Resumo da Rodada 29/4 – LeBron James e a mexerica

Resumo da Rodada 29/4 – LeBron James e a mexerica

Se eu tinha uma certeza nessa vida, era a de que LeBron James iria colocar o Cleveland Cavaliers nas costas e marcar um gazilhão de pontos no Jogo 7 da série contra o Indiana Pacers. Por mais fraco que seja a atual versão do seu time, ele não iria deixar ser eliminado na primeira rodada, em casa e para um time longe de ser favorito a coisas grandes. A dúvida era outra: os seus gazilhões de pontos vão ser o bastante? Ele vai ter alguma ajuda? Aos trancos e barrancos, descobrimos que sim. O Cavs sobreviveu com uma suada vitória de 105 a 101 e agora enfrentará o Toronto Raptors na segunda rodada.

🔒O confuso futuro do Portland Trail Blazers

🔒O confuso futuro do Portland Trail Blazers

Um dos times mais misteriosos da NBA foi o primeiro eliminado dos Playoffs nesta temporada, o Portland Trail Blazers. Por que o mistério? Bom, eles são o Washington Wizards do Oeste: nos últimos anos eles sempre vão bem quando não esperamos nada e vão mal quando criamos expectativas. Cada ano é de um jeito e já não sabemos mais o que tirar deles.

Resumo da Rodada 28/4 – Celtics passa de fase

Resumo da Rodada 28/4 – Celtics passa de fase

O primeiro Jogo 7 desses Playoffs foi a partida de ontem entre Boston Celtics e Milwaukee Bucks. Graças ao mando de quadra do Celtics, os discursos oscilaram entre lhes dar a clara vantagem para vencer a série e em dizer que talvez não aguentassem a pressão do favoritismo. Bobagem: sem Kyrie Irving e Gordon Hayward, dando minutos pesados para novatos e segundo-anistas, o Celtics falou ABERTAMENTE sobre como jogava com pressão zero, com qualquer resultado positivo já sendo um bônus incrível para essa temporada atribulada. Nem favoritismo nem pressão: o Celtics sabe das adversidades, sabe que já está no lucro e tenta apenas manter, o máximo possível, o plano de jogo.

Quando teve sucesso nessa série, o Celtics manteve a paciência ofensiva e a boa movimentação no ataque e forçou o Bucks a jogar na meia quadra na defesa. No Jogo 6, vitória do Bucks, a equipe de Milwaukee marcou 20 pontos no contra-ataque, acelerando o jogo e conseguindo fazer uso da clara vantagem em força física e explosão. O plano do Celtics, então, era limitar esse ataque em velocidade, amarrar o jogo e ganhar seus pontinhos de maneira controlada, sem perder a bola. O Celtics não teve uma partida perfeita, longe disso, então acabou perdendo bastante a bola no ataque, mas defensivamente foi um jogo impecável: o time limitou o Bucks a ZERO pontos de contra-ataque. Zero. Nada. Nenhum. Necas.

Resumo da Rodada 27/4 – Mitchell, Westbrook e o fim de ‘Playoff P’

No começo do Jogo 6 da série entre Washington Wizards e Toronto Raptors, o narrador Dave Pasch e a comentarista Doris Burke falaram do que significava realmente esse duelo para o time canadense: segundo eles, esse era o tipo de partida que qualquer time que queira dizer que tem ambição de título TINHA QUE ganhar. O Raptors, primeiro colocado na temporada regular, precisava ser capaz de ir disputar um Jogo 6 fora de casa e manter a frieza para eliminar um adversário inferior.

Podcast Bola Presa #157 – Sixers e Pelicans roubam a cena

Podcast Bola Presa #157 – Sixers e Pelicans roubam a cena

Bem amigos do Bola Presa, mais um podcast no ar!

Nesta semana falamos de todas as séries dos Playoffs, com destaque para os vitoriosos New Orleans Pelicans e Philadelphia 76ers. Também comentamos os esforços heroicos e hercúleos de Russell Westbrook e LeBron James para seguirem vivos nos Playoffs e damos adeus à difícil e longa temporada do San Antonio Spurs.

No Both Teams Played Hard respondemos perguntas sobre vício em basquete, namoradas que odeiam Playoffs, histórias do além-quadra e, claro, sexo oral

Nesta edição:
Carinha do Jabá: 1:00
Basquete: 4:20
BTPH: 1:15:30

1 2 3 4 6