🔒Filtro Bola Presa #88

Bem amigos assinantes, mais um Filtro Bola Presa no ar! Nesta semana temos técnico se comunicando por imagens de ex-atletas, Monocelha recordista, jogadores fantasiados de Coringa, briga de pivôs, apelidos gerados por computador e muito mais!


PLAQUINHA DA SEMANA

Alguém viu isso no jogo do Brooklyn Nets contra o Houston Rockets e não ficou terrivelmente confuso?!

A explicação de Kenny Atkinson é que esse foi um jeito bem humorado de abordar o problema de comunicação defensiva nos finais das partidas. Segundo ele, é uma questão que atinge o elenco desde a temporada passada e que custou algumas vitórias. Ele não explicou o significado específico da placa, mas dá pra deduzir: o pobre jogador na placa é o ex-jogador Dennis Scott, cujo apelido é 3D. Dá pra ler a placa então como “No-3-D” ou “Defesa para evitar arremessos de 3 pontos”.


 

FANTASIAS DA SEMANA

Todo ano a mesma coisa: semana de Halloween e os jogadores da NBA desfilam por corredores de ginásios ou festas regadas a muito gatorade caras e bem trabalhadas fantasias. Começamos com Dwight Howard, que encontrou uma maneira de voltar a ter chance de ir para o All-Star Game: acabar com metade dos jogadores da NBA…

John Wall, que não vai jogar nesta temporada por lesão, resolveu mostrar que está ao menos saudável o bastante para dançar. Enquanto está vestido de Coringa Enfermeira, claro:

Companheiro de Wall, Bradley Beal TAMBÉM SE VESTIU DE CORINGA. Aliás, Karl-Anthony Towns e Spencer Dinwiddie também não foram lá tão criativos assim:

A lição no Washington Wizards foi bem dada, e Rui Hachimura uniu uma fantasia clássica de esqueleto com uma camiseta do Washington Nationals, campeão do ano no beisebol, segundo título da cidade no ano após o troféu da WNBA pelo Washington Mystics.

Na Philadelphia, um torcedor apareceu vestido da cabeça aos pés como o novato Matisse Thybulle, herói CULT da Twitter e desde já um dos líderes da NBA em roubos por jogo:

Fã assumido do Halloween, LeBron James foi lá no poço da nostalgia buscar uma fantasia de Eduardo Mãos de Tesoura, ou LeDward Scissorhands, como ele se chamou no Instagram:

O campeão da semana, porém, foi a versão Lego de JJ Redick. Simplesmente impecável!

Se querem mais, essa galeria do HoopsHype ainda traz Isaiah Thomas como Oompa Loompa, Steph Curry de Buzz Lightyear, Patrick Patterson de Professor Aloprado, Andrew Wiggins de faraó e muito mais cenas que você não quer ver. Só não tem a foto desse cara aqui que, talvez sem querer, tenha ido a um jogo do Lakers vestido de Anthony Davis dos pobres:


 

BOA AÇÃO DA SEMANA

Depois de assinar um contrato colossal de 180 milhões por 5 anos com o Philadelphia 76ers, Tobias Harris decidiu que era hora de dar um pouco dessa grana toda para a comunidade. Ele doou UM MILHÃO de dólares para nove diferentes instituições (seis delas na própria Philadelphia) focadas em educação em regiões periféricas:

Do outro lado dos EUA, LeBron James levou um food truck para distribuir tacos para os bombeiros que lutavam contra os incêndios florestais que atingem a Califórnia. Como dissemos no Filtro da semana passada, o jogador foi um dos que precisou deixar sua casa por causa da fumaça que tomou conta de partes da cidade:

E claro que LeBron James também liderou os gritos de “Taco Tuesday” durante a vitória do Los Angeles Lakers sobre o Memphis Grizzlies. O time dá tacos de graça para todos os torcedores quando o adversário marca menos de 111 pontos:


APELIDO DA SEMANA

O Utah Jazz foi publicar um vídeo de Bojan Bogdanovic no YouTube mas foi vítima do AUTOCORRECT: ao invés de chamar o croata de “the croatian“, saiu “the creation“. Todo mundo gostou e agora o ala é A Criação! Já que não levamos os apelidos tão a sério hoje em dia, que a inteligência artificial faça o trabalho pra gente.

Aliás, estatística essencial sobre The Creation: ele já deu três tocos nessa temporada. Parece pouco? É o TRIPLO do que ele conseguiu na temporada passada com o Indiana Pacers: 3 a 1.


 

MÚSICA DA SEMANA

Estou muito envergonhado de só descobrir isso agora, mas antes tarde do que nunca. Vocês sabiam que em 1994 foi lançado o álbum B-Ball’s Best Kept Secret contendo simplesmente dezesseis faixas de hip hop cantadas exclusivamente por jogadores da NBA?!

Tem Gary Payton, JR Rider, Dennis Scott, Jason Kidd, Shaquille O’Neal e até dueto entre Dana Barros e Cedric Ceballos!

Bball

No YouTube tem tudo para quem gosta daquelas músicas que gritam “ANOS 90” a cada batida!


TRETA ANTIGA DA SEMANA

Lembram quando o Derek Fisher começou a namorar com a ex-mulher do Matt Barnes e este foi até a casa do antigo companheiro de time pra tirar satisfação? Aparentemente já são águas passadas e eles se dão bem, mas o também ex-jogador e encrenqueiro profissional Stephen Jackson fez questão de deixar claro que nunca vai receber Fisher no seu podcast. “Quem vai ser a próxima vítima?”, disse. E ainda sobrou para Tony Parker, parceiro de Jackson no San Antonio Spurs que também já foi acusado de ficar com a mulher de um companheiro de time:

E como vocês cansaram de ver em todos os lugares, teve treta nova também. Karl-Anthony Towns saiu no soco com Joel Embiid e Ben Simmons apareceu para separar os dois com… uma GRAVATA! A cena ainda teve árbitro fugindo da briga, Mike Scott rindo, Al Horford olhando tudo de longe e muito mais.

A quinta série ainda seguiu nas redes sociais. Embiid cutucou primeiro e disse que é dono de parte da cabeça do rival, Towns respondeu ironizando a frase de que o camaronês “criado com leões”. O pivô do Sixers ainda foi nos comentários para ter a última palavra. Cadê a diretora da escola nessas horas?!

O mais engraçado disso tudo é que os dois já não se bicam desde a temporada passada e ambos garantiram que nada ia acontecer nesse duelo. Embiid tinha prometido que não ia brincar de trash talk. Towns disse logo antes do jogo que não comentaria sobre picuinha de adversário porque “não estava nessa vida para fazer dinheiro para a imprensa”. Horas depois ele estava lá dando likes, views e cliques para todos nós!


DICAS DE LEITURA


NOSTALGIA DA SEMANA

Não sei se eu quero saber a razão que levou Steve Nash a jogar basquete de terno e gravata em Venice Beach. Tem coisa que fica mais charmosa no mistério:

Parceiro e amigo pessoal do canadense, Dirk Nowitzki também foi notícia nesta semana ao virar NOME DE RUA em Dallas. A Dirk Nowitzki Way passa ao lado do ginásio do Mavericks e o veterano ficou emocionado na cerimônia que celebrou a mudança:


RECORDES DA SEMANA

Na última semana Anthony Davis teve um dos jogos mais dominantes de sua já dominante carreira: 40 pontos e 20 rebotes em apenas 31 minutos de quadra contra o Memphis Grizzlies! Foi o primeiro jogador na história da NBA a conseguir tantos pontos e rebotes com 32 minutos ou menos de quadra. Ele também se igualou a Elgin Baylor, Wilt Chamberlain, Shaquille O’Neal, Kareem Abdul-Jabbar e George Mikan como únicos jogadores da história do Lakers a somar 40 pontos e 20 rebotes numa partida.

Dos 40 pontos, 26 foram conquistados na linha dos lances-livres. Ele se tornou apenas o QUARTO jogador na história a acertar ao menos 26 lances-livres em um jogo, se juntando a Michael Jordan, Adrian Dantley (duas vezes!) e Wilt Chamberlain, que fez 28 lances-livres na histórica noite em que marcou 100 pontos:

Captura de Tela 2019-11-06 às 7.30.53 PM

E como o pessoal do Reddit não perdoa, logo lembraram que 26 lances-livres é mais do que o Lonzo Ball acertou na temporada inteira passada!

O Brady Klopfer trouxe um jeito interessante de olhar para recordes: quem é o jogador com mais minutos na temporada a ainda estar ZERADO em pontos? E em rebotes? A lista abaixo mostra que Marc Gasol, por exemplo, está há 155 minutos sem conseguir um roubo sequer. Luke Kennard já soma 253 minutos de temporada sem um toco!

Em Miami, Kendrick Nunn se tornou o primeiro novato a conseguir marcar 100 pontos em seus primeiros 5 jogos como profissional desde Kevin Durant lá na temporada 2007-08. E se você quer entender melhor o caso de agressão do qual Nunn foi condenado durante a faculdade, essa matéria da Detroit Free Press é essencial.

Em um duelo incrível na última semana, o Los Angeles Lakers bateu o Dallas Mavericks na prorrogação com direito a triple-doubles de LeBron James e Luka Doncic. A dupla, além do show, quebrou recordes ao mesmo tempo: LeBron se tornou o jogador mais velho da história a conseguir um jogo de ao menos 30 pontos, 10 rebotes e 15 assistências e Luka se tornou o MAIS JOVEM a atingir a mesma marca!

A dupla ainda se tornou só a TERCEIRA da história da NBA a fazer triple-doubles de 30 pontos na mesma partida, se juntando a Giannis Antetokounmpo e Nikola Jokic em 2018 e Richie Guerin e Oscar Robertson em 1961.

Número sobre os números: as camisetas mais usadas nesta temporada são as número 0 e 5, com 20 jogadores cada.

Quem brilhou nos recordes nessa semana foi o Houston Rockets: primeiro na vitória sobre o Washington Wizards por incríveis 159 a 158. Os 317 pontos somados pelos times são o máximo já marcados em uma partida decidida por apenas um ponto na história da NBA, número que até rendeu crítica da imprensa não-especializada:

Este foi só o terceiro jogo nos últimos 25 anos a ter os dois times passando de 150 pontos. Uma enxurrada de marcas sensacionais alcançadas só com muito esforço, pontaria e preguiça de defender:

Dias depois o Rockets foi enfrentar o Miami Heat e tomou uma SACOLADA de 46 a 14 no primeiro quarto. Foi o primeiro período com mais pontos da história do Heat! Muita gente apontou que talvez o motivo do começo fraco tenha sido a RESSACA, já que a partida foi na tarde de domingo após o time ter passado o sábado à noite de folga na cidade conhecida por sua vida noturna. Não é por nada não, mas o Heat tem 70% de aproveitamento em jogos no domingo nos últimos dez anos…


JOGADA BOLA PRESA DA SEMANA

Tudo bem o Giannis Antetokounmpo não acertar tantas bolas de 3 pontos assim, mas o lance-livre precisa ser minimamente confiável, né amigão? E se for errar, que pelo menos não seja dois AIRBALLS seguidos em um jogo fora de casa:

Lembram da AUTOBOLADA do James Harden na semana passada? Josh Hart, que viu de perto a cena mais marcante da temporada, brincou de repetir a trapalhada:

A gente sabe que marcar andadas na velocidade da NBA não é fácil, mas isso aqui foi tão absurdo que o Bradley Beal ABANDONOU A JOGADA para começar a reclamar:

Já essa do Cam Reddish é simplesmente inexplicável:


MASCOTES POWER RANKING

Os 10 pontos dessa semana vão para o Coyote, que foi malandro e faturou em cima da celebridade alheia. O Snoop Dogg foi até San Antonio assistir seu amado Los Angeles Lakers e ganhou camiseta personalizada do rival das mãos do mascote, que ainda fez vídeo dançando um clássico:

A equipe de transmissão do Spurs também tirou uns minutinhos com Snoop e Matt Bonner descobriu que ele era a ARMA SECRETA do rapper no NBA Live. Que momento!

E foi um dia movimentado para o Coyote, que tomou um CAPOTE na quadra que rendeu até tuíte de torcedor preocupado com a falta de veterinários no ginásio:

Os 5 pontos vão TAMBÉM PARA O COYOTE porque ele se vestiu de Bela para o Halloween:

RANKING
Coyote – 15
Benny e Rocky – 10
Clutch e Blaze – 5

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!