🔒Filtro Bola Presa #41

A temporada está chegando ao fim e o Filtro está indo junto. Está é a penúltima edição do Filtro nesta temporada, então é hora de relembrar a última semana e mais algumas histórias que ficaram perdidas nas nossas férias. Além disso, claro, é hora de ver quem que vai assumir a liderança do Power Ranking dos Mascotes a uma semana da GRANDE DECISÃO!


Começamos essa semana com o estranhíssimo Chicago Bulls, ou melhor, o estranhíssimo TNT Bulls. Vejam só: o time está INVICTO nas últimas VINTE partidas em casa transmitidas pelo canal TNT nos Estados Unidos! A sequência começou em 2013, com Tom Thibodeau e Derrick Rose, e ainda vive!

Mas não é só o Chicago Bulls que tem recordes estranhos. Como explicar o Miami Heat, que tem 12 vitórias e 2 derrotas em jogos disputados às quartas-feiras e ZERO vitória e 8 derrotas em domingos?

O Heat também não vencia um jogo no estouro do cronômetro DESDE 2009! Conseguiu agora no último mês com Hassan Whiteside num rebote ofensivo conseguido às custas da inanição de Andre Drummond:


Como comentamos em um podcast recente, o New York Knicks decidiu que seria legal usar o jogo contra o Golden State Warriors, o mais badalado do ano no Madison Square Garden, para fazer um experimento DIFERENTÃO. Ao invés das tradicionais músicas, brincadeiras e palhaçadas do entretenimento americano que se orgulha de não deixar ninguém entediado por um segundo sequer, eles resolveram dar uma de Tuca Zazauera e apresentar uma super-obra que se permite chamar de SILÊNCIO:

MSG

O primeiro tempo da partida de hoje será apresentado sem música, vídeos ou qualquer tipo de entretenimento durante o jogo. Assim vocês poderão experimentar o jogo em sua forma mais pura. Aproveitem o som do jogo.

O Wall Street Journal chamou o experimento de “o equivalente acústico de uma camisa retrô”, mas Steve Kerr, técnico do Warriors, apenas achou que só “parecia uma igreja”.

O que o Draymond Green achou?

Para ficar mais completo, ele disse que, além de patético, ridículo e desrespeitoso, foi algo que o Knicks deveria jogar no lixo e não tentar nunca mais: “É como computadores, eles fazem tudo pra gente. Isso foi como voltar a usar papel. Por que você faria isso?”

Quer ver como foi? Tem uns pitacos aqui:


Responda rápido: quem são os dois melhores jogadores do Detroit Pistons?

Se você respondeu Reggie Jackson e Andre Drummond, pense de novo! O time tem sido pior quando seus dois atletas mais bem pagos estão juntos em quadra. Vejam só: o Pistons tem números dignos de BROOKLYN NETS quando os dois estão em quadra e números de SAN ANTONIO SPURS quando estão fora!

É a Belíndia do basquete! Não à toa que Stan Van Gundy já deu uma olhada no mercado para ver quanto estão pagando no Drummond e dá pra entender porque Jackson caiu fora do time nesse fim de temporada. Não tem sido o bastante, porém, e eles dificilmente repetem o 8º lugar da temporada passada.


Lembram que há algumas semanas o Dirk Nowitzki alcançou a marca de 30.000 pontos na carreira?

Ele foi apenas o sexto jogador da história a alcançar o feito! E conseguiu alcançar a marca em casa, com a torcida indo ao delírio, como essa foto ESPETACULAR mostra muito bem. Olhem a cara do Mark Cuban:

O momento, aliás, é muito parecido com o de quando ele alcançou os 20.000 pontos: em casa, contra o LA Lakers, num arremesso de meia distância marcado pelo camisa 7 adversário.

O feito do alemão também inspirou uma história bem legal que é daquelas que mostram como o esporte e os atletas são capazes de, sem qualquer intenção direta, mudar a vida de outras pessoas. Um alemão que joga basquete no Texas inspirou um CHINÊS a passar 100 dias numa quadra de basquete! Seu objetivo é fazer os mesmos 30.000 pontos que seu ídolo, 300 pontos por dia, sem marcação =)

Legal que ele também diz que a imagem do jovem chinês atual é de alguém com energia, emoção, mas sem responsabilidade e persistência, e que ele espera que este projeto mostre que não é bem assim. É um cara, sozinho, jovem, fazendo algo demorado e cansativo.


Nesta última terça o Russell Westbrook também entrou num seleto grupo. Mas ao invés do Top 6 do Clubinho dos 6.000 pontos, ele se tornou apenas o SEGUNDO jogador da história da NBA a conseguir 41 triple-doubles em uma temporada! Ou seja, já é metade de um ano inteiro!!!

Para acabar o ano com média triple-double ele precisa de médias de ZERO pontos, ZERO rebotes e 3.2 assistências por jogo no resto da temporada. Ou seja, JÁ É! Como eu sei disso tudo? Tem um site que faz a conta em tempo real, é claro.

O mais impressionante da página, porém, é mostrar a quantidade de jogadores que têm ao menos 5 pontos, 5 rebotes e 5 assistências de média neste ano, um meio-triple-double. Vejam só como James Harden e LeBron James, se tentassem com um pouco mais de afinco, poderiam entrar na onda também:

TD

Aliás, este ano foi o primeiro desde a temporada 1962-63 a ver três jogadores com um triple-double de ao menos 40 pontos, 10 rebotes e 10 assistências. Naquela ocasião foram Oscar Robertson, Wilt Chamberlain e Elgin Baylor. Agora tivemos estes feitos de LeBron James, James Harden e Russell Westbrook, que fez beeeem mais que 40 pontos…

A única coisa que Russell Westbrook não conseguiu foi o que ele mais queria, vencer o Golden State Warriors. Saca só como acabou o duelo entre os dois times no ano. Mas olha rápido porque são imagens fortes:

Warriors

Foi a primeira vez desde 2009 que um time conseguiu abrir, em algum momento do jogo, VINTE E CINCO pontos de vantagem em todos os confrontos contra um adversário na mesma temporada.

Mas pelo menos Westbrook sentiu que “chegou lá” na vida porque seu nome foi citado na nova música do rapper Kendrick Lamar, ‘The Heart Part 4’:


Vocês sabem que eu gosto de música de menina, né? Até criei a melhor playlist do universo para mostrar todo esse meu amor por elas. E posso dizer agora que até na NBA, aquele mundo dominado pelo hip-hop, eu tenho um parceiro. Seu nome nada mais é que Boban Marjanovic, um HERÓI do Filtro Bola Presa!

O gigante do Detroit Pistons foi ao show da Ariana Grande em Detroit:

E depois ele ainda ganhou uma foto da musa teen autografada:

Boban


QUIZ: é seu aniversário, você prefere ganhar o que?

1- Um bolo com o símbolo do pi (já que seu aniversário é no dia 14 de março) e um PROTETOR BUCAL

stephencurry30_5_4_2017_12_30_19_72

2- Um chapéu russo usado pelo Carmelo Anthony

3- Uma camiseta que prova que você estava na ‘Waiters Island‘, o lugar onde só vivem as pessoas que acreditam que o Dion Waiters é grande coisa antes disso ser cool


JOGADA BOLA PRESA DO ANO – MAIS CANDIDATOS!

Toda semana aparecem mais jogadas querendo concorrer a esse glorioso troféu que premia aquele lance que une humor, tragédia, glória e um tiquinho de limão siciliano. Dessa vez temos Manu Ginóbili conseguindo errar um lance-livre quando queria acertar… e acertando quando queria errar:

E temos Jamal Crawford, que estava PEGANDO FOGO contra o Los Angeles Lakers, ser finalmente parado por um marcador bem pouco qualificado:

Rolou também o Damian Lillard fazendo boliche humano melhor que muito mascote por aí:

E Lance Stephenson, que conseguiu arranjar briga logo na sua reestreia pelo Indiana Pacers. O time parecia sem graça, sem fogo e pouco inspirado? Lance chegou para agitar tudo com uma mísera bandeja que quebra o código de ética da NBA de não fazer cestas nos segundos finais de um jogo já resolvido:


Se um dia perguntarem o que você planeja fazer quando chegar aos 40 anos, mostre esse vídeo de Vovô Carter:

A realidade, porém, é que aos 40 anos eu vou estar como Rajon Rondo após um bloqueio de DeMarcus Cousins:


Estamos falando muito de recordes individuais nesta temporada, mas nesta semana vimos dois times alcançarem feitos coletivos que são de ESTOURAR MIOLOS. Estes times, claro, são o Golden State Warriors e o San Antonio Spurs.

O Spurs se tornou o PRIMEIRO time da história da NBA a vencer ao menos uma vez TODOS os seus adversários por TRÊS anos consecutivos!

O que o Warriors pode fazer para bater isso? Bom, eles podem acumular o maior número de vitórias em um período de três anos na HISTÓRIA DA NBA. Sim, mais do que qualquer Chicago Bulls tri-campeão da liga nos anos 90.

Outra estatística coletiva bizarra: após a derrota do Milwaukee Bucks para o OKC Thunder nesta terça, nenhum dos OITO melhores colocados do Leste conseguiu um recorde positivo contra o Top 8 do Oeste. NENHUM. Boston Celtics e Toronto Raptors foram os melhores com 50% de aproveitamento:


O Los Angeles Clippers é um time imprevisível, capaz de nos surpreender mesmo quando a gente sabe que eles vão nos surpreender. Ficou confuso? Então veja só: você sabe que DeAndre Jordan vai errar o lance-livre, mas mesmo assim vai ficar chocado quando ver isso aqui embaixo…

Todos somos o Devin Booker quando vemos esse vídeo.

O Clippers também foi capaz de ser o ÚNICO time desta temporada a jogar no lixo uma vantagem de 18 pontos nos últimos 5 minutos de um jogo nesta temporada. Nas outras TREZENTAS E CINQUENTA E NOVE vezes não rolaram virada. Mas contra o Kings…

Insta_


MASCOTES POWER RANKINGS

Chegamos na penúltima semana do nosso ranking que AMBICIONA premiar o melhor ser vivo de pelúcia do universo da NBA. E como toda competição séria da TV aberta, vamos apimentar as coisas no final: ao invés de darmos apenas 10 pontos para a melhor performance e 5 para um honroso segundo lugar, vamos distribuir um CHUVA DE PONTOS nestas duas últimas semanas.

Nesta semana especial o vencedor irá levar 20 pontos! Os que aparecem depois vão levar 15, 10 e 5 pontos. E estamos sendo bonzinhos, se fosse esquema ‘Passe-ou-Repassa’ estaríamos dando 1000 estalecas para o ganhador!

Nesta semana os VINTE PONTOS da vitória vão para ninguém menos que o herói dos anos 90, o grande Hugo The Hornet, do Charlotte Hornets:

A “abelhinha” da sua pochete da infância apareceu para resgatar o Thomas, um pobre garoto que virou meme depois que foi ZOADO pelo próprio pai em um jogo do Cleveland Cavaliers. O Thomas Sênior levou uma plaquinha para o ginásio que dizia “Thomas, melhore as suas notas e você estará aqui da próxima vez”. Hugo respondeu dizendo “Thomas, quando sai seu próximo boletim? Me liga e eu te ajudo”. Basquete sobre notas, sempre!

Os 15 pontos vão para o Franklin, o simpático cachorro do Philadelphia 76ers. Veja só como ele acerta mais arremessos do meio da quadra, de costas (e envolto em pelúcia) do que quase qualquer jogador de toda a NBA:

Os 10 pontos da semana vão para o glorioso Raptor, que criou mais um glorioso capítulo na sua batalha de ANOS contra Robin Lopez:

Nos 5 pontos vamos encontrar o Grizz, mascote do Memphis Grizzlies, que mais uma vez resolveu TIRAR A ROUPA. Nós nunca vamos deixar de premiar a sensualidade da pelúcia, ainda mais quando ela acontece numa cerimônia coletiva, acompanhada de outros da sua espécie:

Classificação Geral

Benny > 40
Stuff > 30
Coyote > 30
Raptor > 30
Hugo > 30
Clutch > 20
Franklin > 20
Grizz > 15
Rumble > 15
Harry > 15
Bango > 15
Moondog > 10
Gorilla > 10
Jazz Bear > 10
Hooper > 5
Pierre > 5
Rocky > 5
Crunch > 0*

* perdeu 10 pontos por machucar o pai do melhor jogador do time

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!