🔒Filtro Bola Presa #27

Mais um Filtro começando com o que de melhor, pior ou mais menos aconteceu na última semana e não virou e nem jamais iria virar um textão no Bola Presa. Para começar, que tal um jeito de fazer seu amigo(a) ou namorado(a) ficar por dentro da NBA?

Não estou falando da nossa Semana dos Novatos, estou falando de usar um grande clássico do cinema mundial para explicar a HISTORINHA por trás do jogo. Quem são os protagonistas, vilões e personagens mais interessantes dessa brincadeira? Este excelente e importante trabalho do BuzzFeed compara a NBA a ‘Meninas Malvadas’, o filme mais importante deste século.


Se você não assistiu esta obra-prima, não sabe que às quartas-feiras usamos rosa e nem entende o que se passa na internet todo dia 3 de Outubro. Então corra, porque vale a pena ver Kevin Durant como Cady Heron

…o Golden State Warriors como as Plastics

…e Russell Westbrook e Steven Adams como James Ian e Damian Leigh

Se não entenderem todo o DRAMA da decisão de Kevin Durant depois dessa, não sei mais o que pode ser feito!


Lembram da playlist de ‘Música de Menina’ que publicamos há alguns podcasts? Tem um jogador aí que até pode não concordar com a gente no amor aos mascotes, mas que tem bom gosto musical e sabe da importância de passar essa sabedoria bem no ouvido dos novatos:


Os Prêmios Alternativos do Bola Presa estão tão valorizados que vários jogadores já estão tentando alcançar o prêmio máximo, o da Jogada Bola Presa do Ano, desde cedo. Vejam o esforço de Sam Dekker para entrar na briga pela glória!

Mas então Brooklyn Nets e New York Knicks mostraram como o trabalho em equipe sempre supera as ações individuais:

Antes que você desista do basquete, pense que sempre existe a chance de você se deparar com lances assim também


Uma das coisas mais tristes que vi nesta última semana foi a entrevista que Greg Oden, a primeira escolha do Draft de 2007, deu para a ESPN. Ele lamentou a sequência de lesões que teve na carreira e disse que não tem dúvidas de que será lembrado como o maior fracasso da história da NBA.

O pivô, que foi selecionado antes de Kevin Durant naquele ano, disse ainda que só fica pior ao ver tudo o que KD segue fazendo de excepcional na sua carreira. Enquanto o ala se torna um dos maiores cestinhas de todos os tempos, o pivô voltou para estudar em Ohio State, a universidade que o revelou, para estudar e trabalhar como assistente técnico.

O que deu um quentinho no coração, porém, foi ver Durant sair em defesa do colega de Draft: “Isso não faz sentido. Você precisa jogar para poder ser um ‘bust’, ele não teve a chance. Ele não quis se machucar e jogou bem quando conseguiu”.


Eu lembro quando o Miami Heat veio jogar aqui no Brasil e eu e outros blogueiros fomos fazer cosplay de “NBA Writer” no treino do time, conversando com os jogadores. Falei com alguns deles sobre Shannon Brown, que tinha entrado para o elenco deles naquele ano, só porque sou torcedor do Lakers e ele foi campeão por lá. E achei engraçado como todo mundo o elogiava dizendo que ele trazia “championship experience“.

Isso é bem comum na NBA. Caras, por mais coadjuvantes que sejam, ganham moral quando já estiveram em um time campeão. O HoopsHype foi então lá longe para descobrir que times têm mais campeões no elenco. E não pararam na NBA, foram ver também medalhas de Olimpíada, NCAA, Copa do Mundo e Euroliga.

Bizarramente, apenas o ORLANDO MAGIC não tem NENHUM campeão em qualquer um dos maiores torneios do basquete:

O Anti-Magic, o único time que reúne vencedores de todos esses torneios é o San Antonio Spurs. Alguém está surpreso?

O time com mais campeões da NBA é, claro, o Cleveland Cavaliers, que acabou de ganhar e manteve o mesmo elenco. E somente oito times não tem nenhum campeão da NBA. Além do citado Magic, temos Sixers, Pelicans, Thunder, Kings, Celtics, Pacers e Nets.

HH


Presidente Trump

Já estão acostumados com o isso? Espero que não. A NBA não ficou calada frente a essa bizarrice democraticamente eleita e deu seus pitacos.

Gregg Popovich lembrou que vive em um país onde metade das pessoas ignorou declarações racistas, misóginas e homofóbicas de um candidato:

Steve Kerr disse que é desconfortável entrar num vestiário depois da eleição e ver um lugar cheio de pessoas que já foram insultadas, de uma maneira ou de outra, pelo novo presidente:

Stan Van Gundy foi mais longe: antes de um jogo contra o Phoenix Suns, no Arizona, estado onde Trump ganhou com 49% dos votos, ele disse que iria ter dificuldades de ir para o ginásio sabendo que a maioria das pessoas que está lá  votou em alguém que é “abertamente racista”.

Joel Embiid nos trouxe sua experiência em fracassos. Para ele, se os EUA resolveram ir para tanking e só resta acreditar no PROCESSO:

Metta World Peace/Ron Artest, por fim, disse que se ele fosse presidente ele liberaria duas piada racistas por ano para cada etnia, sem risco de perder o emprego. Claro…

Malandro é o Cleveland Cavaliers, que já foi fazer a tradicional visita do time campeão à Casa Branca enquanto Barack Obama ainda está por lá!

Não importa o que você fez nessa semana, que coisas você viu neste feriadão prolongado, nada te deixou tão impressionado quanto Iman Shumpert ao ver que o palanque de Obama poderia ser facilmente removido:


Sabe uma coisa incrível? Postamos algo ridículo do BuzzFeed hoje, mas não foram eles que fizeram o clássico “como seria a NBA se ela fosse comprada pela Disney”. Essa foi culpa do Flagrant Flop.


No próximo dia 16 de Dezembro a cantora Sevyn Streeter irá cantar o hino americano antes do jogo entre Philadelphia 76ers e LA Lakers na Philadelphia. Desde quando quem canta o hino é notícia? Desde que essa mesma mulher foi BARRADA pelo Sixers antes de cantar o hino antes do primeiro jogo da temporada.

WeMatter

Ela planejava usar uma blusa com os dizeres “We Matter” ou “Nós Importamos”, em português, uma referência ao movimento “Black Lives Matter”, que critica a violência policial contra negros nos EUA. A franquia não gostou de ter um protesto durante o hino e a barrou. O legal é que parte da pressão para ela voltar veio de dentro da própria franquia, inclusive dos jogadores. Voltando atrás ganharam moral com o público e com seus jogadores.


Ainda não decidi se o tal do “Mannequin Challenge” é legal ou não, mas fiquei impressionado com o tamanho desse que o Los Angeles Clippers conseguiu organizar:

No do Golden State Warriors é SURREAL ver a posição que essas cheerleaders conseguem manter por tanto tempo, mas os jogadores se aquecendo no fundo quebram o clima. Vamos colaborar, pessoal!

E o quanto é legal o Allen Iverson ser INCAPAZ de perceber que ele deveria ficar parado?!?!?!

Obviamente o melhor desafio do manequim envolve mascotes. Alguns peludos da MLB fizeram essa quase excelente performance:

Isso nos leva ao….

MASCOTES POWER RANKINGS

Com medo de ofender a família tradicional brasileira e torcendo para que menores de idade não vejam este post, sou obrigado a dar a vitória para esta performance AVASSALADORA do Grizz:

Os pontos do segundo lugar ficam com o Stuff, do Orlando Magic, que tirou uma do arsenal do próprio Grizz para uma pirueta de cima da escada para o combo enterrada + piscina. Não entendeu?

O Ranking após a Semana 3 fica assim:

Raptor > 10
Moondog > 10
Grizz > 10
Rumble > 5
Clutch > 5
Stuff > 5


Vale a pena ouvir o podcast do Woj com o Joel Embiid. É impossível não se divertir ao ouvir o camaronês contar que, para lidar com o preconceito por ser da África, ele dizia na Universidade do Kansas que matou um leão aos 6 anos de idade. E ainda termina dizendo que a história “pode ser verdade ou não…”

Em uma bizarra estatística, o Sixers de Embiid conseguiu interromper uma sequência de QUARENTA E QUATRO derrotas em partidas disputadas em Outubro ou Novembro. São muitos anos de começos péssimos de temporada, meu deus!


Ainda no campo dos números, que tal James Harden se tornando o PRIMEIRO jogador da história com seis jogos seguidos de ao menos 24 pontos e 12 assistências?

Já Chris Paul chegou a seu 30º jogo na carreira de ao menos 10 assistências e NENHUM turnover!

O armador do LA Clippers não é só bom no basquete como é FÃ de basquete. Vibra mesmo quando a enterrada sensacional não é de um jogador do seu time:

O jogador do Blazers que cravou essa maravilha foi Jake Layman, o KEVIN DURANT do garbage time. Ele jogou apenas 24 minutos na temporada, mas é o bastante para ele liderar a NBA em média pontos por 36 minutos NA CARREIRA. Chupa Jordan!


APERTO DE MÃO DA SEMANA

O novato Ron Baker, do NY Knicks, foi muito polido após salvar uma bola e trombar bom o ator Ben Stiler na primeira fileira do Madison Square Garden:


Perceberam que Klay Thompson, que começou a temporada muito frio nos seus arremessos, embalou nas últimas partidas? É a confiança que um TÍTULO traz! O técnico do Golden State Warriors, Steve Kerr, decidiu num dia da última semana que seus jogadores não iriam treinar. Ao invés disso haveria um torneio de PING PONG! Klay venceu e desde então acertou 12 dos 19 arremessos de 3 pontos que tentou. Coincidência?


TATUAGEM DA SEMANA

Como não existem mais pessoas falando sobre o SUPER MARIO que Mike Muscala tem nas costas? É a versão da capa do Super Mario 3 do Nintendinho? Quero respostas!

Slack for iOS Upload


Para encerrar: sabem por que não vendem bebidas alcoólicas em diversos estádios brasileiros? Dizem que é por causa da violência, mas na verdade é para evitar esse tipo de situação…

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!