Retrospectiva Bola Presa – Parte 1

Na sexta-feira o Bola Presa completou oficialmente seu aniversário de 8 anos. Desde o primeiro post de abertura o blog acumulou quase 2 mil postagens – uma façanha impensável quando começamos esse projeto, especialmente se levarmos em conta o tamanho dos textos e o esforço necessário para trazê-los ao mundo com o grau de qualidade que nos propomos. É tanto tempo nas costas que se torna inevitável analisar com cuidado e carinho a viabilidade de manter esse projeto no futuro, frente às exigências de nossas vidas atuais, de maneira que faça justiça a tudo aquilo que escrevemos nos últimos anos. O primeiro passo nesse processo é relembrar nossa história. Muita gente pegou o bonde do Bola Presa andando e não teve contato com nossos textos mais antigos. Vários deles ajudam não apenas a entender como chegamos aqui – em termos de abordagem, tom, humor e opinião, que foram se transformando e amadurecendo com o tempo – mas também ajudam a ver o panorama da própria NBA nesse trajeto de quase uma década que viu o jogo se transformar, novas lendas surgirem, e injetaram sangue novo num esporte que passou tempo demais refém dos grandes nomes dos anos 80 e 90. Os nossos leitores de longa data podem relembrar alguns posts importantes desse período, e os leitores novos podem entender não apenas como a NBA chegou até aqui, mas também os anos aparando arestas para tornar o Bola Presa aquilo que ele é hoje.

Para facilitar esse passeio pela história, dividimos a vida do Bola Presa em dois períodos. Começaremos com o primeiro, quando o blog ainda se situava no servidor “blogspot” e a frequência de posts era mais insana. Espero que esses posts resistam ao teste do tempo e ainda sejam interessantes, úteis ou divertidos mesmo tantos anos depois de quando foram escritos. E, caso você se lembre de algum post antes de 2012 que considere importante, marcante ou pelo qual você tenha algum carinho pessoal, não deixe de compartilhá-lo nos comentários. Esse momento de nostalgia é de todos nós, leitores e blog, que tentamos todos os dias na unha extrair sentido de dentro de um simples jogo de basquete. Boa diversão!


A Era blogspot

(3 de julho de 2007 a 24 de fevereiro de 2012)

Momentos marcantes para o Bola Presa

Marcos importantes dos primeiros 5 anos de blog

– Nossa “Coluna Bola Presa“, que seria uma das bases do blog bem no comecinho. Nela, debateríamos um assunto polêmico, cada um de nós com uma opinião oposta. Não conseguimos discordar o bastante e, portanto, a coluna não durou muito.

– Em dezembro de 2007 saiu a primeira de todas as nossas colunas “Both Teams Played Hard”, que inaugurou nossa seção de perguntas e respostas e explicou a origem de seu nome. Em fevereiro de 2010 mudamos o formato e fomos para o formspring, onde respondemos milhares de perguntas antes de voltar para o blog no endereço atual.

– As primeiras estatísticas bizarras do Bola Presa em 2008 (e de novo em 2009), que eventualmente levaram às colunas “8 ou 80” avulsas (ainda acessáveis através da barra lateral do template antigo) e mais tarde a uma seção dentro do blog.

– Os primeiros ganhadores de uma das várias promoções que o Bola Presa fez ao longo dos anos, incluindo diversos produtos vindos de uma parceria com a adidas que nunca nos deu um centavo sequer, mas gerou muita coisa para ser sorteada entre os leitores no período em que a empresa se preocupou com o mercado nacional.

– Em 2008 fizemos uma cobertura do basquete sobre rodas das Paraolimpíadas de Pequim, tentando entender o jogo, acompanhar as partidas e conseguindo até mesmo contato com a comissão técnica – além de debater as vitórias pessoais que passam pela prática do esporte paraolímpico.

– Nossa aparição ao vivo na MTV para falar do “Quarto Quarto”, um projeto conjunto de vários blogueiros de basquete no portal do canal, e que acabou ficando inteiramente nas nossas costas, nunca deu dividendos e eventualmente foi abandonado.

– Em jogos importantes mantínhamos um chat aberto para ir comentando e conversando em tempo real com os leitores, incluindo a inusitada cobertura ao vivo do concurso Miss Universo 2009.

– No All-Star Game de 2010 estivemos, com apoio da adidas, assistindo ao evento no O’Malley’s ao lado de vários dos nossos leitores e provando que o Denis e o Danilo não eram a mesma pessoa.

– Em 2010 fizemos uma vasta pesquisa com nossos leitores para descobrir com que frequência acompanham basquete e outros esportes, seus times e jogadores favoritos e como conheceram o Bola Presa, além de uma segunda parte com sugestões para o blog e uma eleição de musa do planeta.

– Em fevereiro de 2010 surgiu o “Filtro Bola Presa”, um resumo com os principais eventos e estatísticas que passam despercebidas pelos longos posts e análises do blog. De pé por mais de um ano é, ao menos para nós, uma das seções defuntas que mais deixam saudade.

– Em setembro de 2011 fizemos o menor post da história da blog: foi nossa entrada, muito crua e estabanada, no mundo dos podcasts. Desde então foram 36 episódios e contando!


Draft

1. Análises do draft

Uma das maiores tradições do Bola Presa, a análise do draft inaugurou o blog logo após o post de abertura e continua firme e forte ano após ano. A partir de 2008 as análises passaram a ter os famosos “selos de qualidade Bola Presa” para as escolhas de cada equipe na noite do draft.

– Draft 2007, em parte única e sem selos.

– Draft 2008, usando mulheres como selo de qualidade: parte 1, parte 2 e parte 3.

– Draft 2009, usando o Michael Jackson como selo e gerando uma das maiores polêmicas do blog: parte 1, parte 2, parte 3 e parte 4.

– Draft 2010, usando a história do Brasil em Copas do Mundo como selo: parte 1, parte 2, parte 3 e parte 4.

– Draft 2011, usando memes como selo: parte 1, parte 2, parte 3, parte 4parte 5 e parte 6.

2. Avaliação anual de pivetes

Com base na temporada inaugural de cada calouro do draft, um exercício de futurologia de como cada um deverá se sair ao longo da carreira.

2008

2009

2010

3. Draft de força nominal

Um clássico criado pelo nosso amigo Sbub: como seria o draft a cada ano levando apenas a força dos nomes dos jogadores em consideração.

2008, o post que iniciou todo o conceito de “força nominal” que foi parar até na gringa com ajuda da sugestão de um dos nossos leitores!

2009

2010

2011

4. Drafts revisitados

Uma análise de drafts antigos, comparando as expectativas da época do draft com os resultados reais dos jogadores, e por fim refazendo o draft para como seria caso os times tivessem informações do futuro.

– Draftados em 2003: parte 1, parte 2, parte 3 e parte 4.

– Draftados em 2001: parte 1, parte 2, parte 3, parte 4 e parte 5.


Guias

Voltados tanto para novatos quanto para fãs mais avançados, escrevemos vários posts que tinham como intenção familiarizar os nossos leitores com a terminologia, a tática, as partes divertidas de um jogo, como assistir às partidas e até mesmo como conseguir aproveitar os playoffs.

– Como se divertir vendo um jogo da NBA, parte 1 e parte 2.

Como aproveitar os playoffs, um dos posts mais famosos (e engraçados!) de toda a história do blog.

Como identificar um bom defensor.

Mah engrish two bad, um post tirando dúvidas dos leitores sobre os principais termos em inglês usados dentro do basquete.

– Como funciona o salary cap da NBA em detalhes, com a parte 1, a parte 2, e as possibilidades de um “cap duro“.

Como montar sua própria liga de fantasy nos moldes da lendária Liga Bola Presa.

Como ver jogos da NBA pela internet, que já foi um post importante e agora está inteiramente defasado pela abundância de canais transmitindo as partidas na televisão paga e pela praticidade do League Pass International.


Infográficos

O Bola Presa imortalizando grandes momentos do basquete mundial através da ferramenta que atravessa a história: o Paint.

DeMar DeRozan enterrando no campeonato de enterradas do All-Star.

– Ray Allen quebrando o recorde de bolas de três pontos convertidas na carreira.

Kevin Love quebrando o recorde moderno de double-doubles seguidos.

– Como acompanhar a lendária série de playoff entre Magic e Hawks em 2010.

Como o Celtics podia voltar a vencer nos playoffs após a troca do Perkins em 2011.

As reações dos fãs ao Nowitzki ao longo de sua carreira.

Um resumo da greve na NBA que atrasou a temporada 2011-12.


Prêmios alternativos

Os mais-do-que-clássicos prêmios do Bola Presa, que premiam as coisas que realmente importam dentro de uma quadra de basquete, e não essas tranqueiras como “MVP” e melhor reserva.

– os vencedores de 2007/08

– Os concorrentes de 2008/09 e os grandes vencedores

– os concorrentes de 2009/10 e os grandes vencedores

– os vencedores de 2010/11


Lockout

Nossa cobertura sobre a paralisação da NBA que atrasou a temporada de 2011-12.

A greve que não é greve, uma explicação sobre a paralisação.

Uma análise sobre a possibilidade de lucro na NBA e no futebol:

– A discussão sobre o teto salarial “duro”.

O esporte como negócio ou como atividade autônoma.

A possibilidade de uma NBA gerida pelos jogadores, sem donos.

– A proposta de um sistema salarial inteiramente baseado no mérito dos jogadores.


Perfis

Um olhar humano sobre os jogadores, técnicos, donos e demais envolvidos no mundo da NBA.

1. Desconhecidos do mês

A seção que acompanhava, ao longo do mês, um jogador desconhecido e aleatório da NBA, contando sua história e avaliando seu rendimento em quadra.

As colunas “Desconhecido mês” acompanharam Antoine Wright, a sensacional história do condenado à morte DJ Mbenga, o armador Royal Ivey, o defensor Trenton Hassell, o futuro campeão pelo Spurs Matt Bonner, o rodado Von Wafer, e o baleado na infância Sundiata Gaines.

2. Vultos da NBA

Uma série de textos sobre as pessoas que estão nos bastidores da NBA, fora das quadras, mas que são fundamentais para o funcionamento do esporte que amamos.

Matt Winick, o homem responsável por criar, sozinho, o calendário de jogos da NBA.

Don Nelson e sua ação como técnico e General Manager.

Ed Palubinskas, treinador de lances livres que ajudou até mesmo Shaquille O’Neal a melhorar seu aproveitamento.

3. Donos da bola

Textos sobre donos de equipes da NBA.

Dan Gilbert, dono do Cleveland Cavaliers

Donald Sterling, (felizmente) ex-dono do Los Angeles Clippers.

Abe Pollin, falecido ex-dono do Washington Wizards.

Ed Snider, o (quase) dono do Philadelphia 76ers.

Wyc Grousbeck, dono do Boston Celtics.

4. Entrevistas

– Entrevistas breves com Splitter, o técnico Larry Brow e o sensacional Ed Palubinskas.

5. Textos sobre Kobe Bryant

A jornada de Kobe rumo à superação pessoal.

– A rivalidade inicial entre Kobe e LeBron.

– O peso que recai em cima de Kobe Bryant.

A necessidade de aproveitar Kobe por aquilo que ele é ao invés de odiá-lo e compará-lo.

Kobe como um nerd de basquete.

– A evolução do jogo de Kobe com o passar dos anos.

6. Textos sobre Yao Ming

O papel de Yao na cultura chinesa.

A falta de propósito de Yao com o término das Olimpíadas de Pequim.

– O aprendizado mútuo quando Yao jogou ao lado de Ron Artest.

– A história de uma grande rivalidade: Yao Ming e Shaquille O’Neal

7. Textos sobre Ron Artest

– o combate divertido entre Ron Artest e Kobe Bryant.

– Ron Artest se divertindo numa disputa acirrada com o Kings

Artest se espelhando em outras estrelas e tentando ser um jogador melhor.

– Histórias sobre Ron Artest que o tornam um personagem único na história da NBA

8. Textos sobre LeBron James

– Uma série de posts analisando o que se unir ao Heat significou para LeBron James, mas também para Dwyane Wade e Chris Bosh.

LeBron, a necessidade de vencer e o problema dos super-salários.

As críticas a LeBron quando tomava decisões em quadra diferentes das de Jordan.

9. Textos sobre outros jogadores

O lendário post sobre Kwame Brown e sua história terrivelmente triste e humana.

Os problemas psicológicos de Delonte West e suas questões no mundo real que o afastaram das quadras.

Uma olhada na carreira de Bruce Bowen e no basquete que não teme bater para ganhar.

A decisão de Brandon Jennings de jogar fora dos Estados Unidos ao invés de jogar em uma universidade americana.

– Um debate sobre ética esportiva após Andrew Bynum quebrar costelas alheias.

– A incrível virada na carreira de Zach Randolph e nossas piadas com o número de tocos dos seus primeiros anos como jogador.

– A tentativa da NBA de se livrar de Gilbert Arenas.

– A lendária birra do Bola Presa com Dwight Howard.

Josh Howard e a polêmica quando admitiu usar maconha durante suas férias.

– Um debate sobre doping após o flagra em Rashard Lewis.

Monta Ellis se lesionando numa lambreta e um debate sobre as proibições feitas à vida pessoal dos jogadores da NBA.

Greg Oden, suas lesões, e o exagero de 82 jogos no calendário da NBA.

– Um debate, a partir de Pau Gasol, sobre o que é ser “soft”.


Outros posts

Análises, estatísticas, opiniões, listas e histórias que resistem ao tempo.

– A dúvida: estrelas ganham títulos?

– Os motivos de não acompanharmos basquete universitário.

– A importância da idade na hora de avaliar um atleta.

– Nosso clássico post contra as comparações entre jogadores.

– Uma análise do paradoxo que é o absurdo prêmio de MVP e outra análise dizendo que ninguém deveria levar o prêmio.

– O triste fim do Seattle Supersonics.

– Uma análise sobre os fatores que levam jogadores a escolher times diferentes.

– Nossas críticas ao conceito de street ball.

– Uma lista com as contusões mais bizarras da NBA.

– Uma análise sobre o ódio ao Heat após sua derrota nas Finais para o Mavs em 2011.

As dificuldades de ser um pivô que atrapalharam o fim da carreira de Shaq e de Yao.

– Nossa finada coluna com jogadores e celebridades “separados no nascimento“.

– Meu palpite completamente fracassado sobre o futuro de Yi Jianlian.

– A lista de coisas que as pessoas digitam para chegar ao Bola Presa, devidamente comentadas em duas partes: uma curtinha e outra mais extensa.

– Um post sugerindo ao Jason Kidd virar técnico ainda quando jogador, num raro acerto de futurologia.

– O polêmico, mal compreendido e defasado post com “5 razões pra se odiar o Spurs“.

As afirmações do ex-árbitro Tim Donaghy e o que elas nos mostram sobre a arbitragem na NBA.

– Uma lista com os melhores apelidos de jogadores da NBA.

– Todos os posts do blog com os melhores comerciais de jogadores da NBA.

– As vantagens e as desvantagens de escolher um time para torcer na NBA.

– O começo da revolução das estatísticas dentro do basquete.

– Uma tentativa de descobrir as razões do Oeste ser estatisticamente melhor que o Leste.

Nossos motivos para gostar do All-Star Weekend e desencorajar os odiadores.

– A história dos jogos da série “NBA 2K“.

– Uma lista com os diplomas universitários de diversos jogadores da NBA.

– Vídeos de jogadores da NBA em seus tempos de colegial.

– Os motivos para não escrevermos longas coberturas sobre a seleção brasileira de basquete.

– Uma longa análise sobre a eficiência dos diversos tipos de arremesso, essencial para entender a mudança no estilo de jogo da NBA nos últimos anos: parte 1, parte 2 e parte 3.

– Uma crítica ao calendário da NBA e aos 82 jogos por temporada.


Faltou algum post que você tem aí guardado na sua memória? É só compartilhar nos comentários abaixo e adicionaremos aqui aos poucos, para que todos possam reler também!

Torcedor do Rockets e apreciador de basquete videogamístico.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!