Guia para o Trade Deadline

O dia est√° chegando! A pr√≥xima quinta-feira (7) √© o √ļltimo dia para trocas nesta temporada da NBA. Depois disso alguns times ainda podem ca√ßar jogadores na Liga de Desenvolvimento ou pescar atletas dispensados, mas dificilmente algo grandioso sai da√≠. Por isso que todas as franquias que ambicionam melhorar antes dos Playoffs ou se livrar de contratos que possam atrapalhar seus planos para a pr√≥xima temporada tentam agir AGORA.

Trocas podem sair a qualquer momento, algumas at√© j√° rolaram: O NY Knicks mandou Kristaps Porzingis para o Dallas Mavericks e, em uma troca menor, o Cleveland Cavaliers mandou Rodney Hood para o Portland Trail Blazers. Mas o grosso da coisa geralmente fica para o √ļltimo dia, uma estrat√©gia das equipes para analisarem todas as ofertas poss√≠veis e tirar o m√°ximo das equipes que est√£o desesperadas por um neg√≥cio. Vamos dar uma olhada em quem s√£o esses times que est√£o oferecendo e buscando jogadores?


Times que querem se mexer

O Topo do Leste

O primeiro grupo dos que querem se mexer são times que estão bem na tabela mas sabem que precisam de algo a mais para dar um passo além. O Toronto Raptors e o Milwaukee Bucks estão lá ao lado de Philadelphia 76ers e Boston Celtics no topo do Leste, e qualquer vantagem extra pode ser decisiva quando chegarem os Playoffs. O Toronto Raptors está em modo ataque total porque o Kawhi Leonard pode ir embora ao fim desta temporada e como vimos no caso de DeMar DeRozan, eles não têm medo de mexer no que está dando certo. Dizem na imprensa dos EUA que eles devem oferecer Pascal Siakam, Jonas Valanciuans, OG Anunoby e ao menos duas escolhas de Draft para tentar Anthony Davis. Difícil imaginar essa sendo a melhor troca que o New Orleans Pelicans irá receber, mas eles estão na briga. Talvez uma parte desse pacote também possa ser enviado para conseguir outro jogador, Trade Deadline que se preza sempre tem as trocas que ninguém nunca especulou.

O Milwaukee Bucks n√£o tem a mesma pressa, mas pode perder Khris Middleton em breve e o time deu a entender que est√° em busca de algo a mais. A franquia entrou na lista de Anthony Davis de “times onde toparia assinar uma extens√£o de contrato” e se mostrou disposta a negociar, mas falta material. Sem grandes jovens jogadores ou valiosas escolhas de Draft na m√£o fica dif√≠cil fazer uma troca dessa magnitude, mas a imprensa americana diz que h√° muita conversa para alguma mudan√ßa de maior ou menor porte nos pr√≥ximos dias. Thon Maker j√° pediu uma negocia√ß√£o por ter pedido espa√ßo na rota√ß√£o para DJ Wilson, ser√° que algum time da NBA oferece algo de bom no magricela?

O miolo do Oeste

Acho que do Los Angeles Lakers voc√™s j√° devem estar cansados de ler, n√£o? As √ļltimas not√≠cias d√£o que Magic Johnson e Rob Pelinka est√£o de conversa com Dell Demps, do New Orleans Pelicans, e que praticamente todas a pirralhada do time (Ingram, Kuzma, Ball, Zubac) est√° dispon√≠vel em uma troca por Anthony Davis. Ao que tudo indica tem gente dentro do Pelicans satisfeita com a oferta do Lakers porque ela d√° tudo o que eles procuram: jovens jogadores, escolhas de Draft e a chance de mandar, al√©m do Monocelha, um contrato caro que eles n√£o querem mais (provavelmente Solomon Hill). Outro grupo dentro da franquia, por√©m, ainda quer esperar at√© Julho, quando o Boston Celtics pode entrar na briga por Davis e oferecer o sonhado Jayson Tatum. Os pr√≥ximos dias v√£o ser de xaveco do Lakers e de muita conversa no Pelicans. Outro rumor envolvendo o Lakers √© bizarro: uma troca envolvendo Kentavious Caldwell-Pope por Jabari Parker. Por que? Pra que?

O Portland Trail Blazers √© aquele mesmo time todo ano que sabemos o que esperar, suas qualidades e suas limita√ß√Ķes. Duvido que a cara da equipe mude muito e n√£o sou dos que acha que eles trocariam CJ McCollum sem receber algu√©m muito especial no lugar, mas tudo indica que eles querem refor√ßos para o banco e at√© para a ala. J√° buscaram Rodney Hood na semana passada e ir√£o atr√°s de qualquer coisa que seja uma melhora sobre Moe Harkless. Na semana passada falavam de um neg√≥cio com o Atlanta Hawks por Taurean Prince, mas parece que estava mais caro do que o que o Blazers queria pagar. Otto Porter, do Wizards, √© uma possibilidade, mas precisaria de muito sal√°rio indo de volta para Washington para a conta bater.

Embora seja divertido ver James Harden ganhar jogos sozinhos, todo mundo sabe que n√£o d√° pra ganhar um campeonato inteiro assim. O Houston Rockets sabe disso e tem no√ß√£o de que o time precisa melhorar. Em diversas entrevistas, o General Manager Daryl Morey j√° falou abertamente de como o objetivo do time √© aproveitar ao m√°ximo a melhor fase da carreira de Harden e que n√£o h√° problema em sacrificar o futuro do time por isso. Em outras palavras, ningu√©m est√° a salvo, tudo √© negoci√°vel e estamos falando de uma equipe que raramente passa muito tempo sem uma grande negocia√ß√£o. N√£o sabemos ao certo quem o Rockets tem na mira, mas ficaria surpreso se no dia 8 o elenco for exatamente o mesmo. Pelos √ļltimos rumores eles est√£o no telefone tentando tirar Wesley Matthews do NY Knicks. O time tamb√©m est√° tentando se livrar do contrato de Brandon Knight, possivelmente para liberar espa√ßo salarial que facilite outra troca j√° engatilhada.

Por fim, o Utah Jazz é mais um do miolo do Oeste desesperado por melhorar. Embora o time tenha subido desde o começo de Janeiro (exatamente como no ano passado), a sensação é que eles poderiam ser melhores. E poderiam mesmo: Ricky Rubio e Derrick Favors, peças importantes no time do ano passado, não estão rendendo da mesma forma. O armador espanhol está especialmente apagado e Donovan Mitchell até já reclamou educadamente de como às vezes sente que precisa fazer demais na criação das jogadas do time. A notícia que corre seria de uma troca envolvendo Rubio por Mike Conley, do Memphis Grizzlies, mas é um daqueles negócios que faz tanto sentido que acaba nunca acontecendo.

√Č estranho que Rubio e Favors estejam mal por que ambos precisam assinar novos contratos ao fim desta temporada. Geralmente jogadores atuam melhor no tal “ano de contrato” j√° que h√° a motiva√ß√£o extra de mostrar que merecem uma bolada de dinheiro. Nesse caso, os jogadores seriam atraentes para Memphis ou outro time por serem contratos expirantes. O Grizzlies, neste exemplo, se livraria do compromisso milion√°rio e de muitos anos com Conley em troca de pagar s√≥ alguns meses de Rubio e/ou Favors. O Jazz, por√©m, precisa de um plano B: Detroit Pistons e outros times tamb√©m brigam por Conley e talvez o time precise buscar um nome menos pomposo para ajudar Mitchell a deslanchar o ataque do Jazz. Um nome comentado na √ļltima semana foi o de Nikola Mirotic, do desmanche do Pelicans.


Times que precisam se mexer

J√° falamos de Mike Conley, mas o Memphis Grizzlies tamb√©m pode trocar Marc Gasol a qualquer momento. O time come√ßou bem a temporada, mas logo perdeu f√īlego e ningu√©m mais acredita que esse elenco possa render muito mais no futuro pr√≥ximo. Ao que tudo indica a franquia j√° admite que trocar os grandes nomes da sua HIST√ďRIA seja o melhor caminho. Eles v√£o trocar Conley e Gasol j√°? N√£o precisam, d√° pra esperar a offseason e ver a nova cara da NBA e at√© tentar faturar em cima de times que n√£o conseguiram assinar Free Agents importantes, mas se a oferta certa chegar agora, por que n√£o?

O New Orleans Pelicans n√£o precisa trocar Anthony Davis agora, mas precisa se mexer se quiser acelerar a sua reconstru√ß√£o p√≥s-Monocelha. O ala Nikola Mirotic est√° no √ļltimo ano de contrato e certamente vai embora como Free Agent se um time mais forte oferecer contrato decente. O time tamb√©m pode pensar em negociar Julius Randle, que tem uma Player Option ao fim da temporada. Isso quer dizer que ele pode optar por mais um ano de contrato ganhando 9 milh√Ķes de d√≥lares, ou pode optar por sair e se tornar um Free Agent. Ser√° que o ala prefere ficar e voltar a jogar com seus antigos amigos de Los Angeles ou busca um contrato maior em outro lugar? O Pelicans pode tentar faturar algo antes dele ir embora. Times citados acima, desesperados por uma melhora imediata podem abrir m√£o de alguma escolha de Draft pelo jogador.

E por mais que Bradley Beal diga que a volta por cima come√ßou, o Washington Wizards ainda √© aquela confus√£o de sempre e s√≥ vai piorar no ano que vem quando John Wall voltar. √Č outro time que precisa chacoalhar as coisas e ao que tudo indica isso deve come√ßar com Otto Porter. O time mira equipes com teto salarial sobrando para pegar os √ļltimos dois anos do inflad√≠ssimo contrato do ala. Nos rumores dizem que Blazers e Sacramento Kings, um dos poucos times com espa√ßo salarial sobrando ainda neste ano, est√£o interessados.


Vuc

Times que podem se mexer com a oferta certa

O Orlando Magic vive um dos dilemas mais interessantes dessa data-limite de trocas. Por um lado o time está ainda perto dos Playoffs em uma embolada briga do Leste; por outro, é uma briga simbólica entre times fracos em uma conferência que não tem muito que preste além do Top 5.  Em outras palavras, vale sacrificar boas oportunidades de negócio pela esperança de TALVEZ conseguir uma vaguinha nos Playoffs?

Conseguir essa vaga seria interessante para um time que caiu no ostracismo desde a sa√≠da de Dwight Howard, uma prova de que finalmente as coisas est√£o indo para a frente. Mas para isso eles precisam de Nikola Vucevic e Terrence Ross, cujos contratos acabam ao fim desta temporada. O que impede ambos de sa√≠rem em busca de algo melhor? Vucevic agora √© um All-Star no auge da forma, com 28 anos e que nunca jogou num time decente. Ross √© um arremessador de 3 pontos em pleno 2019. Ambos devem receber boas propostas e ficar no Magic, mesmo que classificado para os Playoffs, n√£o √© l√° muito excitante. Uma maneira de segurar os dois √© abrir cofre, mas a√≠ vem outra parte do dilema: vale a pena pagar caro para manter esse time mais ou menos? E ainda tem Mo Bamba, grande aposta do time para o futuro e que joga pouco porque disputa minutos de piv√ī com Vucevic.

Por fim ainda existem os contratos mais longos de Evan Fournier e Aaron Gordon, que podem ajudar imediatamente times mais desesperados. O contrato de Gordon √© especialmente sedutor, j√° que vai contra os padr√Ķes da NBA e fica MAIS BARATO ao longo dos anos. Se o Magic acha que Jonathan Isaac √© o ala deles do futuro, Gordon pode render uma troca desde j√°.

O LA Clippers tamb√©m vive dilema interessante. O time briga por vaga nos Playoffs do Oeste e tem um time forte, mas boa parte da sua flexibilidade na pr√≥xima offseason se deve ao n√ļmero gigante de contratos prestes a acabar: Tobias Harris, Marcin Gortat, Boban Marjanovic, Milos Teodosic, Patrick Beverley e Luc Mbah a Moute s√£o expirantes. Trocar um ou v√°rios deles agora pode significar mais escolhas de Draft futuras ou at√© jovens jogadores, mas a√≠ eles perdem poder de fogo nesta temporada e at√© a chance de renovar com esses mesmos jogadores. H√° tamb√©m o fator Lou Williams, trocado no meio das duas √ļltimas temporadas, e que facilmente renderia ao menos uma escolha de Draft para o Clippers ao mesmo tempo em que limparia ainda mais 8 milh√Ķes de d√≥lares da folha salarial do ano que vem. A economia pode facilitar uma contrata√ß√£o cara no ano que vem, mas pode n√£o mudar nada e ainda custar muitas vit√≥rias nesta temporada. Meu palpite √© que o time n√£o se mexe, mas propostas n√£o devem faltar.

A les√£o de Victor Oladipo mudou completamente a temporada do Indiana Pacers. As ambi√ß√Ķes d√£o muitos passos para tr√°s no curto prazo, mas no longo ainda h√° a necessidade de melhorar o time. Quem dos expirantes Darren Collison, Thaddeus Young, Bojan Bogdanovic e Cory Joseph o time quer manter ap√≥s 2018-19? Se algum n√£o est√° nos planos, seja por talento ou pre√ßo, a hora de ser negociado √© agora.

O Philadelphia 76ers sumiu das especula√ß√Ķes de troca desde que fizeram seu grande neg√≥cio para trazer Jimmy Butler, mas ainda tem uma pe√ßa sobrando l√°: Markelle Fultz. Mais misteriosa que sua les√£o √© a lista de times que a essa altura do campeonato dariam alguma coisa pelo jovem armador, mas √© bem poss√≠vel que algum queira arriscar pelo cara que h√° menos de 2 anos era considerado o mais promissor jovem do planeta.

No campo dos vendedores, o Atlanta Hawks está aí para quem quiser pegar. Ao que tudo indica, pelo preço certo o time não pensaria duas vezes antes de mandar os expirantes Alex Len e Dewayne Dedmon. Também estão no mercado Kent Bazemore, que tem mais um ano de contrato, e até o jovem Taurean Prince. Por que eles iriam trocar um cara ainda muito jovem, barato e que está fazendo 14 pontos por jogo? Não sei, mas as notícias dizem que ninguém além dos novatos Trae Young e Kevin Huerter é intocável.


Este texto ajuda vocês, amigos internautas, a ficarem por dentro do que se tem especulado por aí sobre essa data-limite das trocas da NBA. Mas para quem acompanha há pouco tempo, devo avisar que o mais legal desse dia é que mesmo com muita informação sempre somos pegos de surpresa. Às vezes é um negócio que veio do nada, às vezes a troca mais óbvia não aconteceu e até mesmo acontece de mil equipes DESEJAREM fazer negócios e mesmo assim o dia é morno porque ninguém concorda em nada. Na sexta-feira tudo muda ou tudo fica igual. Vamos atualizar o Twitter loucamente para saber o que acontece.

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como s√£o os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conte√ļdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conte√ļdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bol√Ķes + V√≠deo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conte√ļdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conte√ļdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bol√Ķes + V√≠deo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Voc√™ pode pagar com cart√£o de cr√©dito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou dep√≥sito banc√°rio. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conte√ļdo exclusivo.

D√öVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine j√°!