🔒Filtro Bola Presa #7

O bom e velho Dirk Nowitzki é isso mesmo: bom e velho. E como todo senhor de idade, ele está todo chato com o que deve comer, não aceita essas bobagens que a molecada come hoje em dia e prefere resolver tudo ele mesmo. Por isso Dirk leva, todo santo jogo, um pratinho com comida de casa, embrulhado no papel alumínio, para comer depois das partidas. Fofo.

E alguém conseguiu fazer uma compilação de vídeos do alemão cumprimentando a galera do ginásio enquanto carrega a marmita que leva pra firma. Fomos longe demais como sociedade?


Falando em Dirk Nowitzki, vale muito a pena gastar 15 minutos com esse vídeo da VICE Sports. Eles visitaram o acampamento do Holgen Geschwinder, o técnico alemão que foi um dos responsáveis pelo treinamento do jovem Dirk há muitos anos. O cara é excêntrico e ensina a criançada a jogar basquete usando dança, remo, futebol e tudo mais o que você NÃO imaginar.


 

Que outro dono de equipe além de Mark Cuban iria desafiar o CEO da Intel para uma partida de League of Legends? E vencer? Que agora ele me explique como se joga e o que está acontecendo na tela…


Uma das grandes notícias da semana foi o ‘lifetime deal’ que LeBron James fez com a Nike. Não sei vocês, mas não sentiram uma leve angústia ao ler a notícia? Tem gente que tem esse calafrio quando fala em casamento, eu tenho com qualquer relação de trabalho que dura tempo demais. Muitos bilhões de dólares vão cair na conta do LeBron por isso, o bisneto dele agradece, mas mesmo assim soa estranho. De qualquer forma, estaremos disponibilizando assinaturas vitalícias do Bola Presa em breve.

Pelo jeito David Blatt ficou emocionado com o sucesso do menino de ouro do seu time


MOMENTOS KOBE DA SEMANA

Todo Orkut tem seu álbum “Momentos”, todo Filtro tem seu momento Kobe Bryant. Vamos oficializar logo que toda semana vão ter causos sobre Kobe Bryant, né? Temos que ser sinceros que eu não sei lidar com a despedida do meu herói.

Em Toronto, linda homenagem do time local a Kobe Bryant, mas no vídeo-tributo NENHUM lance sequer daquele jogo de 81 pontos. Você até abraça na formatura, mas não esquece quem era o bully da turma.

Quem não teve vergonha, porém, foi Jonas Valanciunas. Machucado, o pivô lituano não pode enfrentar Kobe mais uma vez, mas pelo menos ganhou um autógrafo no gesso: quem nunca, né?

Kobe estava doente (CAGANEIRA) e quase não jogou, mas como não quer perder sua despedida disse: “Se eu consigo andar, vou jogar”. Como ele não consegue mais correr e pular, faz todo sentido.

Nessa semana algo histórico aconteceu com Kobe Bryant: ele fez uma cesta com assistência de Nick Young. Não é piadinha com o fominha Swaggy P, é a pura realidade. Foi a PRIMEIRA cesta de Kobe com uma assistência de Young na vida. Foram 3 temporadas e 451 minutos de quadra compartilhados antes do momento histórico!

Provavelmente tem a ver com o fato de que Nick Young decidiu que deveria jogar basquete com os Yeezys, o tênis da grife de Kanye West. “Sim, fiquei preocupado que talvez fosse me machucar com eles”, disse o sábio ala.

E vamos falar mais de Kobe?

Kobe hair

Deixa pra lá.


A sequência do Golden State Warriors acabou então não precisamos mais falar deles, certo? Certo, mas aí temos que falar do grande jogo histórico onde isso aconteceu. Desculpa gente, reclamem com o sindicato dos blogs de basquete, eles que estão obrigando todos a só falar do Warriors.

Com o time desfalcado, cansado depois de duas prorrogações contra o Boston Celtics, o Warriors não foi páreo para o Milwaukee Bucks, time que, curiosamente, também foi o que encerrou a sequência de 33 vitórias do Los Angeles Lakers em 1972. A defesa do Bucks está se acertando, o Warriors estava destruído e o resultado final foi que o Warriors tentou 48 arremessos fora da ‘restricted area’, aquela região exatamente embaixo da cesta, e só acertou 8 deles. A pior performance do Warriors nesse aspecto nos últimos 20 anos…

Para balancear, veja todas as 125 bolas de 3 pontos que Steph Curry acertou durante os 24 jogos de invencibilidade do Golden State Warriors nesta temporada:

E não custa lembrar que no dia anterior à derrota, no citado jogo das duas prorrogações em Boston, Draymond Green se tornou apenas o terceiro jogador DA HISTÓRIA a conseguir ao menos 20 pontos, 10 rebotes, 5 assistências, 5 roubos e 5 tocos em um jogo. Antes dele, só Hakeem Olajuwon e Derrick Coleman.

Ele também se tornou apenas o 5º jogador neste século a conseguir um ‘Five by Five’, que é conseguir ao menos 5 em todas essas categorias citadas. Os outros foram Jamaal Tinsley (como ele deu 5 tocos?!?!), Nicolas Batum, Marcus Camby e Andrei Kirilenko, que conseguiu 3 vezes.

5by5

Após a derrota, o Warriors finalmente termina a sequência de jogos fora de casa e volta pra Oakland. E aí eles podem fazer o que sempre fazem: entrar em um OVO cheio de água para boiar no vazio e no silêncio por uma hora completa. Não era esse o segredo da vitória que a gente esperava, mas eu também quero. E cacilda, como o Harrison Barnes é bonito!


 

MOMENTO BOBAN MARJANOVIC DA SEMANA

Esse eu não posso garantir, mas está sendo uma tendência. Olha o que o gigante fez contra o Jahill Okafor

E olha o placar do jogo. E olha a torcida, na Philadelphia, se divertindo. É humilhação atrás de humilhação.


A lesão mais bizarra da semana vai para a conta de Devin Harris, que fez O PIOR HANDOFF da história da liga e acabou tomando um tackle de seu companheiro Justin Anderson.


O time nessa situação e o cara jantando…


O time nessa situação e o cara imitando o Shaquille O’Neal

E Shaq acertou em cheio, o Karl-Anthony Towns parece muito um Drake gigante! O Wolves tem tudo o que Raptors poderia sonhar: das duas futuras estrelas, uma é canadense e a outra parece o único cara famoso que as pessoas associam com a cidade de Toronto.


Essa semana tem novo Star Wars e as pessoas de bom coração estão ansiosas para o filme. Claro que todo o mundo está forçando a barra para o assunto ser o mais batido e irritante do planeta, mas seguimos firme tentando superar todas as referências, comerciais, textos e produtos enfiados na nossa goela no último mês.

Na NBA, que sempre teve suas ‘Star Wars Nights’ em algumas cidades, agora tem uma por dia! Essa semana tivemos em Memphis, Atlanta, San Antonio, Philadelphia, Denver e em Phoenix, uma das poucas cidades que lembro fazer esse evento sempre, mesmo quando não tem filme novo na área.

Hoje é Star Wars Night para o Brooklyn Nets. Amanhã é dia do Minnesota Timberwolves. Quarta-feira é pré-estreia do filme, e aí acho que a palhaçada acaba antes que alguém apareça usando o Jar Jar Binks como novo mascote oficial.

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!