🔒Filtro Bola Presa #11

Hoje é dia de eleição da Fifa para melhor jogador do ano. Deu Lionel Messi, é claro, mas nosso MENINO Neymar não precisa ficar triste, está muito bem na vida. Não só joga no melhor time do mundo, como faz muito gol, já ganhou quase tudo o que poderia imaginar e, veja lá, terá seu próprio Air Jordan! Segundo a Esquire, o brazuca será o primeiro jogador de não-basquete a ter sua própria linha na empresa d’Ele.

A dúvida que todos estão é como será esse modelo: pra jogar basquete? Pra jogar futebol? Puro FASHION? Ou será o primeiro tênis poliesportivo da marca? Sei lá, só sei que eu queria ser o Neymar. Menos pela sua festa de réveillon e mais para poder tirar essa foto.


Acho que não temos dúvidas de que Rajon Rondo é o grande babaca da temporada, certo? Além dessa ser sua natural resposta para tudo, quebrou barreiras ao conseguir ser suspenso por xingar o árbitro Bill Kennedy com termos homofóbicos. Mas ele não parou por aí! Na última semana ele resolveu se vingar do seu ex-time, o Dallas Mavericks, mesmo estando FORA DA QUADRA!

Ele errou, mas não é possível que vá sair impune de tamanha babaquice. Sério, eu não duvido que isso fosse comum em jogos não televisionados nos anos 80, mas como o ser humano acha que pode fazer isso em 2016? Mas vale ouvir as palavras de Brian Windhorst, da ESPN, que nos lembra que Rondo foi educado no Boston Celtics de 2008 que tinha até o FILHO do Eddie House caminhando pela beira da quadra.

E ele já tinha tentado puxar as calças do Wes Johnson no começo desse ano. Nada de novo no front.


Mas nem tudo é desgraça no Sacramento Kings, ainda existe salvação. Veja DeMarcus Cousins, que às vezes também parece um babaca mas que no fim das contas até presenteia crianças com headbands carregadas de suor

ps. descobri esse comercial durante a BOLLYWOOD NIGHT em Sacramento!

Não foi a única interação de Cousins com crianças na semana:

Quem era esse fã?


Quer mais bobagem acontecendo nas linhas que separam a quadra do triste mundo real? Fiquem com dó da garçonete atropelada…

…e do juiz empurrado pelo idoso Kobe Bryant

E ainda teve um maluco apontando um laser para James Harden, que parou o jogo e ameaçou jogar a bola na torcida. Dizem que o cara foi identificado e está banido de arenas da NBA por um ano.


Isso é uma pela ponte para os MOMENTOS KOBE BRYANT da semana, aquele momento que vamos trabalhando com nosso luto para poder chorar menos no fim da temporada.

Kobe all points

Acima estão todos os 33.000 pontos que Kobe Bryant marcou na carreira até aqui, espalhados por todos os seus adversários. Por fora seus rivais de conferência Oeste, por dentro os do Leste, contra quem jogou menos vezes. E o Nets não fica como o que menos sofreu somente no total, mas em médias está quase lá também! Foram “apenas” 22.4 pontos por jogo marcados por Kobe contra o Nets, atrás apenas da marca de 22.2 sofridos pelo Detroit Pistons ao longo dos 20 anos de Kobe na NBA.


E quem você acha que ganhou mais dinheiro, em salários, do que Kobe Bryant ao longo da história da NBA? Michael Jordan? Não, os salários eram baixos nos anos 80 e 90 se comparados a hoje. LeBron James? Ainda não. Apenas Kevin Garnett acumulou mais grana que o Black Mamba:

NBA salaries

Apesar de KG ter aceitado cortes de salário no passado recente, ele foi o maior salário da liga durante muitos e muitos anos nos anos 2000. Ah, e sim, aquele é mesmo Joe Johnson. Apenas 5 jogadores na história fizeram mais grana que ISO-Joe na liga.


Por fim, passamos o bastão de Kobe Bryant para a nova geração. Após o jogo entre LA Lakers e OKC Thunder na última semana, o Mamba disse que já via que Russell Westbrook seria espetacular após enfrentá-lo quando o menino tinha apenas acabado de entrar em UCLA: “Às vezes eu penso o que diabos esses olheiros estão fazendo”


Acho que a história mais bizarra da semana aconteceu em Portland. Antes da partida contra o LA Clippers, o Blazers fez o que todo time faz, mandou para os árbitros a lista com os jogadores que iriam participar da partida e com os que ficariam de fora. Mas por alguma razão, a comissão técnica do Blazers circulou o nome de LUÍS MONTERO para entrar no jogo e esqueceram APENAS de CJ McCollum, o Lillard cover.

Não há explicação para tamanha bizarrice e amadorismo, mas aconteceu. O Blazers percebeu e tentou correr atrás da NBA para dar um jeito de contornar a situação, mas não conseguiu. Dizem que o responsável da liga no ginásio colocou a decisão na mão do rival, o Clippers iria decidir se aceitariam enfrentar CJ McCollum mesmo apesar do erro do adversário.

Doc Rivers não só negou a presença do armador como ainda foi fazer piada com ele após o jogo…

Não foi a melhor semana do planeta para jogadas do Blazers


Pausa para o café com Boris Diaw, que instalou uma máquina Nespresso dentro do seu vestiário. Alguém está realmente surpreso com essa informação?

Boris Diaw


Sabe quem faz nossa curadoria para lances bizarros de Dirk Nowitzi? O próprio.

O alemão foi alvo também de seu compatriota Dennis Schroeder, que compartilhou uma cena do seu companheiro sendo TORTURADO por massagens durante a passagem dos dois pela seleção alemã no último verão do norte. Não falo alemão, mas meu xará diz que perguntou a Dirk se ele estava tendo um filho, e ele respondeu: “gêmeos”.


Não temos o MOMENTO BOBAN nessa semana, mas serve uma PORZINGADA? Essa nem Wendell Lira faria…

Sério, não é fácil dominar a bola assim. E quem consegue dominar geralmente não segura uma bola de basquete com uma mão só com tanta facilidade.


Uma das histórias tristes dessa temporada foi protagonizada por Brad Stevens, técnico do Boston Celtics. Ele decidiu não viajar para Chicago e enfrentar o Bulls para ficar perto de Andrew Smith, um ex-jogador seu na Universidade de Butler, que está com câncer. O atleta jogou quatro anos sob o comando de Stevens e os dois criaram uma relação de amizade. Com apenas 25 anos, Smith tem um linfoma não hodgkin e segundo sua esposa, está em situação crítica.

Boa decisão de Stevens, não será de um jogo de temporada regular que ele vai lembrar no futuro.


No último fim de semana, o New Orleans Pelicans conseguiu roubar 21 bolas em um jogo! O máximo de qualquer time nos últimos 5 anos. O resultado? Perderam…


Quer um exemplo da visão de jogo de Marcelinho Huertas? Quer um exemplo do motivo de Enes Kanter ser um dos PIORES defensores do planeta? Tudo isso em pouquíssimos segundos:


Para fechar essa semana precisamos de mais marcas do Golden State Warriors, senão não é Filtro. Começamos com Draymond Green, que está nesse ano conseguindo os números para comprovar a importância que ele tem no time desde o ano passado. Vejam só, o cara tem a SEGUNDA MAIOR marca desde 1985 em total de triple-doubles nos primeiros 36 jogos de uma temporada:

Draymon

 


Brandon Rush, que quase ninguém lembrava até receber mais uma chance do Golden State Warriors, está vivendo uma revolução pessoal. Virou titular com a lesão de Harrison Barnes e está tirando todo o proveito do mundo dessa chance: apenas em um jogo na última semana, contra o Blazers, acertou mais bolas de 3 pontos (4) do que nas TRINTA E TRÊS partidas de que participou no último ano.


Dizem que a Oracle Arena, ginásio do Golden State Warriors, tem ficado lotado horas antes do jogo sequer começar. Simplesmente todos querem assistir Steph Curry AQUECER. Você faria o mesmo?


A frase da semana vai para Derek Fisher após a derrota de seu NY Knicks por um único pontinho para o San Antonio Spurs:

Não ganhamos uma estrela dourada por chegar perto. Isso não é escolinha, é esporte profissional.

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!