danny Green MATANDO A PAU no Jogo 3, a estratégia foi deixá-lo livre, assim como Marc Gasol no perímetro e Pascal Siakam na zona morta, para priorizar uma marcação contra infiltrações e, claro, contra Kawhi Leonard.

1 2 3 4 188