Boatos para a noite do draft

>

Fofoqueiros sim, mas com classe!

Quem vocês acham que enganam? Eu conheço vocês muito bem! Fazem pose, se fingem de indiferentes, dão uma de machão com as namoradas, discutem Nietzsche, a subjetividade do ser e o último sucesso do cinema iraniano. Mas basta passar na frente de uma televisão passando “TV Fama” e vocês todos esticam o pescoço ao menor sinal de “okey, okey, okey”. Não adianta fazer careta, virar a cara, fingir que não é com você. Até parece que você não fica todo interessado em saber que a Deborah Secco casou pela décima segunda vez (dessa vez com um rinoceronte de um zoológico francês), que um ex-Polegar engoliu um par de pilhas alcalinas, ou que um outrora BBB de sucesso agora vende pastéis na feira. Melhor ainda é quando surgem os boatos e ficamos sabendo que a Sandy está tendo um caso com o Silvio Santos e coisas classudas assim.

Ninguém se importa que é tudo mentira, besteira, estrume. É claro que ouvir a Tiazinha dizer que viu alienígenas não vai mudar a vida de ninguém e nem descobrir a cura para o câncer. Mas mesmo que você não assine a Contigo, não dá para passar incólome num mundo regido pela fofoca e pelo boato. Que atire a primeira pedra aquele que não souber quem é o Leão Lobo!

Na NBA não seria diferente. Todo mundo adora aqueles boatos sobre as trocas mais absurdas, em que LeBron James é trocado pelo Eddy Curry e mais um saco de ração, ou então em que o Gasol é trocado pelo Kwame Brown (ei, espera aí!). Os boatos nunca fazem sentido e, mesmo quando até são pertinentes, acabam nunca acontecendo. Eu, que costumo ler sites especializados em fofocas de NBA todos os dias (a Contigo de quem tem pelo no peito), sou sempre pego completamente de surpresa com as trocas que de fato acontecem. Porque as trocas que se concretizam nunca foram antes divulgadas, fofocadas ou sequer cogitadas. O resultado disso é uma soma infindável de tempo lendo essas besteiras que vai embora pelo ralo, e poderia estar sendo gasto com algo muito melhor, como ajudar com a paz mundial ou tirar meleca do nariz.

Bem, se eu me importasse com tempo bem gasto, não veria dez sujeitos suados tentando ver quem acerta mais vezes uma esfera dentro de uma circunferência todas as noites e nem teria um blog diário (quase, vai) sobre o assunto. Então, sem nenhum peso na consciência, vou entregar o que todos os fãs de NBA e “TV Fama” mais desejam em seus subconscientes pervertidos: rumores sobre o draft.

Ficar só traduzindo rumor é coisa de estagiário, e o nosso está ocupado demais inventando novos rumores que vamos espalhar em sites eslovenos. Então, vamos comentar cada um dos rumores que andam passeando a blogosfera NBAística recentemente. E não se esqueçam de me dar um tapa na orelha quando me encontrarem na rua, porque é exatamente isso que merece todo infeliz que usa a palavra “blogosfera”.

1 – Mike Miller + OJ Mayo para o Heat, Michael Beasley (e talvez Mark Blount) para o Grizzlies

Taí uma troca que nunca vai acontecer porque envolve uma quantidade tão grande de “se” que parece até um mundo à parte. Se o Bulls escolher mesmo Derrick Rose, se o Heat pegar o Beasley, e se o OJ Mayo não for draftado nem pelo Wolves e nem pelo Sonics, aí o Grizzlies escolheria o Mayo e enviaria o novato junto com o coitado do Mike Miller em troca do Beasley. O cara que inventou essa loucura tem uma boa lógica: o Heat está assumidamente apaixonado pelo Mayo, fez treinos privados com o moço, e já tem Shawn Marion para a posição do Beasley. O Grizzlies, por sua vez, levaria o melhor jogador do draft. Se você discorda, saiba que até o Derrick Rose disse que o Beasley é o melhor calouro disponível. O Mark Blount pode estar no meio para igualar salários ou só porque o cara que inventou o boato achou o nome dele engraçado.

2 – Martell Webster e 13a escolha do draft para o Suns, Leandrinho para o Blazers

Diz a lenda (e não estou falando daquele filme B com o Will Smith) que agora que Mike D’Antonni é coisa do passado em Phoenix, duas de suas peças favoritas (Leandrinho e Boris Diaw) agora são dispensáveis. Soma-se a isso o fato do Suns estar aparentemente apaixonado por alguns novatos, como o armador Russel Westbrook e o ala Joel Alexander. Para o Blazers, o Leandrinho talvez desse certo, fazendo o papel que Jarret Jack já faz por lá. Para o Suns, até faria sentido se um dos novatos que eles cobiçam sobrasse na 13a escolha, mas como isso não vai acontecer, esse boato é uma besteira.


3 – TJ Ford e a 17a escolha do draft para o Suns, Boris Diaw para o Raptors

Se o Suns tem a 15a escolha e está notoriamente interessado em Westbrook e Joel Alexander, porque eles se interessariam por uma escolha depois da que já têm? Outra pergunta minimamente pertinente: porque o Suns pegaria um armador que odeia ser reserva em Toronto, que já pensou em se aposentar do basquete duas vezes por problemas de saúde, e que gosta tanto de passar a bola quanto gosta de uma apendicite? TJ Ford não se encaixa no Suns e, dependendo de para quem você perguntar, Boris Diaw não se encaixa em lugar nenhum do planeta. Basta lembrar que ele era um armador reserva no Haws, um pivô titular no Suns, e um jogador imprestável em qualquer posição na temporada passada.


4 – Terceira escolha do draft para o Clippers, sétima escolha e mais qualquer jogador do elenco para o Wolves

A lógica é simples. O Wolves precisa de um jogador de garrafão para fazer dupla com Al Jefferson, principalmente um pivô. O melhor pivô do draft, que deve ser Brook Lopez, não é bom o bastante para ser escolhido com a terceira escolha. Enquanto isso, o Clippers disse estar tão apaixonado por OJ Mayo que ninguém no elenco é intocável se for possível trocar para obter OJ. Se for o caso, a troca é perfeita. Mayo estará disponível na terceira escolha e com a sétima o Wolves pode draftar Brook Lopez ou até Kevin Love, possivelmente. Aliás, essa troca faz tanto sentido, é tão racional e coerente, que até me dá a certeza de que nunca vai acontecer. Essa é a NBA, crianças! Quando foi a última vez que você presenciou uma troca que fazia sentido?

5 – O Bucks vai draftar Danilo Gallinari

Fui eu mesmo quem criou o boato, mas é bem fácil entender a lógica. O italiano Danilo Gallinari disse que só aceitará jogar pelo Knicks ou pelo Nets, ou seja, quer ficar nos arredores de New York. O pessoal no Knicks mostrou-se impressionado com os treinos do italiano, mas ele ainda é novo demais e cru demais para ser escolhido com uma sexta escolha. O Nets, portanto, poderia pegá-lo facilmente com a décima escolha. O único problema é que o Bucks tem a oitava escolha! Vocês ainda se lembram quando o novato Yi Jianlian disse que não jogaria se fosse draftado pelo time de Milwaukee e eles foram lá e draftaram o chinês mesmo assim? E quando Charlie Bell disse que não queria nunca mais jogar pelo Bucks, assinou um contrato com o Heat e a equipe de Milwaukee foi lá e cubriu a oferta, obrigando Bell a voltar contrariado para o time que tanto odiava? O Bucks é daqueles caras que curte um desdém, gosta de garota que se faz de difícil. É um fetiche bizarro, uma daquelas coisas que só Freud explica. Portanto, alguém tem alguma dúvida de que eles vão draftar justamente o jogador que não quer estar lá?

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!