🔒Filtro Bola Presa #97

Mais um Filtro Bola Presa no ar para nossos assinantes! Nesta semana temos muita leitura boa sobre negócios, ressurreição de carreiras e plano de saúde de jogadores da NBA. Também mostramos torcedor ganhando raspadinhas, novatos sofrendo bullying, a verdadeira identidade de Kyle Kuzma, jogador dormindo no meio do jogo e mostramos como um texto e um podcast do Bola Presa inspiraram uma pesquisa sobre como funcionam as posições no basquete atual.


PROGRAMA DE TRANSIÇÃO DE NOVATOS DA SEMANA

A NBA organiza antes de toda temporada um programa para ajudar os novatos com sua transição para a NBA. Falam de finanças, de questões psicológicas, da pressão e de como lidar com a imprensa e as redes sociais. Mas nada prepara um jovem jogador para as responsabilidades de um solitário novato num elenco veterano! Vejam o caso de Matisse Thybulle, ala do Philadelphia 76ers que era o responsável por levar o fast food de todo mundo para o voo, mas que errou nas contas e nos pedidos:

O grupo liderado por Tobias Harris e Kyle O’Quinn ficou revoltado que ele levou míseros seis biscuits, um lanche da rede Chick-fil-A, para um grupo de VINTE pessoas! Faltou também a batata do Popeye’s, rookie! Presta atenção da próxima vez.


ARREMESSO DA SEMANA

Agora isso virou uma seção fixa no Filtro Bola Presa! Há duas semanas mostramos o torcedor do Indiana Pacers que ganhou um ano de FRANGO FRITO por acertar um arremesso do meio da quadra, depois trouxemos o caso do fã do LA Lakers que levou CEM MIL dólares pelo mesmo feito. Dessa vez foi a vez do milagre acontecer no Madison Square Garden, um raro momento de felicidade pra quem vai lá assistir o New York Knicks:

O time com maior receita da NBA, na maior e mais rica cidade dos Estados Unidos deve dar um prêmio recheado para o rapaz, certo? Deveria estar mais para fortuna do que para frango frito, concordam? Bom, é o Knicks. O rapaz ganhou MIL DÓLARES… em RASPADINHAS. Ele recebeu o direito de consumir sua unha por horas a fio na esperança fugaz de ganhar na loteria mais mequetrefe de todas.

Vale ressaltar que há uma ROLETA que define qual será o prêmio do arremesso. Com sorte poderia ter sido DEZ MIL dólares em dinheiro, um carro ou, claro, raspadinhas patrocinadas pela Loteria de Nova York. Não é difícil o bastante acertar um arremesso do meio da quadra? Precisa mesmo de uma roleta?! O Rob Perez, tuiteiro mais famoso da gringa, conversou com o cara e descobriu que ele se diz especialista em arremessos de meio da quadra e que depois de raspar todos os DUZENTOS cupons ganhou 500 dólares.


ESTATÍSTICA AVANÇADA DA SEMANA

Muitos anos atrás, em 2012, fizemos um texto chamado “As 13 posições do basquete”, onde falamos sobre um modelo estatístico criado por um cara chamado Muthu Alagappan que usou estatísticas para redefinir quais eram as posições do basquete contemporâneo. Ele foi premiado na Sloan Sports Conference pelo seu trabalho, que rendeu uma boa discussão na época. Em 2017 resolvemos resgatar o estudo para um Podcast Especial e tentamos ver o que ainda fazia sentido depois de cinco anos de muitas mudanças táticas na NBA.

Agora, no começo de 2020, foi a vez de outras pessoas resgatarem o tema para atualizá-lo. O pessoal do Layups & Threes disse que se inspirou nas nossas discussões para tirar o algoritmo do bolso, colocar novas estatísticas na jogada e achar as SETE posições do basquete atual. Eles contam tudo nesta THREAD:

O gráfico completo com os jogadores também é bem interessante, especialmente para também espiar aquelas aberrações que não ficam perto de ninguém. Estou olhando pra você, Ben Simmons!

Cluster

Legal demais ver gente aqui no Brasil criando coisas novas usando estatísticas. Ansioso para ver os futuros projetos =)

Outro estudo interessante dessa semana veio do Nylon Calculus, que mostrou da onde partem as assistências para arremessos de 3 pontos de LeBron James, Rajon Rondo, Fred VanVleet e Kyle Lowry. É interessante ver como os passes de LeBron e VanVleet saem de muito perto da cesta, enquanto Lowry e Rondo dão seus passes da cabeça do garrafão, sem ir tão fundo nas suas infiltrações:

Bolas de 3


NEGÓCIOS AVANÇADOS DA SEMANA

A Forbes revelou nesta semana uma inédita parceria de negócios entre os rivais Miami Heat e Milwaukee Bucks. Nos últimos anos o Heat desenvolveu internamente uma plataforma para controlar, em tempo real, dados sobre as operações de seu ginásio em dias de jogos. O sistema junta informações de ingressos, venda de comidas e bebidas, por onde cada torcedor entra na arena e a processa tudo em alta velocidade. Segundo o Heat, “a análise é tão precisa que a equipe tem conseguido prever o público de cada jogo em casa de maneira precisa desde antes da temporada começar”.

A plataforma tem sido usada para questões do dia-a-dia, como reorganizar funcionários para lidar com um público que costuma chegar com o jogo em andamento, até para definir preços de ingresso. O sucesso e o lucro trazido pela ferramenta chamou a atenção do Milwaukee Bucks, que vai usar o mesmo sistema para controlar as operações de seu novíssimo ginásio.


DICAS DE LEITURA


BESTA ENJAULADA COM ÓDIO DA SEMANA

Em um de seus piores jogos na temporada, justo contra seu ídolo LeBron James, Luka Doncic estava errando passes, tijolando bolas de 3 e desperdiçando até lances-livres. Depois de um deles, aliás, perdeu o controle e maior estilo Darko Milicic RASGOU a própria camiseta. Ele sabe quanto custa uma dessas?!

O engraçado é que parece que ele queria muito rasgar, mas se assustou e se envergonhou quando conseguiu. Um fofo!

Outro nervosinho é Carmelo Anthony, que adora desferir palavrões e PALAVRAS DE ORDEM toda vez que salta para pegar um rebote. E é claro que já existe um vídeo na internet compilando inúmeras vezes que os microfones pegaram ele no flagra:


NBA FASHION WEEK

Nem só de camisas rasgadas vivem as roupas dos jogadores da NBA. Entre os muitos destaques da semana, meu favorito é OG Anunoby, que usou uma camiseta com a foto do game-winner de LeBron James sobre o próprio ala nos Playoffs de 2018. É engraçado como ganhar um título faz todos os traumas do passado virarem uma mera jornada do herói:

No campo das estampas estilosas, Dwight Howard chegou ao jogo do Los Angeles Lakers homenageando o ídolo cult Alex Caruso: “Carushow”

Uma importante investigação do Twitter descobriu uma verdade que ELES não queriam que a gente descobrisse: a partir da moda conseguiram desvendar que Kyle Kuzma é, na verdade, a cantora Billie Ellish:


NÚMEROS DA SEMANA

Já ouviu falar em cripple-doubles? É uma expressão maldosa que junta o nosso conhecido double-double (conseguir dois dígitos em duas categorias diferentes) com a palavra cripple, que quer dizer “aleijado”. Ela é usada quando um jogador consegue dois dígitos em qualquer fundamento e também em TURNOVERS. Um jogo de 20 pontos e 10 desperdícios de bola, portanto, é um cripple-double.

O StatMuse nos informa que o Houston Rockets possuiu a maior concentração de cripple-doubles de toda a NBA! Os dois líderes do desastre desde 1984 são James Harden e Russell Westbrook, cada um com sete desses na carreira. Nenhum outro jogador tem mais de TRÊS =0

Em um dos recordes mais INESPERADOS da temporada, o armador Shai Gilgeous-Alexander se tornou o jogador mais jovem da história da NBA a conseguir um triple-double com VINTE REBOTES, superando nada menos que Shaquille O’Neal. O ponto é que Shai tem 1,96m de altura, como ele sai por aí pegando 20 rebotes numa partida?! Da onde veio isso?!

Na semana passada revelamos que o Utah Jazz tinha 12 vitórias e só UMA derrota desde que Donovan Mitchell trocou sua imagem de perfil nas redes sociais para uma imagem do Baby Yoda. O Jazz segue invicto desde então e trazemos mais um número fora de série do time no período: desde o começo de DEZEMBRO 111 jogadores já tentaram ao menos 75 bolas de 3 pontos na NBA. O líder em aproveitamento deles é Joe Ingles, com absurdos 52,8% de acerto! O segundo colocado está muito atrás, com 46,8%:

Por fim, interessante esse número pescado pelo John Schuhmann com os jogadores mais melhoraram no aproveitamento de 3 pontos em comparação com a temporada passada. George Hill deu um salto impensável de 31% para 51% de acerto, liderando com folga a lista. Atrás vem Devonte’ Graham, forte candidato a jogador que mais evoluiu no ano, que foi de péssimos 28% para 38%, já alguns pontos percentuais acima da média da liga. A lista ainda tem os dois irmãos Morris, Giannis Antetokounmpo e até JJ Redick, que já era bom com 39% e agora está com 46%:

Recordes contra o New York Knicks valem ou a gente deixa quieto? Porque essa semana Giannis Antetokoumpo se tornou o primeiro jogador desde 1982 a conseguir ao menos 37 pontos e 9 rebotes numa partida em que jogou apenas VINTE E UM MINUTOS! Coisa de profissional enfrentando amador:


O QUE QUE TÁ ACONTECENDO AQUI DA SEMANA

O que está acontecendo aqui?


JOGADA BOLA PRESA DA SEMANA

Poderíamos ainda estar na seção “O QUE QUE TÁ ACONTECENDO AQUI DA SEMANA”, porque eu não entendi bulhufas do que o Russell Westbrook pretendia nessa freada que deu no contra-ataque:

Posso dizer com orgulho que pelo menos uma coisa em comum eu tenho com Zion Williamson: ambos já dormimos no local de trabalho.


PARÇAS DA SEMANA

Na semana passada contamos com Kevin Love estava deixando suas emoções falarem mais alto e que ele não estava disfarçando as frustrações dentro de quadra. Temos um exemplo aqui de como ele está se controlando bem mais. Ou quase isso… vejam como ele se segura para não PULAR DA CADEIRA quando seu companheiro Matthew Dellavedova é engolido numa enterrada de Gary Harris:

O ala do Cavs foi muito mais parça com seu ex-companheiro LeBron James. Não é incrível como esses caras ainda lembram de cumprimentos personalizados depois de tantos anos? São gênios além do basquete:

Agora assistente de desenvolvimento de jogadores do Brooklyn Nets, nosso Tiago Splitter contou no Twitter a história da sua relação com Vince Carter: “Tinha um pôster de Vince Carter no meu quarto. Depois joguei contra ele. Agora sou técnico contra ele e ele ainda está jogando!”

E falando em velharia, muito legal ver a empolgação do Evan Fournier ao conhecer a ARCO Arena, antigo ginásio do Sacramento Kings que o Orlando Magic usou para treinar nesta semana. O ala francês era criança quando o Kings era um dos times mais legais de toda a NBA e o seu ginásio era conhecido por ser o mais animado e barulhento de toda a liga:


FOFURA DA SEMANA

Durante o jogo contra o San Antonio Spurs, antes de seu Toronto Raptors tomar uma baita duma virada, Kyle Lowry caiu na primeira fileira atrás da cesta de ataque. Mas ao invés de só atropelar uns fotógrafos e seguir em frente como de costume, ele achou lá no meio também o SEU FILHO. Aproveitou para dar uma bitoca fofa antes de voltar para o jogo:

Para competir com a fofura das crianças só usando cachorrinhos. Foi o que o Memphis Grizzlies fez:


FOTO DA SEMANA

Um torcedor do New York Knicks vê o dono James Dolan, o presidente de operações Steve Mills e o General Manager Scott Perry no Madison Square Garden e pede uma foto. Aqui está o resultado:


RANCOR DA SEMANA

Lembram quando Chris Paul apelou para o livro de regras e dedurou a camisa fora do calção de Jordan Bell para ganhar um lance-livre de falta técnica no fim do jogo? O Minnesota Timberwolves não esqueceu. Ao reencontrar o armador nesta semana, a conta oficial do time no Twitter postou fotos do armador com a camisa solta e disse que dessa vez não teve marcação de “delay of game”…


MULTA DA SEMANA

Derrick Rose foi multado em VINTE E CINCO MIL DÓLARES por… atirar uma CANETA na torcida. É isso.


REVOLUÇÃO DA SEMANA

A WNBA anunciou nesta semana um novo acordo trabalhista entre a liga e as jogadoras. O novo contrato aumenta o salário máximo da liga para 500 mil dólares por temporada, eleva o salário médio da liga para 130 mil dólares anuais e ainda traz benefícios como viagens mais confortáveis nos voos entre as partidas, quartos individuais para cada jogadora nos hotéis, salário completo durante a licença maternidade, programa de planejamento familiar, uma Copa de meio de temporada com prêmios paras as jogadoras e um programa de carreira dentro do basquete e da liga para jogadoras aposentadas.


FRASES DA SEMANA

Outra semana, outro jogo de TJ McConnell contra seu ex-time. E dessa vez enfiaram um MICROFONE no jogador para capturar seu trash talk com os ex-companheiros: teve brincadeira com a falta técnica sofrida pelo técnico Brett Brown, críticas duras ao tênis verde de Furkan Korkmaz e até elogio ao desempenho do Washington Redskins de Mike Scott na NFL:

Muito menos simpático foi o novato Ja Morant, que não ficou feliz com a ~falta de respeito~ de James Harden ao não contestar o arremesso dele de longa distância. O armador acertou o chute e gritou “fale pra esse filho da p*$# sobre mim”:


EFEITO VANVLEET DA SEMANA

Lembram de Fred VanVleet se tornando o novo Ray Allen depois que seu filho nasceu no meio dos Playoffs do ano passado? O beneficiário agora é Lou Williams, que não estava tendo a temporada mais inspirada de todas mas que agora marcou mais de 20 pontos nos cinco jogos seguintes ao nascimento do pequeno. E sabe qual o nome do herdeiro do tricampeão do troféu de SEXTO homem da temporada? Syx.


MASCOTES POWER RANKING

Os 10 pontos da semana vão para Slamson, o leãozinho do Sacramento Kings que topou entrar na brincadeira pré-jogo do Milwaukee Bucks e se tornou a mais nova vítima da rotina de luta-livre do líder do Leste. Sempre admiro o espírito brincalhão das pelúcias que não ligam de interagir com os adversários do dia:

Os 5 pontos da semana vão para o Jazz Bear, que fez uma festa de aniversário na última semana, convidou vários mascotes, levou bebês para passear em carrinhos. Até vou perdoar a música de tutorial de YouTube dessa vez:

RANKING
Coyote – 35
Stuff – 30
Benny – 25
Rocky, Jazz Bear e Bango- 15
Raptor, Clutch, Slamson e Crunch – 10
Bango, Burnie, Boomer e Blaze – 5

BÔNUS: Conheça Madori-kun, o mascote de uma IMOBILIÁRIA do Japão que é um lutador com cabeça de planta de apartamento.

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!