🔒Filtro Bola Presa #93

Filtro da Semana chegou! Nesta semana temos LeBron James andando sem culpa, derrubando garçonetes, mostrando a língua e conversando com torcedores. Tem também Chris Paul querendo mandar no mundo, Pelicans sem pontaria, tênis VINTAGE, Karl-Anthony Towns desesperado, aniversário de Giannis, Metta World Peace técnico e muito mais!


APITÃO DO LEBRÃO DA SEMANA

O evento da semana nas redes sociais foi essa leve caminhada de LeBron James no jogo contra o Utah Jazz. Nada foi marcado.

Por um lado é absurdo. Nunca uma andada foi mais fácil de ser marcada! Por outro, por que os árbitros estariam olhando para um cara driblando sozinho ao invés de olhar para todo o resto da quadra, onde coisas podem estar acontecendo? Só sei que LeBron James viu o lance no intervalo e na volta disse para um torcedor que foi “a pior que eu já fiz” e que se sentia mal pelos árbitros:

Em uma semana levemente desastrada, LeBron também foi responsável por ATROPELAR uma pobre garçonete. Mas ele foi FOFO em levantar a moça depois!

No mesmo jogo LeBron foi atropelado em uma falta e acabou caindo perto dos fotógrafos. Sua reação foi essa…

Sabe como é criança, né? A filha do LeBron viu ele fazendo na TV e quis repetir em casa.

E só pra não dizer que LeBron só causou, ele também ajudou a arrumar a trapalhada dos outros também:


FOTO DA SEMANA

Sem palavras para medir a evolução da qualidade das câmeras e do elenco do Los Angeles Lakers em tão pouco tempo:


REAÇÃO DA SEMANA

A cara do Jeremy Lamb diz ABSOLUTAMENTE TUDO sobre essa falta marcada/inventada em um arremesso de 3 pontos do Paul George:

Mais revoltado só o Karl-Anthony Towns querendo receber um passe do Jeff Teague. Considerando que Teague deixou um dos líderes da NBA em arremessos de 3 pontos sem a bola para infiltrar num garrafão congestionado só para tomar toco, a reclamação tem fundamento.


ANIVERSÁRIO DA SEMANA

Atual MVP da NBA, Giannis Antetokounmpo comemorou seu aniversário com uma SURRA categórica sobre o Los Angeles Clippers de Kawhi Leonard e Paul George. No fim do jogo, para fechar a noite com gosto, a torcida cantou parabéns:

E no caminho ele ainda aproveitou para se tornar o primeiro jogador a passar dos 25 pontos jogando menos de 30 minutos em CINCO JOGOS SEGUIDOS. É muita surra que esse Milwaukee Bucks tá dando pra cima da galera!


DICAS DE LEITURA

Não sei se os jogadores do Cavs têm moral para muita coisa. Lá tem aqueles caras que dão enterradas e saem se gabando mesmo quando estão perdendo por QUASE 50 PONTOS…


NÚMEROS DA SEMANA

Com muita gente chamando James Harden de melhor pontuador da história, o Tom Haberstroh, da NBC Sports, resolveu ir atrás dos números para saber quem teve a melhor temporada ofensiva da história da NBA. Primeiro ele fez o básico e simplesmente listou as maiores médias de pontos: Wilt Chamberlain em primeiro no seu insano ano de 50 pontos por partida, Wilt Chamberlain em segundo e James Harden deste ano em terceiro…

Captura de Tela 2019-12-11 às 3.03.58 PM

Mas há um problema: ritmo de jogo. Nos anos 1960 os times jogavam numa velocidade absurda, uma correria sem fim, dando mais de 100 arremessos por jogo o tempo todo. Haberstroh compara, por exemplo, o jogo de 100 pontos de Wilt Chamberlain com o de 81 pontos de Kobe Bryant. O Warriors de Wilt deu 118 arremessos naquela partida, o Lakers de Kobe arremessou 88. Com isso em mente, que tal uma média de pontos colocando todo mundo no mesmo patamar? Se todo os times da história jogassem 100 posses de bola por partida, quem teria a maior média?

Captura de Tela 2019-12-11 às 3.09.13 PM

Kobetes do mundo, uni-vos! A temporada 2005-06, quando Kobe teve sua maior média de pontos da sua carreira pode ser considerada a maior da história da NBA em pontuação, bem pouco na frente da melhor de Michael Jordan. Logo depois aparece Wilt Chamberlain e aí duas vezes James Harden, o desta temporada e o da temporada passada. Ou seja, estamos vendo a História acontecer.

E falando em ataque, o Kirk Goldsberry, que geralmente posta os líderes em total de cestas em cada posição da quadra, agora publicou os líderes em APROVEITAMENTO de cada posição neste começo de temporada. Zero surpresas em ver JJ Redick e Bojan Bogdanovic na linha dos 3 pontos, mas o que é Marcus Morris com 50% de aproveitamento de longa distância?! Absurdo! Na meia distância temos dois especialistas da região, TJ Warren e Tobias Harris, e Bradley Beal, mais conhecido pelos tiros de longe. Lá do lado da cesta temos um pivô (Thomas Bryant), um MVP (Giannis) e Devin Booker, que está atacando mais a cesta e fazendo valer cada infiltração.

Ainda nos números, mas agora os negativos. Nesta semana o NY Knicks demitiu o técnico David Fizdale após uma derrota horrorosa de 129 a 92 para o Denver Nuggets. Fizdale foi o DÉCIMO SEGUNDO técnico contratado pelo time nos últimos 18 anos e o que teve pior aproveitamento na história da franquia, apenas 20,2%:

E quem pode aparecer para salvar o New York Knicks? Segundo Metta World Peace, o ex-Ron Artest, ELE MESMO!

Se bem que ele apagou o post original, então talvez tenha pensado melhor e percebido que não vale o esforço.

Outro número raro da semana: O New Orleans Pelicans perdeu para o Dallas Mavericks e acertou só TRÊS bolas de 3 pontos na partida. Foi apenas a QUARTA VEZ nesta temporada que um time acertou só três bolas ou menos em um jogo. Poucos dias depois foi a vez do Golden State Warriors repetir o feito, dessa vez contra o Atlanta Hawks.  Os cinco que conseguiram o feito (Spurs, Grizzlies e Magic fizeram antes) perderam seus jogos.

Captura de Tela 2019-12-11 às 8.53.10 PM

O Miami Heat venceu o Atlanta Hawks na prorrogação nesta terça-feira. Foi um show da MOLECADA do time, com Kendrick Nunn, Bam Adebayo e Duncan Robinson passando dos 30 pontos. Foi só a SEGUNDA VEZ na história do Heat que três jogadores passaram de 30 pontos na mesma partida. Alguém adivinha qual foi o outro trio? LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh, claro.

E as 10 bolas de 3 pontos de Duncan Robinson no jogo são o recorde da história do Miami Heat. Ainda sobre eles, outro trio, dessa vez Adebayo com Tyler Herro e Jimmy Butler, participaram do Point’em Out, quadro da revista Slam onde um deve dedurar o outro sobre quem é o mais provável de fazer alguma coisa. Tem grupo mais divertido que esse na NBA nesta temporada? Jimmy Butler finalmente se encontrou na vida.

A versão completa está no canal da SLAM no YouTube.


GAME OVER DA SEMANA

O Atlanta Hawks quase ganhou o jogo mesmo assim. O time chegou a liderar por SEIS PONTOS a pouco menos de um minuto do fim partida, foi quando Trae Young deu uma assistência e fez sinal de que o jogo estava acabado…

Claramente ele errou e acabou tendo que engolir uma zoada do Jimmy Butler, que em seu Instagram publicou o lance e disse que o armador era um “vidente” e dizendo que “ele estava certo, o jogo estava acabado mesmo”. Rei da ironia.

Pior que nem foi o único da semana a chamar de acabado uma partida que ainda preparava uma última mudança. Russell Westbrook fez sua cesta mais decisiva com a camisa do Houston Rockets para colocar seu time dois pontos na frente a um segundo do fim contra o Sacramento Kings, e saiu gritando “GAME OVER”:

Como vocês devem ter visto, no segundo seguinte aconteceu isso aqui com a ajuda de Nemanja Bjelica:

Vitória no último segundo contra o Rockets, fora de casa, um dia depois de vencer o Dallas Mavericks também fora de casa. Tudo isso sem De’Aaron Fox e sem Marvin Bagley. O Kings é um time de verdade, amigos!


PALAVRÕES DA SEMANA

Na entrevista pós-vitória, Bjelica não segurou a emoção e mandou um “foda-se, merecemos a vitória” ao vivo na TV:

Não foi uma reação tão diferente da de Derrick Rose, que também meteu um arremesso de último segundo e também reagiu com palavrão. Aliás, os jogos acabaram AO MESMO TEMPO, com os arremessos vitoriosos separados por poucos segundos. O armador do Detroit Pistons fez a cesta da vitória sobre Jrue Holiday e disse que “perdão pelo meu inglês, mas nasci pra fazer essa merda”:

Para fechar a trilogia dos palavrões, teve ainda LeBron James putaço ao ter mais uma falta marcada e gritando um “FUCK” ao sair. Uma senhora na arquibancada não ficou nada feliz em ouvir aquilo e mandou ele “olhar a boca”:


ALCOOLISMO DA SEMANA

Sempre tem aquele bebum que não larga a cerveja pra nada, né? Na NBA não é diferente: tem torcedor que pode ver um homão de mais de 2 metros vindo em sua direção e não larga o copo. Pelo contrário, segue bebendo…


DESAPROVAÇÃO DA SEMANA

Kevin Durant está chato agora que só pode torcer e não pode jogar. Se algum companheiro dele sobe para a enterrada e não faz nada de muito impressionante, a estrela do time coloca o polegar pra baixo, desaprovando o show:

Tudo tem seu preço, Durant. Fica tirando uma com a cara da rapazeada e aí claro que vão te deixar no vácuo eventualmente…

Nesta semana também teve o elenco do Boston Celtics avaliando (e não aprovando tanto assim) o novo perfume de Jayson Tatum para a Abercrombie & Fitch. Embora as fotos só mostrem as críticas à embalagem e a foto do companheiro, na hora eles testaram e ao menos falaram que o produto cheira bem =)


CALENDÁRIO DA SEMANA

Lá se vão quase QUATRO MESES desde que o Los Angeles Clippers assinou com Kawhi Leonard e trocou por Paul George. E sabe quando foi o primeiro treino da dupla? Nesta semana. George estava de recuperação na offseason após operar os ombros, depois voltou com a temporada em andamento num momento em que Kawhi estava sendo poupado. Some isso ao fato de que o Clippers nas últimas semanas jogou praticamente sempre em dia sim, dia não, usando os dias sem partida para viajar ou descansar. Até que estão bem entrosados para a situação…


RETORNOS DA SEMANA

O principal retorno da semana acontece nesta quarta-feira, quando Kawhi vai finalmente voltar para Toronto para receber seu anel de campeão. O Raptors já se antecipou e publicou um vídeo em homenagem ao “fun guy”:

Com menos alvoroço, claro, vimos nos últimos o retorno de Lauren Holtkamp-Sterling às quadras da NBA. Ela é árbitra na liga desde 2014, mas estava parada desde 2018, quando primeiro sofreu uma ruptura de ligamento no joelho e depois ficou grávida. No seu retorno, no jogo entre Golden State Warriors e Chicago Bulls, ela se tornou a primeira árbitra MÃE da liga!

Ah, e o papai Jonathan Sterling também é juiz. Deem uma roupa listrada pra essa criança!


MALUQUICE DA SEMANA

Na semana passada o Danilo tinha cometido o crime da THREAD, aí ele me desafiou a fazer o mesmo e eu fiz. Peço desculpas, mas ajudou bastante agora que eu não preciso explicar toda a insanidade que foi o final de jogo entre OKC Thunder e Minnesota Timberwolves, é só SEGUIR O FIO (O QUE EU ME TORNEI?!)

Curiosamente, no dia seguinte o Rockets causou polêmica de novo quando Ben McLemore seguiu em quadra mesmo com o boxscore indicando que ele tinha SEIS FALTAS. No fim das contas ele só tinha cinco faltas mesmo e a ficha do ao vivo mostrava o número errado.

Alguém tem dúvida que o Chris Paul é o cara mais chato da NBA? De um jeito muito legal e engraçado, mas meu deus como é pentelho! No jogo seguinte repetiu a dose, dessa vez dedurando e exigindo uma falta técnica no seu amigo Carmelo Anthony. Deu certo!


CELEBRAÇÃO DA SEMANA

Não é sempre que o pivô DeAndre Jordan dá assistências, mas quando acontece ele está preparado. Ele celebra agachando e pegando uma MOEDA IMAGINÁRIA do chão:

A piada é que a palavra DIME é tanto uma gíria para assistência como a palavra usada para a moedinha de 10 centavos de dólar. Então a expressão “pick up a dime” pode ser tanto “dar uma assistência” quanto “pegar uma moeda do chão”. Coisas que só quem dá 2,1 assistências por jogo iria pensar.


NBA FASHION WEEK

Esse visual DUAS CARAS com metade Damian Lillard, metade Dame Dolla é muito confuso pro meu gosto. Nota 2:


ENTREVISTA DA SEMANA

Quem mais, né? Não existe pessoa mais adorável que Boban Marjanovic em toda a NBA:


MASCOTES POWER RANKING

Os 10 pontos da semana vão para o cada vez mais inspirado Coyote, mascote do San Antonio Spurs. Ele primeiro mostra toda sua coleção de OLHOS na hora de se arrumar para o jogo, depois nos apresenta seu lado BOB ROSS como pintor:

Já os 5 pontos da semana vão para o Stuff, que se tornou um PONTEIRO HUMANO no ginásio do Orlando Magic. Quer dizer, “humano” não é a palavra certa aqui, né?

RANKING
Coyote – 35
Benny – 25
Rocky e Stuff- 15
Raptor – 10
Clutch, Bango, Boomer e Blaze – 5

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!