O que rever no League Pass nesta semana

Na semana passada a NBA liberou o League Pass de graça para todos nós termos alguma coisinha a mais para fazer nessas incontáveis horas que temos que passar em casa para o bem geral da humanidade. Para quem não conhece, é a hora de se apaixonar: além da chance de ver TODOS os jogos ao vivo, o League Pass nos deixa ver todas as partidas passadas desta temporada na íntegra e ainda cortando intervalos comerciais.

Embora a gente n√£o saiba ainda ao certo se a temporada 2019-20 da NBA vai ter fim ou como ele ser√°, j√° tivemos muitas grandes partidas desde outubro do ano passado at√© a semana retrasada e vamos lembrar aqui de algumas que merecem aten√ß√£o. Hoje separei cinco jogos para rever nesta semana e na pr√≥xima segunda-feira fa√ßo outra lista com sugest√Ķes para a semana que vem, combinado? A lista, claro, n√£o √© definitiva e nem est√° em uma ordem de prefer√™ncia. S√£o s√≥ grandes jogos para ver nas pr√≥ximas¬† semanas e com dicas do que se observar.


LeBronLuka

SEGUNDA-FEIRA – O duelo dos passadores
LA Lakers x Dallas Mavericks (1¬ļ de Novembro de 2019)

Ainda era come√ßo de temporada e j√° est√°vamos impressionados com o que Luka Doncic estava fazendo. Lembra dele espetacular como novato em 2018-19? Estava ainda melhor. Sabe a proje√ß√£o futura dele ser um dos melhores jogadores da NBA? Chegou mais r√°pido do que a gente pensava. Aqui o seu Dallas Mavericks recebia o Los Angeles Lakers, que vinha em um come√ßo arrasador de temporada regular. O time completamente reformado, que nada lembrava o da temporada passada, mas tinha se entrosado bem r√°pido e j√° colecionava vit√≥rias contra qualquer time forte que n√£o se chamava LA Clippers. Era a hora de visitar o Mavs e ver se Luka conseguia roubar um pouco do protagonismo do seu √≠dolo de inf√Ęncia.

O que vimos foi um show dos dois: LeBron James (39 pontos, 12 rebotes, 16 assistências) se tornou o jogador mais velho da história da NBA a fazer um triple-double com ao menos 30 pontos e 15 assistências. Luka Doncic (31 pontos, 13 rebotes, 15 assistências) se tornou o jogador mais NOVO a fazer um triple-double com ao menos 30 pontos e 15 assistências. As semelhanças não ficam por aí, vale a pena conferir como os dois times começaram o jogo com jogadas praticamente IDÊNTICAS e que acabaram com LeBron e Luka dando passes para pontes-aéreas de Anthony Davis e Dwight Powell:

A partida foi bem jogada, disputada e decidida apenas na prorroga√ß√£o. √Č uma chance n√£o s√≥ de ver uma boa partida de basquete de dois dos melhores jogadores da atualidade, mas de prestar aten√ß√£o especialmente em seus passes e em como os dois s√£o muitas vezes bem parecidos e dominam o estilo “quarterback” de jogar basquete: dominam a bola por boa parte do tempo, tem total controle sobre onde est√£o todos na quadra e disparam passes precisos. Nas jogadas abaixo, mais semelhan√ßas: passes de l√° atr√°s no per√≠metro para pequenos armadores que encontraram espa√ßo sob a cesta e, depois, infiltra√ß√Ķes que concentram cinco defensores no garraf√£o e se tornam ent√£o passes diretos e retos para a zona morta:

Aproveite e veja se a bola de 3 pontos de Danny Green que empatou o jogo na √ļltima posse de bola te lembra alguma coisa. J√° teve v√≠deo sobre esse lance na Prancheta Bola Presa anos atr√°s, quando Green matava essa bola usando a camisa do San Antonio Spurs.


Herro2

TER√áA-FEIRA – A molecada e as prorroga√ß√Ķes
Chicago Bulls x Miami Heat (8 de Dezembro de 2020)

O time que mais disputou prorroga√ß√Ķes nesta temporada √© o Miami Heat: NOVE. T√£o impressionante quanto o n√ļmero de empates √© o n√ļmero de vit√≥rias no tempo extra, OITO. S√≥ outros dois times chegam perto da equipe da Fl√≥rida em quantidade de prorroga√ß√Ķes e ambos t√™m recordes bem piores. O Brooklyn Nets ganhou s√≥ tr√™s das oito prorroga√ß√Ķes que disputou e o Minnesota Timberwolves venceu quatro das sete disputadas.

Essa partida contra o pobre Chicago Bulls √© um grande exemplo de como o Heat √© bom, organizado, decisivo e levemente sortudo nesses jogos disputados. N√£o foi a melhor partida da equipe de Erik Spoelstra, mas a disciplina estava l√° e na hora dos vamos ver eles contaram com a ajuda de toda a cambada de pirralhos do time: Kendrick Nunn marcou 18 pontos, Bam Adebayo fez mais um de seus in√ļmeros double-doubles e o novato Tyler Herro fez nada menos que CINCO bolas de 3 pontos apenas nos minutos finais do tempo normal e da prorroga√ß√£o. Vale tamb√©m observar como Jimmy Butler foi uma for√ßa poderosa para essa equipe mesmo em um dos dias em que n√£o estava l√° muito inspirado ofensivamente: ele defende, rouba bolas, cria jogadas e d√° algumas das assist√™ncias para o jovem Herro ser, com o perd√£o do trocadilho, o her√≥i da partida.

Se por algum motivo vocês têm interesse em entender o Chicago Bulls, essa é uma boa lição também. A partida mostra todo o potencial do time, a capacidade de jogar de igual para igual com outros grandes do Leste, mas também a rotina de partidas jogadas fora nos minutos finais. Junte um time especialista em perder partidas apertadas e um com poderes mágicos para ganhá-las e você tem esse divertido duelo com um herói improvável. Se quiser ir mais a fundo taticamente vale ler esse texto (para assinantes) e observar como o Heat é o time que mais usa a defesa por zona em toda a NBA.

Varia√ß√Ķes do mesmo tema – Se voc√™ gostar do show, procure outras das OITO prorroga√ß√Ķes vencidas pelo Heat. Destaque especial para a partida de 28 de Dezembro contra o Philadelphia 76ers, ex-time de Jimmy Butler. De novo Herro, dessa vez ao lado do pr√≥prio Butler, marcaram diversas cestas importantes no fim do jogo para empatar uma partida que at√© ent√£o estava sendo dominada por atua√ß√Ķes incr√≠veis de Ben Simmons e Joel Embiid.


Giannis2

QUARTA-FEIRA – Novo dono da coroa?
LA Lakers x Milwaukee Bucks (19 de Dezembro de 2019)

Com uma boa parte da temporada j√° encaminhada, era hora de vermos frente a frente os times que lideravam as confer√™ncias Leste e Oeste, uma poss√≠vel pr√©via da Final da temporada. N√£o deixava de ser tamb√©m uma pr√©via da disputa pelo trof√©u de MVP: LeBron James contra Giannis Antetokounmpo dominavam desde ent√£o a discuss√£o sobre melhor jogador da temporada. O jogo foi muito aguardado, antecipado e o LA Lakers at√© poupou Anthony Davis na partida anterior contra o Indiana Pacers para que ele chegasse pronto para marcar o Greek Freak. √Č o mais pr√≥ximo dos Playoffs que podemos chegar para um jogo em Dezembro.

Toda a expectativa foi correspondida em quadra: o Milwaukee Bucks jogou com a intensidade esperada de quem estava em casa e dominou a partida, mas o Lakers se mostrou um time experiente e resiliente e n√£o deixou a peteca cair. Chegou a se aproximar no placar no final do terceiro per√≠odo e come√ßo do quarto, mas n√£o foi o bastante. O grande diferencial foi, por incr√≠vel que pare√ßa, o arremesso de longa dist√Ęncia de Giannis! Ele acertou CINCO bolas de 3 pontos no jogo, ainda hoje o recorde da sua carreira. O plano do Lakers era deixar ele chutar, tiveram que aguentar o resultado. Depois de um desses arremessos, Giannis se AUTOPROCLAMOU NOVO REI e colocou uma coroa imagin√°ria na cabe√ßa para desafiar LeBron. Um dos grandes momentos da temporada!

Na quest√£o t√°tica √© um bom jogo para entender melhor a estrat√©gia defensiva do Bucks. N√£o √© √† toa que Danny Green acertou SETE bolas de 3 pontos e JaVale McGee e Dwight Howard SOMADOS fizeram apenas seis pontos, o time de Mike Budenholzer tem por prioridade fechar o garraf√£o a todo custo, com todos seus jogadores se concentrando sob a cesta a cada amea√ßa de infiltra√ß√£o. Algumas bolas de longa dist√Ęncia s√£o permitidas de vez em quando por isso, mas no longo prazo eles acreditam que impedir arremessos pr√≥ximos ao aro √© o plano correto. O resultado √© que Anthony Davis e LeBron James, que t√™m quase 65% de aproveitamento na temporada em arremessos ao redor do aro, acertaram s√≥ 50% nessa partida: 6/12 para Davis, 4/8 para LeBron:

Design sem nome

Varia√ß√Ķes do mesmo tema – Se voc√™ quer ver mais jogos do Milwaukee Bucks dominando e mostrando seu potencial de futuro campe√£o vale ver outras vit√≥rias sobre favoritos. No dia 6 de Dezembro eles MASSACRARAM o LA Clippers, que estava com Kawhi Leonard e Paul George em quadra e mesmo assim n√£o viu a cor da bola. Outro grande jogo foi a vit√≥ria sobre o Boston Celtics em 16 de Janeiro, uma surra humilhante que Kemba Walker, quase sozinho, conseguiu transformar em um placar respeit√°vel e at√© perigoso no quarto final.


JaMorant

QUINTA-FEIRA РO mundo é apresentado a Ja Morant
Houston Rockets x Memphis Grizzlies (14 de Janeiro de 2020)

Muitas estrelas da NBA t√™m um grande jogo em que foram apresentados para o grande p√ļblico do basquete. N√≥s, bitolados, sempre estamos ligados em quem est√° evoluindo e prestes a estourar, mas para o POV√ÉO √© preciso um grande momento em rede nacional para dizer a que veio. Foi o que vimos acontecer em Janeiro com o novato Ja Morant, do Memphis Grizzlies.

Sem Zion Williamson, Morant já era, com sobras, o melhor novato dessa temporada. Em Janeiro ele liderava o melhor momento do surpreendente Grizzlies na temporada, uma sequência de vitórias que levou aquele suposto saco de pancadas a se tornar um time que estava na zona dos Playoffs. Junte esse grande momento coletivo e individual e coloque a partida em rede nacional nos EUA, na NBA TV (não era a ESPN, mas tá valendo!), contra o poderoso Houston Rockets de James Harden (Russell Westbrook foi poupado neste dia) e temos o cardápio para uma festa de debutante. Até aqui no Brasil a partida foi transmitida na TV a cabo para uma enorme quantidade de pessoas que jamais tinha visto um jogo do nosso Memphão em toda sua vida.

O armador pegou a oportunidade e abra√ßou ela com estilo: 26 pontos (acertou 10 dos 11 arremessos que tentou!), acertou tr√™s bolas de longa dist√Ęncia, deu oito assist√™ncias, falou palavr√Ķes na fu√ßa de Harden e fez tantas jogadas de efeito que rever esse jogo vai dar uma sensa√ß√£o de assistir uma compila√ß√£o de highlights no YouTube. √Č tamb√©m uma oportunidade para ver o quanto esse Grizzlies foi um dos times mais intensos e divertidos da liga durante ao menos um m√™s inteiro.

Taticamente √© interessante olhar para duas coisas. Pelo lado do Houston Rockets, lembrar de como era a vida com Clint Capela e como sua presen√ßa em quadra alterava as coisas para o time. Reparem como poucas vezes ele faz pick-and-rolls com James Harden e ao inv√©s disso prefere ficar quase atr√°s da tabela, no fundo da quadra, s√≥ √† espera de uma poss√≠vel ponte-a√©rea. Eventualmente o time percebeu que n√£o ter ele l√° e colocar mais um arremessador no lugar daria mais espa√ßo √†s infiltra√ß√Ķes.

Pelo lado do Memphis Grizzlies eu recomendo observar a transi√ß√£o ofensiva: com boa capacidade atl√©tica e alguns bons defensores no elenco, o time consegue for√ßar turnovers e imediatamente transform√°-los em contra-ataques. N√£o h√° d√ļvida, hesita√ß√£o nem uma procura desesperada por Ja Morant. Quem rouba a bola j√° dispara para frente, normalmente acompanhado por ao menos um ou dois companheiros. Desesperador para os advers√°rios…


CP3

SEXTA-FEIRA – Os Reis da Virada
OKC Thunder x Minnesota Timberwolves (6 de Dezembro de 2019)

Se o Miami Heat domina as prorroga√ß√Ķes, ningu√©m manda mais nos quarto per√≠odos que o OKC Thunder. Como o Danilo explicou num post recente, o time tem o melhor ataque da NBA nos √ļltimos cinco minutos de jogos disputados, uma das melhores defesas, comete poucos erros e √© um dos times que mais virou jogos na temporada. Quer um n√ļmero legal? O time tem DEZESSEIS vit√≥rias em jogos onde come√ßou o √ļltimo quarto perdendo, nenhum outro time da NBA tem mais que… OITO.

Foi o caso desse jogo contra o Minnesota Timberwolves, que trago aqui por motivos de grandes lances, grandes atua√ß√Ķes e, acima de tudo, lances BIZARROS nos segundos finais. Come√ßo com as atua√ß√Ķes: √© uma chance de ver uma boa partida de Karl-Anthony Towns numa √©poca em que o Wolves ainda n√£o tinha jogado tudo para o alto. Ele fez 30 pontos e acertou 5 bolas de 3 pontos, aproveitando a nova liberdade que recebeu nessa temporada de disparar tiros de longa dist√Ęncia. Do lado do OKC Thunder √© uma chance dos desatentos verem como Shai Gilgeous-Alexander j√° √© um dos grandes jovens jogadores da NBA, como Chris Paul tem o jogo no seu bolso e porque eu, depois de tanto xingar, votaria em Dennis Schr√∂der como melhor reserva da temporada. Todos tiveram seus momentos na recupera√ß√£o do Thunder nos minutos finais e na prorroga√ß√£o.

Agora a bizarrice: o final do tempo normal foi t√£o estranho que eu abri m√£o de minhas regras MORAIS e fiz uma thread no Twitter para contar os acontecimentos. Juro que n√£o sou desses, mas valeu a pena: envolve uma camisa para fora do cal√ß√£o, o livro de regras da NBA, um veterano dedo-duro e um passe de futebol americano no √ļltimo segundo:

Varia√ß√Ķes do mesmo tema: Em 17 e 19 de Dezembro o Thunder conseguiu uma fa√ßanha que nem sei se vale um parab√©ns ou um tapa na bunda. Eles conseguiram, em dois jogos seguidos, virar jogos em que perdiam de 26 e 24 pontos! O primeiro foi contra o Chicago Bulls (eu falei que eles jogavam lideran√ßas no lixo como hobby) e o outro contra o Memphis Grizzlies. O parab√©ns vai para a capacidade do time de reverter situa√ß√Ķes dif√≠ceis, o tapa na cara √© por ficar 26 pontos atr√°s do Bulls.


Semana que vem tem mais dicas envolvendo a REVELAÇÃO de Jayson Tatum, mais prévias de Playoffs, o jogo com mais pontos na temporada, a consagração do retorno de Carmelo Anthony e mágicas vindas da cartola de Nick Nurse.

Torcedor do Lakers e defensor de 87,4% das estatísticas.

Como funcionam as assinaturas do Bola Presa?

Como s√£o os planos?

São dois tipos de planos MENSAIS para você assinar o Bola Presa:

R$ 14

Acesso ao nosso conte√ļdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

R$ 20

Acesso ao nosso conte√ļdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bol√Ķes + V√≠deo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Acesso ao nosso conte√ļdo exclusivo: Textos, Filtro Bola Presa, Podcast BTPH, Podcast Especial, Podcast Clube do Livro e texto do FilmRoom.

Acesso ao nosso conte√ļdo exclusivo + Grupo no Facebook + Pelada mensal em SP + Sorteios e Bol√Ķes + V√≠deo ao vivo para discutir Clube do Livro e FilmRoom.

Como funciona o pagamento?

As assinaturas podem ser feitas pelo Aplicativo PicPay. Baixe, cadastre-se, busque o Bola Presa e escolha seu plano de assinaturas. Voc√™ pode pagar com cart√£o de cr√©dito ou carregar sua Carteira PicPay com boleto ou dep√≥sito banc√°rio. Depois de assinar, escreva para bolapresa@gmail.com para mais detalhes de como ter acesso ao conte√ļdo exclusivo.

D√öVIDAS SOBRE AS ASSINATURAS? Nos escreva: bolapresa@gmail.com

Assine j√°!