Resumo da Rodada 7/5 – Basquete dos anos 80

Resumo da Rodada 7/5 – Basquete dos anos 80

O Sixers entrou em quadra para tentar impedir a “varrida”: para quem aprendeu a sonhar com as Finais da Conferência Leste, tomar um 4 a 0 em casa seria um fim melancólico demais para uma temporada de tantas alegrias para a franquia. Por isso, vimos não apenas o Sixers mais “intenso” da pós-temporada, mas também o mais taticamente diferente. Se já reclamei que o time não fez quaisquer ajustes enfrentando o Heat (em parte porque, bem, não precisou de muito), já não posso repetir o mesmo contra o Celtics.

O choque inicial já veio com o Sixers colocando TJ McConnell como titular, ou seja, colocando o então reserva para armar o jogo ao lado dos também armadores Ben Simmons e JJ Redick. A decisão teve um duplo papel: primeiramente tirou de quadra Robert Covington, que está fazendo uma pós-temporada que até sua mãe quer esquecer, mas também permite que Ben Simmons não tenha que armar o jogo o tempo inteiro, sofrendo marcação pressionada de quadra inteira como tem sido a tônica dessa série. Com McConnell podendo levar a bola da defesa para o ataque, Simmons ficou livre – para fazer o que, ainda não sabíamos.