Cabeça de Melo

>

Melo é mala

Uma das grandes noticias de hoje foi a de que Carmelo Anthony foi pego dirigindo sob o efeito de álcool em Denver. Ele foi parado na rua, não passou em nenhum dos testes feitos pela polícia e só não foi detido porque a lei de lá não prevê isso. Mas como disse o Rodrigo Alves em seu texto hoje no Rebote, essa notícia ruim vem logo depois de uma sequência de jogos horríveis de Carmelo e que são jogos decisivos para o Denver se classificar para os playoffs.

Eu não gosto quando a imprensa dá muito valor para coisas que acontecem fora da quadra. Quando falamos da NBA, falamos dos melhores, mais bem pagos e mais assistidos jogadores do planeta, mas ao mesmo tempo estamos falando apenas de jogadores. Cada um com sua personalidade, história de vida, qualidades, defeitos e qualidades que outros pensam ser defeito. Esquecem que não é porque aquela pessoa joga um jogo muito bem, que ela deve ser (ou parecer na televisão) perfeita, acho que não existe pior exemplo para uma criança do que alguém perfeito, já que é um exemplo que ela nunca conseguirá seguir. O que cada jogador faz fora da quadra nem deveria ser notícia, mas vira, como qualquer outra celebridade, não tem como escapar. O que não pode acontecer de jeito nenhum é a NBA punir jogadores pelo que eles fizeram fora das quadras, e é justamente isso que pode estar tirando o Warriors dos playoffs, já que no começo da temporada Stephen Jackson sofreu uma suspensão de 7 jogos, dos quais o Warriors perdeu 6. A suspensão aconteceu por ele ter sido considerado culpado em uma acusação de ter atirado para o alto no lado de fora de um strip club em Indiana.

Eu realmente acho que a NBA perde muito dinheiro com um jogador indo num strip club. Imagina os pais deixando de levar os filhos nos jogos e impedindo-os de jogar basquete só porque o Stephen Jackson anda armado e vai ver as Flávias Alessandras da vida dançarem no queijo. Se já não bastasse aquele ridículo “dress code” que dita o tipo de roupa que os jogadores usam, a NBA também quer controlar tudo o que os jogadores fazem fora das quadras.

Pelo menos o David Stern acha que dirigir alcolizado não pega nada, então o Carmelo não deve receber punição nenhuma. E se recebesse também, não faria muita falta levando em consideração os últimos jogos. Como diz um amigo meu, o Iverson é o único com três bolas no saco no elenco do Denver. Não posso discordar, o Carmelo é um talento fora do comum, o Camby é um ótimo bloqueador e o JR Smith tem um talento bruto que pode transformá-lo, num dia distante, em um All-Star, mas na hora em que o bicho pega, ninguém age tão bem quanto Iverson.

O Carmelo marca pontos de todos os jeitos imagináveis mas ele parece meio indiferente ao jogo, parece sempre que joga do mesmo jeito, não importando se está ganhando por 10 ou perdendo por 20. Por um lado, isso pode parecer bom, uma frieza de vencedor, mas quando o time está com a corda no pescoço é bom ver o jogador um pouco alterado, buscando algo novo, mudando seu estilo de jogo durante a partida para conseguir ajudar sua equipe. Mas o que vemos no Carmelo é que ele chuta as bolas que vão pra ele e se cair, caiu; se não cair, ele continua chutando do mesmo jeito, não muda os arremessos, não ataca mais a cesta, em resumo, ele não lê o jogo. Ele faz o que dá na telha, quando quer. Além de dar aquela risada sem graça à lá Cristiano Ronaldo quando faz merda, o que irrita qualquer um que torce por ele.

Por outro lado, tem um número que contraria tudo isso: somando a temporada passada e a retrasada, Carmelo é o líder da NBA em arremessos de último segundo e arremessos da vitória no minuto final. Talvez seja o lado bom da tal frieza com a qual ele enfrenta todos os momentos do jogo, além disso, Carmelo tem no currículo um título universitário e, como vimos esse ano com Memphis e Kansas, é precisa muita concentração e sangue frio pra ganhar um campeonato como o da NCAA.

Então afinal de contas, quem é Carmelo? Ele é o cara que se envolve em polêmica e alimenta a mídia bem na semana em que está jogando mal e em que eles podem cair fora dos playoffs e decepcionar todo mundo, ou é o cara que marca pontos até dormindo e pode decidir jogos e campeonatos? A resposta, na minha opinião, é simples: ele é quem ele quiser.
Quando Carmelo está focado, concentrado, ele tem talento para tomar conta de um jogo; quando está desinteressado, chateado, desconfortável (vide Atenas 2004), ele pode ser um zero à esquerda.

Nos playoffs, se eles realmente se classificarem, vão pegar Lakers ou Hornets provavelmente. E, para vencer equipes fortes como essas, o Denver vai precisar do Carmelo querendo vencer, querendo superar as dificuldades e, acima de tudo, querendo não ser o novo Tracy McGrady, que só empaca na primeira rodada dos playoffs. Desde seu primeiro ano na liga, Melo leva o Nuggets para os playoffs e nenhuma vez passaram da primeira rodada, até do Clippers já conseguiram perder. Só não acho que o Carmelo choraria depois de perder um jogo 7 como o T-Mac chorou no ano passado. Acho mais fácil ele chamar o Stephen Jackson e ir para um strip club.

Veremos se o Nuggets se classifica mesmo para os playoffs hoje, caso o Warriors perca para o Suns, ou quarta, caso o Nuggets vença o Grizzlies ou com uma derrota do Warriors para o Clippers.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!