League Pass

>

League Pass, o Cálice Sagrado do basquete

Na temporada passada, nossa segunda utilizando o League Pass diariamente, escrevemos uma resenha sobre seu funcionamento. Para quem não conhece, o League Pass é um serviço por assinatura que permite assistir pela internet a todos os jogos da temporada da NBA. Nem precisa dizer que achamos o serviço fantástico, mas na temporada passada existiam várias versões do produto (uma mais simples e uma mais cara, e cada uma delas com ou sem playoffs) e foi necessário explicar as diferenças dos pacotes. Agora, para desespero de alguns que queriam pagar mais barato, os pacotes foram unificados – há apenas a opção nova de assistir aos jogos de apenas um time, se você quiser. Vamos explicar então exatamente como esse pacote fodão disponível funciona, quais são as vantagens e os valores, pra todo mundo assinar e ser feliz para sempre. Ao fim do post, ensinamos também a assinar o serviço gratuitamente até o dia 9 de janeiro, para testar e ficar com água na boca.

League Pass (completo)
Preço: 160 dólares (300 reais)
Preço parcelado: 5 vezes sem juros de 32 dólares (60 reais)

Pagando esse valor uma única vez (ou parcelado em 5 vezes), você tem acesso a todos os jogos dessa temporada da NBA, ao All-Star Game e aos playoffs inteiros. Mas quando queremos dizer que você tem acesso a todos os jogos, queremos dizer todos os jogos mesmo. Isso porque o League Pass é uma fantástica ferramenta mística capaz de moldar o espaço-tempo. Todos os jogos ficam disponíveis para serem vistos quando você quiser a partir do segundo em que começam. Então se você passou uma semana sem poder acompanhar a NBA e quer ver um jogo que aconteceu semana passada, pode assistir normalmente. Mês passado? Tranquilo. Mas o mais legal é que se você chegar 15 minutos atrasado para um jogo que queria ver, pode acompanhá-lo do começo! Fiz isso centenas de vezes na temporada passada, chegava em casa com jogos já começados, assistia do começo mas avançava o jogo na hora dos intervalos para cortá-los, alcançando rapidamente a transmissão ao vivo. Mas e se você chegou atrasado e está vendo um jogo do começo, mas aí vê no nosso Twitter que o final está emocionante e você quer acompanhar esse final ao vivo? Basta apertar um botão (“Live”) e o League Pass te coloca a transmissão ao vivo. Se quiser voltar para o ponto no passado em que você assistia, basta arrastar uma barra de tempo (daquelas que estamos acostumados em vídeos do YouTube) para o ponto em que você quiser.

Aliás, essa barra de tempo abaixo do jogo é um espetáculo à parte. Nela é possível ver pequenos ícones indicando todos os eventos que aconteceram na partida: assistências, enterradas, cestas de 3 pontos, rebotes, etc, tudo com o rosto do jogador que efetuou o lance. Quer ver apenas as enterradas do Blake Griffin em um jogo antigo? Basta abrir o jogo, escolher para ver apenas as enterradas do Clippers num menu, e aí passar o mouse pela barra de tempo esperando a cara do Blake Griffin aparecer. Ao clicar nela, o League Pass te manda para aquele lance imediatamente.

O League Pass é a ferramente de liberdade absoluta. Para nós, que sofremos com o fuso-horário, pode ser meio complicado ficar acordado a madrugada inteira esperando um jogo começar, ou então ter que correr para casa porque algum jogo vai começar mais cedo. Mas agora é possível ver o jogo que você quiser na hora que você quiser, sem problemas. Existem opções no próprio League Pass para que você acompanhe com o jogo que assiste as estatísticas da partida, o boxscore, e a barra de tempo que indica tudo que aconteceu no jogo até então. Mas se você está vendo um jogo velho e não quer nenhum tipo de informação que te dede o resultado, basta desligar a barra temporal e não utilizar as estatísticas. Você estará livre para ver o jogo que quiser, quando quiser, e fingir que está vendo ao vivo sem saber quem ganhou.

Para quem não conseguiu ver algum jogo que queria mas não tem tempo de vê-lo inteiro, é possível usar a barra temporal para pular pedaços que você não quer, usar o botão de “avançar” (que avança 10 segundos o jogo) para cortar lances livres, pular os intervalos comerciais e toda a enrolação de uma partida comum. Se mesmo assim você não tiver tempo, o League Pass te oferece um resumo de cerca de 5 minutos de cada jogo acontecido no dia anterior. Na temporada passada esse resumo às vezes era ótimo e às vezes parecia ter sido feito por um computador, escolhendo como melhores momentos erros de contra-ataque, tempos técnicos e cobranças de lateral, mas quando funciona é uma bela ajuda para quem tem pouco tempo.

E para quem não está interessado em moldar o tempo, assistindo aos jogos quando bem entender, é possível moldar o espaço: o League Pass deixa você estar em até quatro lugares ao mesmo tempo. Vendo jogos ao vivo, isso é espetacular. Numa barra no alto da tela, é possível ver os placares de todos os jogos que estão acontecendo em tempo real. Algum jogo interessou? Basta clicar no placar e arrastá-lo para a área em que você assiste aos jogos, e ele começa a passar imediatamente. Mas é possível fazer isso com até 4 jogos ao mesmo tempo! Muita gente diz que não consegue ver 4 partidas ao mesmo tempo, que isso é ridículo e que não serve pra nada, que é frescura. Mas funciona diferente do que se pensa: você pode escolher um dos 4 jogos para ser o “principal”, você vai ouvir o som dele e pode com um clique pedir para que ele tome a tela inteira. Mas assim que esse jogo for para o intervalo, você pode espiar os outros 3 jogos na sua tela para ver se algo interessante acontece em algum deles, e aí basta um clique para que esse jogo passe a ser o principal. Mas você continua acompanhando com o canto do olho o jogo mais importante para ver quando exatamente ele volta do comercial. Para quem é fã de NBA, isso permite que você assista a todos os finais disputados de partidas – não ao mesmo tempo, claro, mas poder ver 4 jogos ao mesmo tempo é o que te permite ficar de olho em qual jogo está ficando disputado para que você escolha ele como principal e veja em tela cheia se quiser.

Para acompanhar ao vivo, é perfeito porque você tem à disposição estatísticas, boxscore, os placares de todos os jogos, pode voltar o jogo para rever algum lance legal, e pode ver 4 jogos ao mesmo tempo para ter certeza de acompanhar como jogo principal aquele que estiver mais interessante. Para quem não vai ver jogos ao vivo, é perfeito porque você pode ver os jogos quando quiser, fica livre de ter que seguir os horários do mundo e corta os pedaços de jogo que não interessam. E para quem se dedica à NBA, tem blog, quer analisar os jogos, é ferramenta fundamental porque te permite encontrar os lances de algum jogador específico, pausar, tirar printscreen, e mandar o espaço-tempo à merda!

O pacote ainda permite que você assista aos jogos no seu celular ou tablet favorito através de qualquer conexão com a internet. Não sabemos ainda a qualidade do serviço, como funciona com o 3G nacional, mas assim que o Denis testar no brinquedinho modernex dele, atualizará esse post com todas as informações.


Team Pass (pacote para apenas um time)
Preço: 120 dólares (220 reais)


O pacote é idêntico ao anterior, mas você pode assistir apenas aos jogos de um time específico, à sua escolha quando assina o pacote. Esse é para quem quer ver só jogos do seu Lakers, do seu Houston, ou que é muito alternativo e quer ver apenas o Bucks. É legal para quem é muito fã e não se interessa muito pelo resto da liga, mas pelo preço vale bem mais a pena comprar a liga inteira com todos os times e se divertir com alguns jogos do Clippers só porque você merece ver o Blake Griffin enterrando!

O que é preciso para o League Pass funcionar

Hoje em dia, qualquer computador consegue rodar o League Pass numa boa, sem maiores problemas. A transmissão só depende mesmo é da qualidade da internet. Nos nossos testes, internet de 1MB já é o bastante para ver os jogos sem nenhuma travada e com qualidade superior à maioria dos links “genéricos” espalhados pela internet. Caso a velocidade da internet varie muito, ao invés do jogo travar o que acontece é a queda da qualidade da imagem, então o jogo pode ficar um pouco borrado mas você garante que terá o mínimo de travamentos possíveis. Com internet de 3MB (mesmo a minha, que é compartilhada com cerca de uma dezena de usuários), é possível assistir aos jogos quase sempre em qualidade HD, que é a máxima disponível. Quando tem mais gente usando a internet, ou estou vendo 4 jogos ao mesmo tempo, a qualidade da imagem cai um pouco mas nunca vira aqueles quadros do Monet como nos links genéricos. Um jogo de cada vez, com uma internet de 3MB ou mais só pra você, dá pra ter quase certeza de que os jogos estarão em qualidade HD – especialmente se você tiver uma televisão adequada para ligar no seu computador com um cabo HDMI, que é o que eu faço por aqui.

Como faço pra usar de graça?

O League Pass está disponível de graça do dia 25 de dezembro até o dia 9 de janeiro para quem quiser testar. Isso significa que você pode ver a lendária rodada de Natal na mamata mesmo se não puder bancar os pacotes. Como fazer? É simples, jovem padawan:

1. Clique aqui para ir para o site do League Pass.
2. Clique então na faixa vermelha no meio da tela, que berra “Free Preview”.
3. Preencha um rápido cadastro ou então use o seu cadastro antigo se você alguma vez já assinou o serviço.
4. Ganhe acesso instantâneo ao League Pass. Mesmo se você decidir comprar, o seu cartão é aceito na hora se tiver crédito (não leva nem 1 minuto) e você tem acesso imediato aos jogos que estiverem acontecendo ou já tiverem acontecido.

É tudo rápido, fácil, e mesmo que pareça caro a primeira vista (300 reais é salgado para qualquer um), lembrem-se que dá pra dividir em 5 vezes sem juros, e que vale para a temporada inteira – playoffs inclusos! É tanto basquete que você vai ter uma overdose, babar, seus olhos vão pular das órbitas e você vai acabar sofrendo um aneurisma. E quer saber? Vai ser o aneurisma mais feliz da sua vida!

Abaixo, os jogos da rodada de Natal com os horários no Brasil pra todo mundo testar o League Pass e nos dizer o que achou:

15h: Celtics e Knicks
17h30: Heat e Mavs
20h: Bulls e Lakers
23h: Magic e Thunder
1h30: Clippers e Warriors

E quem não ficar acordado até uma e meia da madrugada para ver o novo Clippers é a mulher do padre!

Torcedor do Rockets e apreciador de basquete videogamístico.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como são os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conteúdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bolões + Vídeo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Você pode pagar com cartão de crédito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou depósito bancário. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conteúdo exclusivo.

DÚVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine já!